Viagem

Férias na cadeia? Conheça o hotel da Tailândia que imita uma prisão

Marcel Vicenti

Colaboração para o UOL

24/08/2017 04h00

Passar uma noite de suas férias atrás das grades não parece, a princípio, uma ideia muita atraente. Mas, na Tailândia, há um lugar que propõe exatamente essa experiência. Trata-se do hotel Sook Station, recém-inaugurado em Bangcoc, e que está causando alvoroço por oferecer quartos que reproduzem celas de uma prisão.

Dormir num xilindró, com roupa de presidiário

Os ingredientes de um xilindró estão todos lá: as acomodações são cercadas por grades, equipadas com beliches e têm as paredes (propositalmente) descascadas. E a imersão no mundo carcerário não para por aí: no check-in, os hóspedes recebem roupas listradas de prisioneiros e fazem uma foto criminal, segurando uma plaquinha dinate de uma parede com indicador de altura.

Não espere, entretanto, viver um inferno no Sook Station. Mesmo imitando celas, os quartos do hotel parecem ser confortáveis, com colchões macios e limpos –algumas das acomodações têm cama de casal.

Os banheiros, por sua vez, são compartilhados entre diversos quartos e, apesar de escuros e um tanto sinistros, oferecem o básico necessário para o hóspede, como chuveiros quentes e até secador de cabelo.

Hotel tem conforto, sim!

Parte do setor externo do Sook Station também é inspirado nas prisões, com grades e cercas de arame farpado. Mas o hotel abriga outras áreas que em nada lembram um presídio: a recepção e áreas sociais têm design moderno, com poucas referências às masmorras.

No terraço, onde são realizadas animadas festas, existe uma jacuzzi. E o local também tem um descolado espaço de trabalho, usado por profissionais tailandeses e estrangeiros que estão de passagem por Bangcoc.

Para quem quer uma experiência diferente

É a experiência de dormir em uma cela que realmente marca quem se hospeda por lá. “Não dá para acreditar no quão surreal é este hotel”, diz a turista tailandesa Nanapas Suksiritarnan, que ficou no Sook recentemente. “Eu e minha família nos sentimos prisioneiros”.

Ao guia de viagens Lonely Planet, a dona do Sook Station, conhecida apenas como Na, disse que se inspirou no famoso filme “Um Sonho de Liberdade” (passado em uma prisão dos Estados Unidos) para criar os ambientes carcerários do seu negócio.

As diárias no hotel-prisão tailandês custam a partir de R$ 170*. O estabelecimento está localizado a cerca de 20 minutos de transporte público da região central de Bangcoc.

*valor sujeito a alterações. 

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Viagem

Topo