Viagem

Turistas retiram tubarão do mar para fotos no Caribe; animal pode sufocar

Reprodução/Instagram
Turistas retiram tubarão da água no Caribe Imagem: Reprodução/Instagram

Denise de Almeida

Do UOL, em São Paulo

16/03/2017 04h00

Com o belo mar caribenho como cenário, uma praia é palco de uma cena cruel praticada por turistas. Na Isla Mujeres, pertinho de Cancún, visitantes retiram um tubarão da água para posar para fotos, ignorando o fato de que o animal pode morrer por conta disso.

Como os tubarões respiram pela água, retirar o bicho do mar pode ser letal. "A água precisa entrar pela boca dele, passar pelas fendas branquiais e sair. Se você tira o animal da água, ele pode morrer asfixiado, por falta de ar", explica Edris Queiroz, biólogo marinho e diretor do IBIMM (Instituto de Biologia Marinha e Meio Ambiente).

Mesmo se a saída da água for rápida, há risco. O professor explica que não há um prazo seguro para a atitude. "Esses animais são imprevisíveis. Às vezes você deixa ele 10, 15 segundos fora da água e ele pode não resistir. Ou ele pode até ficar 1h fora da água e sobreviver. Mas não dá para garantir. A partir do momento que você está tirando o animal fora da água ele está correndo um sério perigo de entrar em óbito".

Uma rápida busca pelas redes sociais aponta que vários turistas, de diferentes países, têm aderido às cruéis fotos com tubarões na Playa Tiburón, um restaurante localizado na ilha mexicana. No site de viagens TripAdvisor, vários viajantes relatam a experiência com o tubarão: algumas com elogios e outras com críticas à atitude e ao tamanho do cercadinho reservado para o animal no mar. 

"O ser humano infelizmente acha que se ele tirar foto com tubarão está se vangloriando, está ostentando. 'Bati uma foto com um tubarão, então eu sou o cara'. O maior absurdo que a gente vê ainda é isso. As pessoas se deixarem levar por essas coisas", analisa Queiroz

Reprodução/Instagram
Na Isla Mujeres, restaurante deixa visitantes tirarem tubarão da água, o que pode matar o animal Imagem: Reprodução/Instagram

Tortura a animal ameaçado

Especialista em tubarões, o biólogo ainda revela que a espécie que aparece nas fotos é de um tubarão-lixa, que está seriamente ameaçada. "Para começar, é um animal que corre um sério risco de extinção. Ele já foi muito pescado, muito predado, por ser um animal manso, que mantinham antigamente em aquário. Essa família de tubarões está na lista de espécies ameaçadas no mundo inteiro. São animais protegidos pela lista vermelha, eles não poderiam estar usando essa espécie lá".

"Isso é uma tortura mesmo. É uma ameaça aos tubarões. Isso jamais poderia ser considerado uma atração turística. É uma atrocidade que estão fazendo com os tubarões, na realidade".

O biólogo explica que há formas mais saudáveis de interagir com o animal. "Vai ficar batendo selfie? Não é muito mais legal ver o animal no seu habitat? Você pode mergulhar com o tubarão, tem muito isso no Caribe. As pessoas mergulham, mas não tocam nele. Qualquer tipo de contato com o animal silvestre não é uma coisa legal. Aqui no Brasil é proibido. Nenhuma pessoa pode pegar qualquer tipo de animal silvestre para bater foto. A pessoa está sujeita a pagar multa, detenção e prisão".

Apesar de manso, o professor ainda lembra que o animal pode atacar alguém. “Tubarão você não domestica. Você pode condicionar ele a pegar comida em uma hora ou outra, mas é um animal silvestre. E, como qualquer animal silvestre, eles são imprevisíveis. Podem morder a qualquer momento. E uma mordida de um tubarão pode arrancar um membro de uma pessoa: uma mão, um braço”.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo