Fã de motos? Turistas podem visitar a fábrica da Harley-Davidson nos EUA

Do UOL

A cidade de Kansas City, no Estado norte-americano do Missouri, está longe de ser o destino de férias mais popular dos Estados Unidos. Mas, pelo menos para os amantes da vida sobre duas rodas, há um bom motivo para ir até lá: o local abriga uma das fábricas da Harley-Davidson, que, além de produzir algumas das principais motocicletas da marca, é aberta a visitas turísticas. 

A linha de montagem se encontra em uma área de três hectares e, durante o passeio, o público pode ver detalhes de como são feitas as motocas mais famosas do mundo.

Há dois tipos de tours disponíveis: um deles é o chamado Steel Toe Tour. No percurso, que dura cerca de duas horas, os participantes chegam perto de várias das etapas de produção de modelos das famílias Sportster, Dyna e V-Rod.

Feita deste 1957, a Sportster é uma das linhas mais tradicionais da Harley e abrange modelos como o Iron 883 (que exibe um belo estilo retrô e, no Brasil, custa a partir de R$ 39.500) e o Roadster (também retrô, mas que é um pouco mais caro, custando, em terras brasileiras, a partir de R$ 47.500).

Divulgação/Harley-Davidson
Em Kansas City, turistas veem o nascimento das mais famosas motos do mundo

Na fábrica, os turistas também presenciam o nascimento do modelo Fat Bob, parte da família Dyna e cujo design exibe elementos inspirados nas metralhadoras Tommy Gun, arma automática criada em 1918 e que era amada pelos gângsteres americanos. No Brasil, este brinquedinho (a moto, não a metralhadora) custa a partir de R$ 56.400.

Atrações do roteiro

Os participantes do Steel Toe Tour veem as motos ganhando forma, com operários e robôs juntando guidão, rodas, motor e afins em um corpo só. O processo de pintura dos veículos (que têm os retoques feitos à mão por funcionários da Harley) também está ao alcance dos turistas, assim como alguns testes que são feitos nas motos (como verificações envolvendo o funcionamento do acelerador) depois que ela fica pronta.    

E o passeio, que custa US$ 38 (cerca de R$ 125)*, parece agradar quem dele participa: "este tour mostra toda a perícia e o amor que são investidos no processo de produção de uma Harley-Davidson. Mesmo que você não seja um aficionado por motocicletas, vale a pena fazê-lo", escreve, no site TripAdvisor, o turista australiano Jeff Ainge, que esteve em Kansas City.  

Há ainda um segundo tour, gratuito: ele é realizado de segunda a sexta e dura apenas uma hora. Neste tempo, os visitantes podem observar superficialmente algumas das etapas de produção da Harley, mas não chegam às "profundezas" da linha de montagem, como determinadas áreas de pintura. 

Divulgação/Harley-Davidson
Funcionária participa do processo de montagem de algumas das motos mais famosas do mundo na fábrica da Harley-Davidson em Kansas City, nos Estados Unidos

No começo de ambos os tours, o público ainda vê um vídeo que conta a história da Harley, ressaltando a epopeia dos quatro homens de Milwaukee (cidade-sede da empresa) que, no começo do século 20, montaram as primeiras motos da marca em um galpão de madeira com três metros de largura por quatro metros de comprimento. E, depois, os turistas têm a permissão para sentar em alguns modelos da Harley expostos perto da linha de montagem.   

SERVIÇO

O Steel Toe Tour acontece de segunda a quinta, com percursos realizados entre as 9h15 e as 12h. O passeio gratuito, por sua vez, ocorre de segunda a sexta: as saídas são feitas entre as 9h e as 13h30. Para saber como reservar seu espaço nestas atrações, clique aqui

Há outras duas fábricas da Harley nos Estados Unidos que também são abertas a turistas: a linha de produção de York, na Pensilvânia (onde são montados modelos das linhas Touring, Softail, CVO e Trike) e a fábrica de Menomonee Falls (em Wisconsin, local no qual são feitos motores da empresa). E um museu da companhia em sua cidade natal, Milwaukee, exibe centenas de motocicletas históricas da marca. Para mais informações, clique aqui.  

*Preço pesquisado em janeiro de 2017 e sujeito a alterações. 

UOL Cursos Online

Todos os cursos