Viagem

Veja curiosidades fantasmagóricas dos hotéis mais mal-assombrados do mundo

Do UOL, em São Paulo

03/12/2016 08h00

Pessoas que somem de repente, cortinas abrindo sozinhas e sons muito estranhos são praticamente clichês dos filmes de terror e só existem neles, certo? Talvez não seja bem assim, se analisarmos as lendas que povoam o imaginário dos hóspedes de alguns hotéis espalhados pelo mundo.

De amores malsucedidos ao hotel que inspirou a história de "O Iluminado", conheça alguns estabelecimentos com fama de mal-assombrado.

Reprodução/www.fairmont.com/
Imagem: Reprodução/www.fairmont.com/

Mistééério
Já imaginou conversar com um funcionário e ele simplesmente desaparecer na sua frente? Essa é uma das lendas que envolvem o Banff Springs Hotel, em Alberta (Canadá). Considerado mal-assombrado, o local foi construído há cerca de 125 anos pela Canadian Pacific Railway, com o intuito de ser um ponto de parada luxuoso para os viajantes de trem. 

A história mais famosa diz respeito a um homem chamado Sam Macauley, que morreu em 1976. Ele trabalhou como carregador no hotel durante as décadas de 1960 e 1970 e, diz a lenda, ainda circula por lá. Quem já viu seu espírito garante que Sam, usando o antigo uniforme, gosta de ajudar os hóspedes a irem até seus quartos, inclusive acendendo luzes e abrindo portas. Mas, se você tenta pedir dicas ou conversar, ele desaparece.

Reprodução/Facebook/Queen Mary
Imagem: Reprodução/Facebook/Queen Mary

Túnel do tempo
E que tal ir tomar um banho de piscina e cruzar com duas mulheres usando roupas de banho antigas e que também desaparecem do nada? Essa é uma das histórias que envolvem o Queen Mary Hotel, um antigo transatlântico que agora fica permanentemente ancorado em Long Beach, Califórnia (Estados Unidos), recebendo hóspedes. Histórias dizem que as duas amigas teriam morrido afogadas no local.

Outras lendas afirmam que existe um cavalheiro em um elegante terno formal, ao estilo comum nos anos 1930, circulando nas suítes da primeira classe. Os fantasmas de duas crianças também já foram vistos - e ouvidos - perto da sala de armazenamento, além do espírito de uma jovem mulher que foi flagrada caminhando por cima da piscina.

Reprodução/www.robertonaldicollection.com
Imagem: Reprodução/www.robertonaldicollection.com

Pisca-pisca noturno
Um espírito bastante "brincalhão" parece morar no Grand Hotel Parco dei Principi, um cinco estrelas localizado no exclusivo bairro de Parioli, em Roma (Itália). Ali, a dica é evitar ficar hospedado no quarto 523, conhecido por ser mal-assombrado.

Alguns hóspedes contaram que, durante a estadia ali, as luzes se acenderam sozinhas no meio da noite e as cortinas se moveram, mesmo com as janelas estando fechadas. Verdade ou imaginação? Ninguém sabe.

Reprodução/toftaholm.se
Imagem: Reprodução/toftaholm.se

Coração partido
Dormir no histórico hotel Toftaholm Herrgard, na Suécia, também parece não ser a melhor ideia. Reza a lenda que o local é assombrado pelo fantasma de um jovem chamado Mats, que enforcou-se ali no ano de 1750. Segundo a lenda, a propriedade era de um barão para quem Mats trabalhava como camponês.

Ele e a filha do dono, chamada Ebba, se apaixonaram perdidamente, mas o barão descobriu a história e forçou a moça a casar com outro. Foi na manhã da cerimônia que Mats tirou a própria vida e passou a assombrar todos os quartos com mulheres atraentes. E dá-lhe sons estranhos, movimentos inexplicáveis de objetos e abrir e fechar de portas e janelas.

Patrick Andrade/The New York Times
Imagem: Patrick Andrade/The New York Times

Pesadelo que rendeu
Stanley Hotel, localizado no estado do Colorado (Estados Unidos), é famoso por ter servido de inspiração para Stephen King criar o livro "O Iluminado", história que acabou virando filme nas mãos do cineasta Stanley Kubrick. Diz a lenda que King era o único hóspede do hotel e ocupava o quarto 217 quando teve um pesadelo em que seu filho, na época com três anos, era perseguido pelos corredores.

Após acordar, ele encontrou inspiração para escrever o livro enquanto fumava um cigarro - e se acalmava - admirando as Montanhas Rochosas pela janela. Desde então, aquele quarto virou uma lenda. É o mais requisitado do hotel e celebridades como Johnny Depp e o Imperador do Japão já ficaram lá. Mesmo com coisas estranhas acontecendo, como luzes que acendem e apagam sozinhas e malas que são desfeitas misteriosamente. 

Reprodução/Facebook/The Marshall House
Imagem: Reprodução/Facebook/The Marshall House

Resquícios da batalha
Construído em 1851, o The Marshall House é o hotel mais velho de Savannah, Geórgia (Estados Unidos). O prédio foi usado como hospital no final da Guerra Civil Americana e ainda durante duas epidemias de febre amarela. Após um inverno especialmente mais frio, os trabalhadores dos hospitais foram forçados a manter as partes amputadas dos corpos das vítimas da guerra sob as tábuas do edifício, em vez de enterrá-las no solo.

Diz a lenda que isso causou uma intensa atividade paranormal, que inclui espíritos dos feridos vagando pelos ambientes ainda vestidos com uniformes da guerra civil, além de torneiras da água e interruptores de luz que ligam e desligam do nada. Também tem uma porta de banheiro que se tranca repentinamente do lado de dentro, assustando tanto funcionários quanto hóspedes.

Reprodução/www.langhamhotels.com
Imagem: Reprodução/www.langhamhotels.com

Até o sobrinho de Napoleão
O Langham, em Londres (Inglaterra), é um estabelecimento cinco estrelas que foi construído entre 1863 e 1865. Na época, era o maior e o mais moderno hotel da cidade. Tanto que seus antigos hóspedes parecem realmente gostar do hotel: dizem que Luis Napoleão Bonaparte, sobrinho do famoso Napoleão, estaria até hoje circulando pelos porões do local.

Outros fantasmas famosos por ali incluem um homem vestido com roupas militares e ainda um príncipe alemão. No quarto 333, reza a lenda que um rapaz vestido como alguém da era vitoriana também gosta de sair para passear durante as noites, mas apenas durante o mês de outubro. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo