Viagem

Invenção promete impedir que viajante dorminhoco caia do assento no avião

Do UOL, em São Paulo

18/10/2016 18h03

Você é daqueles viajantes que, por falta de conforto, não conseguem dormir em uma viagem de avião, carro, trem ou ônibus?

A empresa irlandesa Sit2Nap acaba de lançar um produto que promete ajudar pessoas que enfrentam este tipo de problema. 

Trata-de de uma peça elástica que pode ser colocada entre as canelas e ao redor da cabeça do viajante e, segundo a Sit2Nap, impedir que seu corpo caia para frente ou para os lados no momento do sono. Na teoria, a invenção é capaz de manter o corpo da pessoa em uma posição estável em uma jornada estradeira, ferroviária ou aérea (veja como o produto funciona no vídeo em inglês acima e na imagem abaixo).

Como ela não precisa estar presa a nenhum assento para funcionar, o turista também pode usá-la para dormir em terminais de embarque de aeroportos ao redor do mundo, enquanto aguarda o seu voo. 

Os viajantes ficam em uma posição inclinada e levemente cômica quando estão usando o produto, mas a Sit2Nap afirma que a peça elástica é mais eficiente do que aquelas almofadas de pescoço muito usadas por passageiros em viagens aéreas (e que não impedem que o corpo despenque para a frente durante o sono).  

Divulgação/Sit2Nap
Imagem da Sit2Nap mostra como seu produto deve ser usado pelos viajantes Imagem: Divulgação/Sit2Nap

A companhia conta ter passado mais de um ano e meio pesquisando a forma como as pessoas dormem quando estão sentadas e diz que sua invenção pode ser extremamente útil em jornadas longas e durante longas esperas em aeroportos. Ela também "impedirá que você passe pelo constrangimento de terminar dormindo sobre o ombro da pessoa sentada ao seu lado", diz o vídeo acima, publicado pela empresa no YouTube.  

A peça elástica, porém, ainda não está à venda. Para produzi-la em grandes quantidades, a Sit2Nap começou uma campanha de financiamento coletivo no site Kickstarter. A meta é levantar, até o próximo dia 4 de novembro, pelo menos 20 mil euros (cerca de R$ 72 mil). 

E você? Acha que esse produto funciona? Deixe sua opinião na área de comentários da matéria. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo