Viagem

Algemas eróticas e um martelo: veja itens apreendidos em aeroporto inglês

Marcel Vincenti/UOL
Algemas como essas da foto são confiscadas constantemente no London City Imagem: Marcel Vincenti/UOL

Do UOL, em São Paulo

12/05/2016 15h55

Responsável por servir a cidade de Londres e um dos principais aeroportos do Reino Unido, o London City Airport recebe mais de 4 milhões de passageiros por ano.

Nesta quarta-feira (11), as autoridades que administram os terminais de embarque do local divulgaram uma lista com os itens mais inusitados que, nos últimos 12 meses, foram confiscados da bagagem de mão de viajantes antes que eles entrassem nos aviões.

São, em sua maioria, objetos pontiagudos, cortantes e contundentes que, na visão das equipes de segurança do aeroporto, poderiam representar um perigo para os voos saindo do London City (este tipo de material deve ser colocado na bagagem despachada no check-in). Também há muitos frascos de líquidos com tamanho maior do que o permitido e uma quantia altíssima de dinheiro.

Entre os itens mais confiscados na área do raio-X do aeroporto inglês estão algemas eróticas (aquelas encontradas em sex shops e revestidas com material macio e, geralmente, cor-de-rosa). Em média, os seguranças confiscam duas algemas por mês de passageiros antes que eles ingressem nas aeronaves.

Tais brinquedinhos apresentam partes pontiagudas e, por isso, não podem estar na bagagem de mão dos viajantes. 

Garry Knight/Creative Commons
Globos de neve também são barrados com frequência no aeroporto londrino Imagem: Garry Knight/Creative Commons

Outros objetos barrados com frequência no London City são globos de neve, lembrança muito comprada por turistas que visitam Londres, mas que, por causa do seu conteúdo líquido, também não podem entrar junto com o passageiro no avião. Em média, 12 desses suvenires são confiscados por mês no aeroporto. 

"No ano passado, recebemos passageiros carregando uma enorme variedade de itens proibidos, e os globos de neve estão entre os mais frequentes", diz Declan Collier, um dos administradores do London City Airport. 

Collier também ressalta que muitos viajantes acabam perdendo itens caros, por desconhecer (ou simplesmente não respeitar) o limite de 100 ml para frascos e potes de líquido ou gel. Entre eles estão geleias e molhos finos para comida comprados na luxuosa loja de departamentos Harrods. 

E por falar em dinheiro, um passageiro foi pego, em abril de 2016, com 40 mil libras esterlinas (mais de R$ 200 mil) escondidas sob a roupa enquanto passava pelo raio-X do London City. A quantia, que não havia sido declarada, foi confiscada na hora. 

Outro viajante, por sua vez, tentou embarcar no avião com um pote recheado de ração para cavalos, que, com sua textura pastosa, não pôde passar pela equipe de segurança. O mesmo aconteceu com outro homem que quis embarcar carregando shampoo para cachorro.

Objetos realmente perigosos, porém, não aparecem na lista do aeroporto inglês. No ranking, o item mais ameaçador que os fiscais do London City barraram foi um martelo de madeira, encontrado na bagagem de mão de um homem. 

Johan/Creative Commons
Objetos contundentes, como martelos, não podem estar na bagagem de mão Imagem: Johan/Creative Commons

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo