Viagem

Sob ataques terroristas, cidade paquistanesa tem casa para alugar no Airbnb

Reprodução/Airbnb
Vista do terraço da residência de Quetta, cadastrada no Airbnb Imagem: Reprodução/Airbnb

Do UOL, em São Paulo

22/02/2016 11h12

O Airbnb reúne mais de dois milhões de acomodações para aluguel espalhadas por cerca de 34 mil cidades do mundo.

Muitas se encontram em destinos paradisíacos, como Bali e Taiti, mas algumas estão em lugares que só viajantes destemidos terão coragem de visitar.

Uma delas é uma casa localizada na cidade de Quetta, no Paquistão. 

À primeira vista, o imóvel parece confortável, com um amplo quintal e, pelo indicam as fotos, vista para as montanhas da região. A diária custa a partir de R$ 70 e, segundo o proprietário, chamado Muhammed, trata-se de "uma das mais seguras locações" da área.  

O problema é que Quetta é hoje um dos territórios mais perigosos do Paquistão. Diversas investidas terroristas, algumas delas envolvendo operações suicidas, têm atingido a cidade nos últimos anos. Muitos dos ataques são realizados por talibãs e grupos que querem separar a região do Balochistão, onde está Quetta, do resto do Paquistão. 

O destino, além disso, está a poucas dezenas de quilômetros da fronteira do Afeganistão. 

Reprodução/Airbnb
Mapa do Airbnb mostra a localização de Quetta no Paquistão Imagem: Reprodução/Airbnb

Em janeiro deste ano, por exemplo, uma bomba explodiu ao lado de um centro de vacinação contra poliomielite mantido pelas Nações Unidas em Quetta. Um total de 15 pessoas morreram.  

A região da cidade, porém, tem lá suas atrações turísticas: perto de Quetta está o Hazarganji-Chiltan National Park, uma área com mais de 15 mil hectares que preserva alguns dos cenários naturais mais lindos do Paquistão, onde é possível avistar águias, leopardos e imponentes montanhas.

Infelizmente, devido às turbulências da região, Quetta é classificada pelo Departamento de Estado americano como uma área de altíssimo risco para viajantes. 

Maqsoodshah01/Creative Commons
Quetta é hoje uma das cidades mais perigosas do Paquistão Imagem: Maqsoodshah01/Creative Commons

Reprodução/Airbnb
As diárias da residência paquistanesa custam a partir de R$ 70 Imagem: Reprodução/Airbnb

Irfan/Xinhua
Oficiais examinam o local de uma explosão em Quetta, em dezembro de 2014 Imagem: Irfan/Xinhua

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo