Topo

Viagem

Família brasileira que navega pelo mundo se depara com ilha repleta de lixo

Do UOL, em São Paulo

16/02/2016 14h18

Uma ilha paradisíaca coberta de lixo. Foi esta a visão que a família Schurmann, famosa por realizar jornadas de veleiro ao redor do mundo, teve ao chegar nesta semana à Micronésia, no oceano Pacífico. 

Naturais de Santa Catarina, e há mais de 30 anos no mar, os Schurmann estão fazendo neste momento uma viagem rumo à China. Ao passar pelo arquipélago da Micronésia, a família aportou na ilha deserta de West Fayu e teve um choque: boa parte da areia branca do local estava coberta por garrafas de plástico e outros detritos. 

"Chegamos aqui em uma das ilhas Carolinas [que fazem parte da Micronésia e onde está localizada West Fayu] e não tem ninguém. É um local totalmente isolado do mundo. Mas ficamos surpresos: muito plástico", lamenta, no vídeo acima, Vilfredo Schurmann, um dos líderes da expedição, com o mar azul-turquesa às suas costas.

Para a família, trata-se de lixo jogado no oceano em outros locais do planeta e que foi transportado pelas águas marinhas até West Fayu. "As pessoas não imaginam ou têm consciência de que um lixo jogado no mar pode viajar milhares e milhares de milhas, colocando em risco a vida marinha e poluindo um local lindo como este", escreveram os Schurmann em sua página no Facebook. "Ficamos tão incomodados que recolhemos todas as garrafas plásticas e levamos ao veleiro Kat para compactar e guardar até chegarmos a um porto com local adequado para reciclagem". 

Segundo Vilfredo, o lixo será levado até a ilha de Guam, também no oceano Pacífico, para ser reciclado.

As jornadas dos Schurmann buscam chegar a alguns dos cantos mais remotos da Terra e algumas delas recriam aventuras enfrentadas por navegadores do passado, como a circum-navegação do globo realizada pelo português Fernão de Magalhães no século 16. 

Para saber mais sobre eles, acesse: http://schurmann.com.br/

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Viagem