Viagem

Agentes de aeroportos dos EUA acharam 2.653 armas com passageiros em 2015

Divulgação/TSA
Mais de 80% das armas encontradas pela TSA estavam carregadas Imagem: Divulgação/TSA

Do UOL, em São Paulo

22/01/2016 16h09

A Transportation Security Administration (TSA), entidade que cuida da segurança nos aeroportos dos Estados Unidos, informou nesta quinta-feira (21) que encontrou 2.653 armas de fogo em bagagens de mão de passageiros aéreos em 2015. 

As descobertas foram realizadas principalmente no momento em que os passageiros passavam pelo raio-X dos aeroportos americanos, pouco antes do embarque na aeronave, e 83% das armas estavam carregadas com munição. 

A TSA se deparou com passageiros armados em 263 aeroportos dos Estados Unidos no ano passado. O local com mais ocorrências foi o aeroporto de Dallas/Fort Worth, com 153 armas interceptadas, seguido por Hartsfield-Jackson Atlanta International Airport (144), George Bush Intercontinental Airport - Houston (100) e Denver International Airport (90).

Nos Estados Unidos, se tiver uma licença, o viajante pode colocar sua arma de fogo descarregada na bagagem despachada no check-in. Embarcar com ela na bagagem de mão é, logicamente, proibido. Caso não tenha licença e tente levar o armamento para a aeronave, a pessoa pode ser presa. 

Divulgação/TSA
Montagem com algumas das armas encontradas pela TSA em 2015 Imagem: Divulgação/TSA

O número de armas de fogo encontradas pela TSA, por sua vez, tem crescido a cada ano: em 2005, foram 660 armas interceptadas em bagagens de mão nos aeroportos dos EUA. Já em 2014, foram 2.212, 20% a menos do que em 2015.

Agentes de segurança têm viajado à paisana (e armados) em diversos voos nos Estados Unidos, com o objetivo de impedir qualquer atitude dentro do avião que possa coloca o voo em perigo. Segundo a TSA, estes agentes viajaram mais de 1 bilhão de milhas em 2015. O relatório da TSA vem em um momento em que o governo de Barack Obama discute maneiras para limitar o acesso dos cidadãos americanos a armas de fogo

Facas e granadas

Além das armas de fogo, os agentes da TSA encontram, todos anos, milhares de objetos cortantes, perfurantes, contundentes e explosivos com passageiros nos aeroportos dos Estados Unidos. 

Em 2015, por exemplo, um homem foi flagrado tentando embarcar no avião com uma granada de efeito moral em sua bagagem de mão. Também foram achados, com outros passageiros, cartuchos de escopeta, réplicas de dinamite e diversos tipos de facas escondidas em fivelas de cinto, dentro de sapatos e até dentro de pentes. Pessoas que escondam objetos perigosos para entrar no avião estão sujeitas a multas e a prisão.  

Em 2014, uma granada foi encontrada na bagagem de mão de um passageiro no aeroporto de Los Angeles. Equipes de segurança foram chamadas para recolher o explosivo e cinco voos foram atrasados por mais de duas horas por causa do ocorrido, afetando mais de 800 passageiros. O dono do artefato foi preso. 

Divulgação/TSA
Granada de efeito moral achada em uma mala de mão no aeroporto de Phoenix Imagem: Divulgação/TSA

Divulgação/TSA
Faca escondida em pente encontrada pela TSA no aeroporto de Detroit Imagem: Divulgação/TSA

Divulgação/TSA
Além de pistolas, passageiros tentam entrar com munição nos aviões nos EUA Imagem: Divulgação/TSA

Divulgação/TSA
A TSA também flagrou uma faca escondida nos fios de um carregador de laptop Imagem: Divulgação/TSA

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo