Viagem

Em cidade histórica da Etiópia, turistas alimentam hienas com a boca

Rod Waddington/Creative Commons
O encontro com as hienas acontece na cidade de Harar Imagem: Rod Waddington/Creative Commons

Do UOL, em São Paulo

08/01/2016 14h11

Quando a noite chega em Harar, diversos turistas se reúnem ao lado dos muros dessa antiga cidade da Etiópia para participar de uma atividade bem inusitada: alimentar hienas que vivem na região. 

No meio dos viajantes e do silêncio que toma conta da cidade ao escurecer, homens etíopes assoviam e gritam palavras incompreensíveis em direção ao matagal. Sob um clima de suspense, as hienas começam a aparecer, uma a uma, entre os arbustos que cercam Harar, seus olhos brilhando ameaçadoramente na penumbra.  

Os turistas então ganham pedaços de carne enfiados em gravetos, com os quais atraem e alimentam os animais.

Os etíopes, que promovem o espetáculo em troca de gorjetas, incentivam os forasteiros a colocar os pedaços de madeira entre os dentes e entregar, com a boca, a carne para as enormes hienas (que erguidas sobre suas patas traseiras chegam a ficar mais altas do que um adulto). Os mais corajosos o fazem, ganhando aplausos dos demais. 

msafari2425/Creative Commons
Os turistas podem usar a boca para dar carne às hienas Imagem: msafari2425/Creative Commons

Dizem os habitantes de Harar que não falta comida para as hienas que vivem nos arredores da cidade -- e que, por isso, elas não teriam motivo para atacar os estrangeiros que se dispõem a alimentá-las. As feras, inclusive, podem ser avistadas durante a madrugada perambulando pelas vielas do centro histórico local, onde moram milhares de pessoas.

Mas existem diversos registros de ataques mortais de hienas contra seres humanos em lugares que têm a presença do animal. Ou seja, a alimentação das hienas de Harar é divertida, mas não livre de riscos.

Casa de Rimbaud

Além do encontro com as feras carniceiras, o turista em Harar realiza um fascinante passeio cultural. Na cidade viveu, no final do século 19, o genial e errático poeta francês Arthur Rimbaud. Um museu que conta um pouco sobre a vida de Rimbaud pode ser visitado no centro histórico de Harar, um fascinante e colorido labirinto de vielas que também abriga mesquitas de centenas de anos. 

Harar fica a cerca de 520 quilômetros da capital etíope, Adis Abeba.

Marcel Vincenti/UOL
Harar é uma das principais cidades históricas da Etiópia Imagem: Marcel Vincenti/UOL

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Viagem

Topo