menu
Topo

Viagem


Brasil está entre países mais perigosos para mulheres viajantes, diz jornal

Getty Images
O "Daily Mail" afirma que, apesar da descontração de lugares como o Rio, o Brasil ainda sofre com "violência de gênero, gangues e assaltos à mão armada contra turistas" Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

2015-02-24T11:35:03

24/02/2015 11h35

O jornal inglês "Daily Mail", um dos mais importantes do Reino Unido, publicou uma reportagem que coloca o Brasil como um dos países mais perigosos para mulheres turistas. 

"De acordo com o Ministério da Saúde brasileiro, os estupros cresceram 157% entre 2009 e 2012, estimulados pela cultura machista do país", diz a publicação. "As fantásticas imagens de mulheres com pouca roupa no Carnaval do Rio não mascaram o fato de que grande parte do Brasil permanece dominada por violência de gangues e abuso policial".  

Você acha o Brasil perigoso para mulheres turistas?

Resultado parcial

Total de 7162 votos
89,14%
10,86%
Total de 7162 votos

O "Daily Mail" ainda cita o caso da turista norte-americana que, em 2013, foi violentada por um grupo de homens em uma van do Rio de Janeiro. Para o jornal, apesar dos esquemas de segurança montados durante a Copa do Mundo, "violência de gênero e assaltos à mão armada contra turistas continuam sendo um problema".

O Brasil divide a lista de "países perigosos para mulheres" com Índia, Turquia, Colômbia, Marrocos, Egito, Tailândia, África do Sul, México e Quênia.  

Transporte público

A reportagem do "Daily Mail" ainda traz uma lista das cidades com os "sistemas de transporte público mais perigosos para mulheres". O Brasil não está lá, mas o ranking mostra destinos sul-americanos como Buenos Aires, Bogotá e Lima. Cidades do Primeiro Mundo também marcam presença, como Nova York, Paris e Londres.

"Sou totalmente a favor de que mulheres possam se aventurar e se divertir viajando", declara, na matéria, Julie Kreutzer, que dirige o site International Women's Travel Center. "Mas não vamos nos enganar e dizer que mulheres são bem-vindas em qualquer lugar. Há uma grande diferença entre viajar para a Dinamarca e viajar para o Brasil como mulher". 

Mais Viagem