Quer viajar em setembro? Veja destinos ideais para conhecer neste mês

Felipe Floresti

Do UOL, em São Paulo

Europa com clima agradável, mas sem tantos turistas. Paisagem outonal no norte dos Estados Unidos e, na Califórnia, a colheita das uvas na região vinícola de Napa Valley. Na América do Sul, ótimos festivais gastronômicos e cidades com temperaturas ideais para longas caminhadas. Se você está com tempo livre neste mês de setembro, bons motivos não faltam para fazer uma viagem.

Abaixo, o UOL Viagem apresenta uma lista de lugares que têm tudo para atrair turistas brasileiros nos próximos 30 dias. Confira: 

Europa
Acabaram as férias de verão na Europa. Todo mundo já voltou ao dia a dia de trabalho e estudo, esvaziando atrações turísticas por todo o continente. É a época ideal para quem tem calafrios só de imaginar a fila quilométrica para subir a torre Eiffel ou não suporta a lotação das ruas de Barcelona. O clima também ajuda. Apesar do fim do verão e início do outono, os termômetros ainda marcam temperaturas agradáveis, garantindo praia nos países banhados pelo mar Mediterrâneo. Isso sem contar os preços mais convidativos, já que a diminuição do número de turistas significa descontos por todos os lados.

Para quem ainda busca motivos para visitar o velho continente, Munique, na Alemanha, apresenta um argumento irrefutável. Apesar do nome, no dia 20 de setembro tem início a famosa Oktoberfest. Com o término programado para o dia 5 de outubro, é o destino ideal para quem adora festa e muita, muita cerveja. 

América do Norte e Central
Nos Estados Unidos as férias também acabaram. Com as crianças de volta às aulas, passear pelas grandes cidades, como Nova York e Los Angeles, se torna consideravelmente mais tranquilo. Com o início do outono, é possível observar a mudança da paisagem, que é tomada pelo tom avermelhado das folhas secas que cobrem as árvores e caminhos por onde quer que você passe. Caminhar pelo Central Park é encantador para os mais românticos. Estados como Vermont, Maine e, mais ao norte, a canadense Québec, também são particularmente encantadores.

Na Califórnia, é a melhor época do ano para visitar a região vinícola de Napa Valley. É temporada de colheita nas fazendas, sendo uma atração especial observar o início do processo da fabricação do vinho. Mais ao sul, o México também se encontra mais vazio em relação aos tumultuados meses de férias de verão no hemisfério norte. Praias e resorts ficam praticamente vazios, melhorando a experiência de quem gosta de um ambiente mais tranquilo, sem contar os preços consideravelmente mais convidativos. O clima, porém, permanece agradável, incluindo no interior, quando o calor intenso do deserto dá uma amenizada.

Getty Images
Em setembro, é temporada de colheita nas vinícolas de Napa Valley, nos EUA

Apesar da temida temporada de furacões, que vai do início de junho ao final de novembro, pode ser uma boa opção rumar para o Caribe. É verdade que existe o risco de ver suas sonhadas férias de praia e mar azul se transformar em um tormento, sendo obrigado a uma internação compulsória em um abrigo. Entretanto a possibilidade de um furacão pegar a sua ilha bem na semana de sua estadia é baixa. Os resorts, que permanecem abertos, ficam praticamente vazios e os preços muito mais acessíveis. Quem não estiver a fim de riscos pode rumar para uma das ilhas fora da rota dos furacões, como Aruba, Curaçao, Barbados ou Los Roques.

América do Sul
Está acabando o inverno. É hora de dar tchau ao frio e boas vindas às cores da primavera. O gelo começa a derreter na Patagônia, o clima se torna mais agradável em lugares como Buenos Aires e Santiago, enquanto no quente norte a temporada de seca chega ao fim, com algumas chuvas que ajudam a deixar a vegetação mais verde.

Já a capital do Peru, Lima, recebe a maior feira gastronômica da América Latina. O Mistura será realizado entre os dias 5 e 11 e contará com a presença de alguns dos maiores nomes da cozinha mundial, como Gastón Acurio, dono do estrelado Astrid y Gastón.

África
Cheios de turistas europeus durante as férias de verão, Marrocos e Tunísia já não estão mais tão lotados. É hora de aproveitar as ruas, praias e até esquiar sem ter que disputar espaço com outras centenas de viajantes.

Mais ao sul, é ótimo período para observar a vida selvagem. O calor dá uma amenizada nos safáris pelo continente, com a temporada seca chegando ao fim, mas antes do início das chuvas intensas. Já na África do Sul as temperaturas ficam mais agradáveis com a primavera, e na Cidade do Cabo até novembro se pode avistar baleias jubarte que passam por lá, assim como pinguins, leões marinhos e tubarões.

Ásia e Oceania
As monções são os maiores vilões do turismo na Ásia. Calor intenso, muita humidade e ocorrência de tufões inviabilizam qualquer chance de diversão. É em setembro, porém, que em alguns países a temperatura começa a melhorar. É o caso da China, Índia e Nepal. É sempre bom pesquisar antes de ir, mas já dá para incluir esses destinos no roteiro. Com o fim da temporada úmida, começa a temporada alta. Então é bom ficar ligado e ir antes dos hotéis ficarem lotados e os preços cada vez menos agradáveis.

Getty Images
Na Nova Zelândia, é possível esquiar e ir à praia durante o mês de setembro

Já Austrália e Nova Zelândia estão deixando o inverno para trás. A chegada da primavera eleva as temperaturas e o sol se torna parceiro de viagem. O gelo, porém, ainda não derreteu das montanhas da Nova Zelândia, permitindo ao turista conciliar praia e esqui nas mesmas férias.

Brasil
A vida animal é a grande atração turística no país neste mês. No Pantanal a estação seca vai até o fim de setembro. Com o nível da água mais baixo, fica mais fácil encontrar jacarés e os tuiuiús, aves símbolo da região que podem chegar a até 1,60 m de altura. No litoral são as baleias as grandes atrações. Em Santa Catarina é época de reprodução da baleia franca, enquanto na Bahia são as baleias jubarte que estão em processo de acasalamento. A temporada vai até o fim de outubro, mas em setembro algumas já começam a deixar a costa brasileira, tornando mais difícil o avistamento.

A temporada também marca o fim da seca na Chapada dos Veadeiros. Depois disso fica mais difícil se locomover por lá, tornando o acesso a algumas das principais atrações, como as cachoeiras dos Segredos e as cataratas dos Couros praticamente inacessíveis. Já em Fernando de Noronha a época marca o fim das chuvas, tornando as águas mais límpidas e com maior visibilidade para a prática de mergulho.

Na capital do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, acontece entre os dias 7 e 20 a Semana da Farroupilha, maior festa popular do estado, com shows, comidas e danças típicas. Em Holambra, no interior de São Paulo, é a vez da Expoflora, maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina, atraindo cerca de 300 mil pessoas todos os anos. O evento vai até o dia 28.
 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos