Viagem

Passeio de bicicleta por River Mountains Trail mostra lado histórico e natural de Las Vegas

Matt Villano

New York Times Syndicate

Quando o sol do deserto ia se aproximando do pico e o Lago Mead brilhava contra o solo árido, a pausa que eu tinha feito na nova trilha de Nevada foi interrompida por dois ciclistas de meia-idade.

Depois do quebra-gelo de sempre ("Que dia bonito"; "Não acredito no calor que está fazendo") os dois comentaram que o fluxo estava mais baixo que o normal - uma indicação de que não era a primeira vez que estavam usando a River Mountains Trail (rivermountainstrail.com), uma trilha de 56 quilômetros na periferia de Las Vegas que passa à volta de River Mountains, ligando Boulder City a Henderson e toda a área natural entre uma e outra.

  • Isaac Brekken/the New York Times

    A Historic Railroad Tunnel Trail se conecta com a River Mountains Trail, em Las Vegas


Aí a conversa mudou de rumo.

"Você treinou muito para as Three Sisters?", perguntou um dos ciclistas, referindo-se ao trecho em que a trilha ganha uma elevação de 150 metros em pouco mais de 1,5 quilômetro.

"Fiz umas aulas extras de spin quando dava", respondi.

"Deve ter sido bem divertido", o outro disse.

Antes que eu pudesse retrucar, ele prosseguiu. "O mapa chama as três colinas de Three Sisters (Três Irmãs, em tradução literal), mas o pessoal local chama de outra coisa (e usou uma expressão chula que não posso repetir aqui). Você vai ver por quê. Espera só."

Las Vegas, é claro, é uma cidade construída em cima de riscos - mas aqui, no Vale Las Vegas, eu estava prestes a enfrentar um desafio bem diferente. Em vez da minha rotina de sempre - horas de pôquer, restaurantes caríssimos e serviço de mesa em clubes noturnos - reservei um dia para testar minha resistência física. E a River Mountains Trail, cujo trecho final tinha sido concluído em outubro passado, me oferecia essa oportunidade... mas será que eu estava preparado como deveria?

Fui atraído por ela por duas razões: primeira, a localização - um terço dela atravessa a Área Nacional de Recreação do Lago Mead, que se espalha pelas montanhas e oferece, de lambuja, um imenso lago artificial; segunda, a história. Uma trilha íngreme que termina perto da Barragem Hoover acompanhando a antiga linha férrea utilizada para a construção da represa - e isso tudo a apenas um dia de viagem do centro de Las Vegas.

A minha aventura começou em Boulder City, uma comunidade da época de Roosevelt a cerca de 48 quilômetros a sudeste de Las Vegas. Num centro comercial na periferia da cidade, na All Mountain Cyclery, aluguei uma mountain bike Specialized Hardrock (US$ 40 por dia; allmountaincyclery.com). Cinco minutos depois, já estava na trilha.

Sua construção começou a ser planejada há 16 anos, quando o Serviço de Parques Nacionais (que opera a área de recreação do Lago Mead), a empresa Southwest Gas e várias ONGs se reuniram para desenvolver uma trilha que ligasse as comunidades locais aos tesouros naturais que a cercavam. A construção começou em 2000 e, onze anos depois, foi concluída.

Hoje, a River Mountains Trail existe como uma trilha independente, uma faixa de asfalto e concreto de três metros de largura com uma faixa pontilhada amarela no meio. A quilometragem é indicada em pedras ao longo do caminho e os avisos de limite de velocidade nas curvas fechadas seguram aqueles que se sonham ser Lance Armstrong. Veículos motorizados estão terminantemente proibidos e há vários locais onde os ciclistas têm que cruzar a rodovia.

Do meu ponto de partida, perto do Parque Bootleg Canyon, ela tem uma descida íngreme que passa por encostas de pedras vermelhas e bairros residenciais impecáveis em direção à rodovia US 93; dali, cai num canal de drenagem e fica ainda mais íngreme. A descida foi rápida e assustadora, quase como se fosse uma corrida de luge, só que na magrela.

Por isso fiquei imensamente feliz quando a trilha cruzou os limites da Área Recreativa Nacional do Lago Mead e se transformou em colinas mais suaves, com belas vistas para o lago de um lado e os morros áridos de Pinto Valley Wilderness e os cumes da Muddy Mountains Wilderness do outro.

Há uma curva fechada para a esquerda no Centro de Informações Alan Bible do Lago Mead (em reforma até setembro), mas segui adiante na Historic Railroad Tunnel Trail, a estradinha poeirenta de seis quilômetros que leva à barragem. Os trilhos e dormentes foram removidos nos anos 60, mas cinco túneis grandões continuam no meio da paisagem árida.

Eu voltei ao estacionamento do Centro de Informações para encontrar meu amigo Craig. Enquanto esperava por ele, fui abordado pelos dois ciclistas. O Craig chegou logo depois e recontei a nossa conversa. Perguntei se devíamos nos preocupar.

"Cara, o que pode acontecer de tão ruim?", ele respondeu. Meio preocupados, continuamos - e ainda bem que o fizemos, porque os 16 quilômetros seguintes acompanharam a margem ocidental do Lago Mead e da Baía de Las Vegas, paralela a Lakeshore Drive, a principal estrada de acesso ao parque.

Pedalamos nas colinas, brincando de esconde-esconde com o lago. Lagartos minúsculos atravessavam a trilha na nossa frente e, tirando a brisa ocasional, os únicos sons vinham dos aviões que aterrissavam no Aeroporto Internacional McCarran. À tarde, depois do almoço numa mesa de pedra, com uma vista espetacular de toda a Bacia Boulder, seguimos rumo ao sudoeste, na direção do Lago Las Vegas e da cidade de Henderson, maravilhados com as flores silvestres rosa e amarelas.

Quando passamos por baixo da Lake Mead Parkway, antes do lago, estávamos tão embevecidos com a natureza que mal paramos para admirar os prédios de Las Vegas à distância.

Foi aí que chegamos às Irmãs.

Nós as vimos a pouco mais de 1,5 quilômetro de distância: os picos sucessivos, um mais íngreme que o anterior. Pedalando devagar lado a lado, decidimos manter um ritmo constante na subida, saindo do selim se fosse preciso.

A primeira foi um aquecimento para os quadríceps; reduzimos a marcha, mas conseguimos permanecer sentados até os 50 metros finais.

A segunda foi mais difícil. Logo de cara levantei do selim e trabalhei as pernas quase o tempo todo. O Craig acabou desmontando e caminhando o resto da encosta.

Ah, se pelo menos aqueles dois pudessem ter me visto chegar ao topo!

Craig, de volta à bicicleta, chegou poucos minutos depois. Nós nos cumprimentamos num misto de alegria e alívio e avançamos nas mochilas em busca de água e guloseimas.
Depois da conquista, os 16 quilômetros finais foram quase um anticlímax. Quase todo esse trecho - principalmente a extensão ao longo da região leste de Henderson - era relativamente plano, dando tempo para as nossas pernas e costas doloridas se recuperarem. Quando nos aproximamos de Boulder City, parte da trilha era descida, o que nos permitiu chegar mais depressa.

A River Mountains Trail tem uma vista, uma história e um cenário excepcionais, mas o que torna a trilha especial é tudo o que ela não é. Numa região de embaralhadores de cartas automáticos e clubes lotados, ela oferece uma diversão rústica - e, ao contrário dos cassinos, os visitantes sempre saem por cima.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo