menu
Topo

Viagem


Conheça as praias, as comidinhas e os outros atrativos de São Miguel do Gostoso (RN)

ELAINE KAWABE

Colaboração para o UOL

2011-11-21T07:00:00

21/11/2011 07h00

A 110 km de Natal fica São Miguel do Gostoso, local de beleza paradisíaca com praias semidesertas, clima estável de 28ºC o ano inteiro, com muito vento e sossego de sobra até na alta temporada. Por enquanto.

O nome da cidade potiguar surgiu de uma combinação de histórias pitorescas. Segundo os nativos, um comerciante sofria de uma doença incurável e prometeu a São Miguel Arcanjo que se fosse curado construiria uma capela. A graça foi concedida e a igreja foi construída.

Outra história conta que havia um morador que hospedava em casa pessoas que estavam de passagem pela região. As gargalhadas longas e gostosas eram a marca registrada dele e por isso foi apelidado de ‘Seu Gostoso’. Em 1993, quando a cidade se emancipou do município vizinho (Touros), os habitantes participaram do plebiscito para escolher o nome da cidade e, por fim, batizaram-na de São Miguel do Gostoso.

Conheça São Miguel do Gostoso
Veja Álbum de fotos

Praias, cachaça e prosa
As praias de São Miguel do Gostoso em geral são calmas, ideais para banhos e prática de kitesurf, sobretudo entre outubro e março. Destaque para Tourinhos, uma das mais bonitas de todas da região. Emoldurada por formações rochosas de dunas petrificadas há mais de 2000 anos, a praia tem ondas fracas, e, quando a maré está baixando ou subindo, acontece um fenômeno interessante: o suspiro da baleia. Quando a onda bate no paredão de corais, a pressão faz a água jorrar pelo orifício de uma pedra, como se fosse um chafariz. O jato chega a até três metros de altura.

A 20 km de lá fica a praia do Marco, extensa e com poucas ondas, a enseada foi escolhida pelos navegantes portugueses para atracar a embarcação e fincar o primeiro marco no país, em 1501. Hoje, encontra-se no local uma réplica não muito bem conservada do monumento. O marco original está exposto dentro do forte dos Reis Magos, em Natal.

Voltando ao centro de São Miguel, a praia Ponta do Santo Cristo é um dos locais mais bonitos para apreciar o pôr-do-sol, que espalha sobre as águas do mar as cores douradas e avermelhadas do final da tarde. A praia é a favorita dos kitesurfistas por causa da calmaria das águas.

Estando em Gostoso, vale a pena dar um pulo até Touros e visitar o farol, o segundo mais alto da América Latina, de acordo com a Marinha do Brasil. Do alto de seus 62 metros de altura e 298 degraus, tem-se a vista da ‘esquina do Brasil’, o local onde o mapa do país faz a curva a oeste. Ao lado do farol está o início da BR 101, a rodovia mais longa do país, com 4.542 km, ligando o Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul.

Para fechar o dia, prove uma cachaça na Urca do Tubarão. Mesmo pra quem não bebe, vale a visita. Num ambiente decorado com toca-discos dos anos 1950, livros e outros objetos antigos, Edson (o dono do lugar) serve cachaça e diverte a clientela contando histórias, mostrando raridades em vinil e seu rádio, que sintoniza estações de quase todo o mundo. Entre um gole e outro da aguardente, ele faz questão de mostrar o processo artesanal de envasamento da bebida que serve na casa. E, para evitar acidentes de carro, o dono oferece descanso nas redes espalhadas pelo bar ou hospedagem nos chalés que ficam ao lado.

  • Elaine Kawabe/UOL

    Pôr do sol na enseada semideserta de Ponta do Santo Cristo, em São Miguel do Gostoso, no Rio Grande do Norte


Como chegarDe carro: Saindo de Natal, pegue a BR 101 e siga as placas. 1h15 de viagem.
De ônibus: Expresso Cabral parte todos os dias da rodoviária de Natal e vai até São Miguel do Gostoso. Tempo de viagem: em média duas horas, dependendo da rota. As saídas variam conforme o dia da semana. Ligue antes para (84) 3205-4272.
Informações turísticaswww.aquisefazgostoso.com.br
Farol de Touros: Acesso pela BR 101. Aberto aos domingos, das 14h às 17h. Gratuito.
Museu da Casa de Taipa: Rua Bagre Caia Coco, 99, dentro da pousada Casa de Taipa. Aberto durante o dia. Gratuito.
Onde ficarPousada Casa de Taipa
www.pousadacasadetaipa.com.br Pousada dos Ponteiros www.pousadadosponteiros.com.br Pousada Mar de Estrelas www.pousadamardeestrelas.com.br Pousada Só Alegria www.pousadasoalegria.com.br

Hospedagem e mimos
Hospedar-se em Gostoso também é uma atração à parte. As pousadas se diferenciam pelos ‘mimos’ que oferecem aos viajantes. Na pousada Casa de Taipa, encontra-se o Museu da Casa de Taipa, réplica de uma moradia típica do sertão nordestino construída com barro e galhos de árvores e decorada no seu interior. Aos sábados, um dos proprietários prepara feijão com carne seca no fogão a lenha da casinha de barro e oferece aos visitantes.

Quem prefere sofisticação, as pousadas Só Alegria e Ponteiros agradam. A primeira possui suítes com jardim de inverno na varanda e a outra dispõe de spa com massagem indiana e ofurô.

Quem gosta de natureza também encontra diversão neste pedaço de litoral potiguar. É possível andar a cavalo, ordenhar vaca, pegar fruta no pé e observar uma família de saguis pulando de galho em galho atrás de alimento na pousada Mar de Estrelas.

Invenções gastronômicas
Come-se bem em Gostoso. Entre pratos à base de pescados, o visitante deve experimentar as invenções gastronômicas, servidas nos bares descolados ao estilo ‘rústico-chic-pé-na-areia’. No centro, perto da praia do Maceió, fica a batataria e pizzaria Spaço Mix, que prepara um híbrido de escondidinho com batata recheada numa cumbuca de barro que vai ao forno a lenha. De sobremesa, a sugestão é o abacaxi grelhado com sorvete de creme e calda de caramelo com toque de rum do restaurante Hibiscus.

Mais Viagem