Topo

Casamento


Los Cabos, no México, tem a beleza e o isolamento ideal de um destino de lua de mel

EDUARDO VESSONI

Colaboração para o UOL Viagem, do México *

2011-10-10T07:30:00

10/10/2011 07h30

Bem longe de tudo o que já se falou sobre o turismo no México (Cancún e pirâmides astecas só para citar alguns dos destinos mais conhecidos), existe um lugar que parece uma daquelas descrições exageradas encontradas em folhetos publicitários.

De um lado, Cabo San Lucas, cidade que abriga uma agitada vida noturna e uma concorrida marina de onde partem as embarcações para os principais pontos de mergulho. De outro, a quase 30 km de distância, a discreta San José del Cabo preserva o lado colonial dessa região localizada no extremo sul da Baja California.

A primeira é banhada pelo Pacífico das águas frias e agitadas. Já San José guarda a maior surpresa do destino: o Mar de Cortés e seus tons azulados que recortam o interior dessa península mexicana cuja variedade marinha foi alcunhada de “aquário do mundo” por  ninguém menos do que Jacques Cousteau.

Localizadas em uma área semidesértica do país, em que o sol só não garante presença durante dez dias do ano, essas cidades estão conectadas pelo Corredor Turístico, uma via de 29 km que cruza praias selvagens, vales e resorts de luxo que costumam receber hóspedes com bolsos despreocupados.

É por ali que passam os que visitam atrativos locais como a Playa del Amor e El Arco, emblemática formação rochosa esculpida, naturalmente, bem na esquina entre o Pacífico e o Mar de Cortés. Os passeios saem da marina de Cabo San Lucas e incluem ainda uma paradinha estratégica para avistar focas e leões marinhos que costumam habitar rochas da região.

A paisagem encontrada ao longo do trajeto, que inclui também uma visita à Playa del Divorcio, costuma arrancar suspiros profundos até de quem viaja desacompanhado - embora seja altamente desaconselhável desembarcar sem a cara metade nesse destino famoso entre casais em lua de mel ou qualquer outro motivo para ficar a dois (e a sós).

Para dar uma mãozinha na criação do clima, alguns hotéis chegam até a contar com um departamento de romance com serviços voltados exclusivamente para os apaixonados. Em resorts a beira mar como o Las Ventanas al Paraíso é possível ver um filme em uma TV de 50 polegadas montada em plena areia, ser massageado ao ar livre na suíte, fazer um passeio a cavalo pelo deserto ou dormir, literalmente, sob as estrelas em um terraço privativo.

O Las Ventanas ainda conta com um projeto de elaboração de programas personalizados que incluem experiências insólitas como as alianças de casamento trazidas por um cavaleiro, passeios de carruagem no deserto e até jantares na piscina.

Mas todo cenário de sonhos, é lógico, tem um preço. E quando o destino é Los Cabos, ele pode ser bastante elevado. A hotelaria local costuma ter tarifas elevadas e nem sempre os hotéis estão localizados em uma área de fácil acesso ou com transporte público constante. O Corredor Turístico concentra os melhores hotéis da região e, ao mesmo tempo, os mais caros. Longe dos serviços mais popularizados encontrados em Cancún e região, Los Cabos é um destino mais elitizado que demanda um certo preparo financeiro para visitar.

SERVIÇO

Como chegar

O aeroporto internacional mais próximo fica em San José del Cabo e recebe voos da Cidade do México (1h30 de viagem), San Diego (1h30), Los Angeles (2h), São Francisco (3h) e Nova York (5h).

A Aeroméxico (www.aeromexico.com) é a única companhia que voa direto desde a Cidade do México até o destino. Empresas como Continental (www.continental.com), Delta (www.delta.com) e US Airways (www.usairways.com) contam com voos que fazem escalas em cidades como Houston, Los Angeles e Phoenix, todas em território americano.

Las Ventanas al Paraíso
Carretera Transpeninsular, km 19,5 (Cabo San Lucas, San José del Cabo).
Tel: (52) (624) 144-2800.
www.lasventanas.com

* O jornalista viajou a Los Cabos a convite da Aeromexico