Viagem

Conheça a mistura entre tradição e modernidade de Kyoto em 36 horas

Ko Sasaki /The New York Times
Kyoto é uma cidade tradicional que abriga distritos modernos como Gion, reduto do entretenimento na cidade Imagem: Ko Sasaki /The New York Times

JAMEI GROSS

New York Times Syndicate

03/07/2010 08h00

Kyoto, a antiga capital imperial do Japão, é uma mistura vibrante, uma cidade antiga eletrizada pelo espantosamente novo. Percorra os corredores futuristas de alimentos de uma loja de departamentos, boquiaberto com as frutas perfeitas e criaturas do mar brilhantes, antes de subir para o piso tradicional, com seus quimonos e utensílios para cerimônia do chá. Veja templos antigos de 2 mil anos, então vá jantar em um restaurante moderno elegante. Vislumbre uma gueixa deslizando por uma rua de pedras, cercada por casas de madeira machiya, e sinta-se como se estivesse no século 18 – até vê-la entrar em um táxi do século 21, com porta do passageiro que abre e fecha automaticamente.

 

Sexta-feira

 

17h -Caçada ao patrimônio

Há dois anos e meio, a cidade aprovou uma lei visando proteger os bairros tradicionais da cidade, que foram descaracterizados nas últimas décadas por torres de blocos de concreto e outras forças da modernização. Fantasias fugazes da velha Kyoto podem ser encontradas em Gion, o distrito do entretenimento, onde, ao entardecer, gueixas e maikos (gueixas em treinamento) frequentemente podem ser vistas passando rapidamente pela Hanami-koji, como belas aves raras, para se encontrarem com seus cliente. Enquanto o céu escurece, percorra a Shirakawa Minami-dori, uma rua com atmosfera peculiar cercada por estruturas de madeira bem conservadas. Mas não vá muito longe, ou você se deparará com prédios de concreto e alumínio cercados por placas de néon e um emaranhado de fiação elétrica.

 

19h -Kaiseki moderno

Kaiseki é a alta cozinha de Kyoto, uma elaborada refeição de múltiplos pratos que surgiu há cerca de 500 anos como acompanhamento para as cerimônias do chá. Hoje, provar a culinária pode ser uma experiência rara e cara; as refeições nos restaurantes kaiseki com estrelas Michelin, como o Kikunoi (kikunoi.jp/english), passam de US$ 160 por pessoa. Mas para uma amostra informal de kaiseki – e com preço surpreendentemente acessível – tente o Giro Giro Hitoshina (420-7 Nanba-cho, Nishi Kiya-machi-dori, Higashigawa, Matsubarashita, Shimogyo-ku; 81-75-343-7070), um restaurante cheio de estilo situado em uma velha casa de madeira, com janelas do piso ao teto com vista para o canal Takase-gawa. Edakuni Eiichi, o chef, prepara pratos inovadores como os rolinhos daikon recheados com foie gras e batata doce. A refeição com 10 pratos, que muda mensalmente, custa 3.680 ienes (cerca de US$ 40, com o dólar cotado a 91 ienes).

 

21h - After hours

Para uma amostra da cultura jovem de Kyoto, vá até um dos clubes de música da cidade. Uma boa aposta é o Taku Taku (Tominokoji-dori, Bukkoji-sagaru, Shimogyo-ku; 81-75-351-1321), um ex-depósito de saquê que recebe grandes atrações de rock e blues como Taj Mahal e Los Lobos, assim como novas bandas de rock e pop japonesas. Ele funciona desde 1974 e o local emana história, com suas paredes cobertas de cartazes de concertos. Depois, se você fizer alguma amizade, siga para o Super Jankara Karaoke Room (296 Naraya-cho, Kawaramachi, Takoyakushi-agaru, Nakagyo-ku; 81-75-212-5858), onde as salas premium custam a partir de 450 ienes por pessoas por meia hora nos fins de semana.

 

Sábado

 

10h - Paz interior

Apesar de lotado de turistas durante a estação do florescimento das cerejeiras (do final de março ao início de abril), o Parque Maruyama, em Gion, é um local tranquilo no restante do ano. Comece pelo Templo Yasaka branco e laranja, onde os moradores locais rezam ao deus da prosperidade e saúde, e então passe pelos lagos, jardins e pela cerejeira gigante do parque. Não deixe de passar pelo surreal cemitério na encosta, com seu labirinto de túmulos em degraus lembrando uma minicidade. As vistas são espetaculares.

  • Ko Sasaki /The New York Times

    Lotado de turistas durante a temporada de florescimento das cerejeiras (entre março e abril), o Parque Maruyama é um local tranquilo com santuários e jardins, no resto do ano

Meio-dia - Faça como um monge

Shojin ryori, a culinária vegetariana desenvolvida séculos atrás pelos monges zen budistas, consiste de grãos, legumes e uma série de variações de tofu, incluindo um tofu cremoso com gergelim e “pele” de tofu mastigável. Um dos melhores lugares para prová-la é o Tenryu-ji Shigetsu (Syojin-ryouri Sigetu, Saga, Ukyo-ku; 81-75-881-1235), no espaço de um templo do século 14 em Arashiyama. Os clientes podem se sentar ou ajoelhar em um longo salão de madeira e comer em silêncio, para melhor apreciar os sabores sutis na bandeja vermelha laqueada (a partir de 3 mil ienes pelo almoço).

 

13h30 - Gaste algum iene

Os fãs de compras encontrarão muitas tentações ao longo da Sanjo-dori, entre a Muromachi-dori e Teramachi-dori, um trecho estreito margeado por lojas elegantes e repleta de pedestres e ciclistas. Também vale a pena percorrer a Teramachi-dori, entre a Oike-dori e Marutamachi-dori, onde você encontrará tecidos antigos e quimonos feitos de fibras de olmo, cânhamo e linho na Gallery Kei (671-1 Kuon-in-mae-cho, Ebisugawa-agaru, Teramachi-dori, Nakagyo-ku; 81-75-212-7114; gallerykei9.jp).

 

16h - Um intervalo em Kyoto

Para uma recarga, pare na Somushi Kochaya (Karasuma Sanjo-nishi-iru; 81-75-253-1456; somushi.com), uma casa de chá coreana que serve chás medicinais condimentados com ingredientes como gengibre e folhas de caqui (a partir de 650 ienes). Ou vá ao novo OKU Gallery and Cafe (570-119 Gionmachi Minamigawa, Higashiyama-ku; 81-75-531-4776; oku9-style9.com), um espaço branco minimalista com uma longa janela baixa, com vista para um jardim japonês em miniatura. Até as 19 horas, ele serve chá e doces criativos (como rocamboles de geléia com sabor de artemísia por 1.400 ienes) em um aparelho de chá elegante de cerâmica, preto e branco, de autoria do designer local Shojiro Endo.

 

18h - Jantar com noodles

Engula fazendo barulho o udon e soba caseiros – os pratos preferidos do Japão – no Honke Owariya, aberto em 1465 e supostamente a loja de macarrão noddle mais antiga de Kyoto. Há três endereços na cidade, mas o restaurante original, com 545 anos, é o mais charmoso, tanto com as áreas de jantar cobertas com tatame tradicional (tire seus calçados e sente-se no chão) e também com mesas e cadeiras ao estilo ocidental dentro das salas rangentes de uma ex-confeitaria (322 Kurumaya-cho, Nijo, Nakagyo-ku; 81-75-231-3446; www9.honke9-owariya.co.jp). Experimente seu característico Hourai Soba, coberto com shiitakes, tempurá de camarão, alho-poró japonês e daikon gratinado (2.100 ienes). Bônus: um cardápio descritivo em língua inglesa, uma raridade em Kyoto. O original fecha às 19 horas, mas os dois outros endereços ficam abertos até mais tarde.

 

21h - Vida noturna local

Pontocho-dori, uma rua estreita lotada de bares, restaurantes e lanternas de papel gigantes acesas, é uma grande oportunidade para fotos. Mas para uma cena mais local, siga para o norte para Nijo-dori, uma rua tranquila de residências particulares e pequenas empresas. Os destaques são o Cafe Bibliotic Hello! (Nijo-dori, Yanaginobanba Higashi iru, Nakagyo-ku; 81-75-231-8625; cafe-hello9.jp), um café, galeria e bar aconchegante com lareira e estantes de livros do chão ao teto. Encerre a noite no Chez Quasimodo (Takakura Dori, Nijo-agaru, Nakagyo-ku; 81-75-231-2488), um bar intimista com teto baixo abobadado, onde o dono bigodudo, Yoshio Sawaguchi, serve uísque raro, atiça o fogo e toca canções francesas e jazz em discos de vinil.

 

Domingo

 

10h - Choque cultural

Para um passeio relâmpago pela cultura japonesa, comece no Museu Onishi Seiwemon (Kamanza-cho, Shinmachi Nishi-iru, Sanjo-tori, Nakagyo-ku; 81-75-221-2881; www9.seiwemon-museum.com), dirigido pelo artista de panelas chá de 16ª geração, Seiwemon Onishi, onde você pode inspecionar as peças da cerimônia do chá e as singulares panelas de chá de ferro. Então pule para o presente no Museu Internacional do Mangá (Karasuma-Oike, Nakagyo-ku; 81-75-254-7414; www9.kyotomm.jp), inaugurado em 2006 em uma escola primária convertida, com exposições, demonstrações de desenhistas e uma biblioteca dedicada a histórias em quadrinhos japonesas e estrangeiras.

  • Ko Sasaki /The New York Times

    Kyoto conta com diversos clubes jovens de música como o Super Jankara Karaoke Room, onde as salas premium custam a partir de 450 ienes por pessoas por meia hora nos fins de semana

Meio-dia - Cozinha de Kyoto

Os sabores de Kyoto explodem em technicolor no Mercado Nishiki-koji (Nishiki-koji-dori, Nakagyo-ku; 81-75-211-3882), uma galeria de sete quadras lotada de pequenas bancas de hortifrutis, peixes, frutos do mar e especialidades como ossos de enguia fritos. Aritsugu (Nishiki-Koji Dori, Gokomachi Nishi-iru, Nakagyo-ku; 81-75-221-1091) é uma empresa de 450 anos que já produziu espadas para a Casa Imperial e agora é especializada em facas de chef de aço artesanais, que podem ter seu nome gravado, em inglês ou japonês, na hora. Elas são caras – cerca de 20 mil ienes – mas são um excelente souvenir.

 

O básico

 

Kyoto fica a uma viagem de trem de 75 minutos do Aeroporto Internacional Kansai em Osaka, ou a uma viagem de trem-bala Shinkansen de 2,5 horas de Tóquio para Osaka (english9.jr9-central9.co.jp). Kyoto é bem servida por ônibus, táxis, trens e metrôs, assim como é fácil circular por ela de bicicleta.

 

Se quiser experimentar dormir em um hotel cápsula, tente o novo e surpreendentemente elegante Nine Hours (588 Teianmaeno-cho Shijo Teramachi, Shimogyo-ku; 81-75-353-9005; www9.9hours9.jp). Cada cápsula preta e branca com 1 metro de altura custa 4.900 ienes por noite, ou US$ 53,75, com o dólar cotado a 91 ienes.

 

O Hyatt Regency Kyoto (644-2 Sanjusangendo-mawari, Higashiyama-ku; 81-75-541-1234; kyoto9.regency9.hyatt.com), com quatro anos de idade, continua sendo um dos mais luxuosos da cidade, com 189 quartos decorados com móveis de carvalho e cabeceiras revestidas de seda. Diárias dos quartos duplos a partir de 22 mil ienes.

 

Aberto em 2004, a Iori Machiya Rentals (144-6 Sujiya-cho, Tominokoji-dori, Takatsuji-agaru, Shimogyo-ku; 81-75-352-0211; kyoto9-machiya9.com) reforma velhas casas de madeira e as aluga, com aluguéis a partir de 26 mil ienes.

 

Tradução: George El Khouri Andolfato

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo