Viagem

Conheça as atrações de Sydney, a cidade multiétnica e revitalizada da Austrália, em 36 horas

Tony Sernack/The New York Times
Turistas apreciam a vista da Harbour Bridge, em Sydney Imagem: Tony Sernack/The New York Times

CELIA MCGEE

New York Times

Ensolarada, na vanguarda da moda e multiétnica, Sydney uma cidade animada disposta a deixar sua marca. Mas com sua silhueta já lotada de arranha-céus e com seu lugar no palco mundial já estabelecido, a cidade parece estar no meio de uma revitalização histórica. A cozinha tradicional australiana, como as tortas de carne, está sendo refeita para a era locavore (o consumo de alimentos produzidos nas proximidades). Esportes como o surfe estão sendo celebrados em seu local de nascimento nacional. E os prédios mais antigos estão desfrutando de uma segunda vida arquitetônica como salões para os conhecedores da cidade, que parecem não se saciar dos encantos locais de Sydney.

 

Sexta-feira


16h - Renascimento do centro
A Sydney jovem está redescobrindo o centro ao longo da George Street. Volte no tempo caminhando pelo Strand Arcade do século 19 (412-414 George Street; 61-2-9232-4199; strandarcade.com.au), a última das galerias comerciais vitorianas com domos de vidro, onde grifes australianas como Manning Cartell, Jayson Brunsdon e Little Joe by Gail Elliott se estabeleceram. Menos kitsch do que o mais famoso Queen Victoria Building, a galeria inclui Strand Hatters (61-2-9231-6884; strandhatters.com.au), que vende aqueles tipos de chapéus de palha que estão novamente na moda, e a Haighs Chocolates (61-2-9221 6999; haighschocolates.com.au), uma filial venerável da chocolateria de Adelaide, onde até mesmo os moradores locais fazem fila para suas mais recentes criações.

18h - Escalando as alturas
A menos que você escale a Ponte do Porto de Sydney, o melhor local para ver o pôr-do-sol pode ser no topo do Rocks, o distrito histórico onde os ricos comerciantes e profissionais frequentam bares como o Lord Nelson Brewery Hotel (19 Kent Street; 61-2-9251-4044; lordnelsonbrewery.com), um dos mais antigos em funcionamento ininterrupto e agora também um hotel e microcervejaria, e o Hero of Waterloo (81 Lower Fort Street; 61-2-9252-4553; heroofwaterloo.com.au), com porões de pedra escondendo túneis antes usados para contrabando. Outro ponto badalado a praça do lado de fora do MoS Cafe (37 Phillips Street; 61-2-9241-3636; moscafe.com.au) no agradável Museu de Sydney, levemente perfumado pelo Jardim Botânico Real.

20h - Cais revitalizado
Walsh Bay, ao lado dos velhos cais gigantescos, está renascendo como um bairro de artes e culinária. O revitalizado Sydney Theater Company (Per 4, Hickson Road; 61-2-9250-1777; sydneytheatre.com.au), sob a direção artística de Cate Blanchett e Andrew Upton, seu marido, apresenta frequentemente dramaturgos australianos emergentes. Antes do teatro ou após, junte-se clientela abastada no Restaurant Arras (24 Hickson Road, 61-2-9252-6285; restaurant-arras.com.au), um estabelecimento elegante em uma antiga loja de lá que serve culinária anglo inteligentemente atualizada, como caranho com napoleão de batata e mariscos, corvina picante, lentilhas e bacon, hidromel e centeio. Jantar para dois, cerca de 120 dólares australianos, ou US$ 113, com o dólar australiano cotado a US$ 1,06.

22h - Sabor asiático
Os jovens da cidade prezam sua vida noturna e ninguém explorou melhor isso, de forma mais glamourosa, do que o chef Neil Perry. Suas duas boates mais recentes, ambas no alto Art Deco City Mutual Building, são a Spice Temple (10 Bligh Street; 61-2-8078-1888; spicetemple.com.au), um restaurante em estilo chinoiserie que serve 12 coquetéis que levam os nomes dos signos do horóscopo chinês, e o movimentado Rockpool Bar and Grill (66 Hunter Street; 61-2-8078-1900; rockpoolbarandgrill.com), onde 6.500 copos de coquetel estão pendurados de prontidão no balcão.

 

Sábado


9h30 - Xícaras e pires
Siga os copos de papel pretos sulcados até o La Renaissance Caf Patisserie (47 Argyle Street; 61-2-9241-4878; larenaissance.com.au), um café com pátio com bastante verde e apreciado pelos conhecedores de café. Peça um cappuccino, café preto ou latte juntamente com um croissant fresco, antes de mergulhar na Rocks Markets, um mercado de rua de bom gosto, realizado todo fim de semana, que oferece de tudo, de roupas infantis costuradas à mão até jogos de chá de vanguarda.

  • Tony Sernack/The New York Times

    Strand Arcade do século 19, a última das galerias comerciais vitorianas com domos de vidro de Sydney

10h - Sushi no café da manhã
O gigantesco Sydney Fish Market (1 Bank Street, Pyrmont; 61-2-9004-1100; sydneyfishmarket.com.au) continua sendo um mercado muito ativo de peixes e frutos do mar, com cerca de 100 espécies de peixes vendidas diariamente. Também há bares de frutos do mar, uma lanchonete para viagem e um deck beira-mar onde você pode provar suas compras frescas. Mas para chegar mais perto da fonte, se inscreva na aula de culinária de duas horas na Sydney Seafood School no mercado, reformada no ano passado com estações de trabalho de aço inoxidável, telas de alta definição e um salão de jantar com candelabros de rede de pesca. As aulas práticas de preparo de churrasco de peixes e frutos do mar, assim como pratos como siri com molho picante ao estilo de Cingapura, custam a partir de 80 dólares.

13h - Prato fundo
A arte acadêmica da Austrália está voltando na Art Gallery of New South Wales (artgallery.nsw.gov.au), mas o Powerhouse Museum (500 Harris Street; 61-2-9217-0111; powerhousemuseum.com), na antiga usina elétrica Ultimo, oferece uma aula revigorante das artes, artesanato e indústrias australianas. Em exposição durante este ano está a divertida Os Anos 80 Estão de Volta, com artefatos coloridos que incluem a marcante jaqueta com lantejoulas de Michael Jackson e sua luva prateada. Depois, passe pela Hannahs Pies (562 Harris Street; 61-2-9211-2506), uma banca delivery conhecida por suas tortas quentes, como a de frango e cogumelo ou a torta de carne bovina e curry (4 a 7 dlares australianos).

15h - As colinas estão vivas
A arquitetura edwardiana de Surry Hills atrai os jovens com lojas de moda, utensílios domésticos, móveis e antiguidades voltadas para a casta criativa. O porão do antigo Griffiths Teas Building lar da Halfsleeve (133 Goulburn Street; 61-2-8021-0869; halfsleeve.net), uma loja de moda masculina que oferece camisetas e jeans de grife. Mrs. Press (136a Darlinghurst Road; 61-2-9331-7732; mrspress.com) pertence a Clare Press, uma ex-editora da Vogue Australia que gosta de misturar o novo e o velho, lingerie e blusas colantes.

20h - Prove o tailandês
Alguns dos melhores restaurantes vietnamitas, coreanos e tailandeses da cidade ficam no bairro frio de Darlinghurst, reconhecível por suas casas vitorianas e atmosfera pró-gay. Um popular estabelecimento tailandês é o Spice I Am (296-300 Victoria Street; 61-2-9332-2445; www.spiceiam.com), uma filial cheia de estilo de um restaurante delivery em Surry Hills. Entre os pratos favoritos estão um frango com curry verde recheado com berinjela (34 dólares australianos) e uma barriga de porco crocante com geléia de pimenta, tomate cereja e cebola (30 dólares australianos).

22h - Fazenda noturna
Uma nova cena artística pode ser encontrada no Commons (32 Burton Street; 61-2-9358-1487; thecommons.com.au). Situado em uma casa de fazenda de arenito de 1850, o espaço foi transformado por um grupo de bacharéis inventivos em arte e arquitetura em um restaurante e bar de vinho, com velhos pisos de madeira, móveis rústicos modernos e um pátio nos fundos.

 

  • Tony Sernack/The New York Times

    Dixon Street, no coração da Chinatown em Sydney

Domingo


10h - Berço do surfe
Na hierarquia náutica, o balneário de Manly pode ser mais discreto do que a cultura de surfe mais chique de Bondi, mas isso exatamente o que o torna especial, começando pela rápida viagem de balsa 11 quilômetros ao norte da cidade. (Neste ano, Manly está celebrando seu reconhecimento oficial como berço do surfe australiano). A cidade está embelezando a Manly Scenic Walkway, um trajeto que serpenteia por uma grande reserva natural. No outro extremo da praia, a Manly Surf School (North Steyne Surf Club, Long Reef; 61-2-9977-6977; manlysurfschool.com) oferece aluguel de pranchas e aulas a partir de 60 dólares australianos.

15h - Quilômetros de mar
Na cobertura da Alfândega do século 19 fica o pomposo Cafe Sydney (31 Alfred Street; 61-2-9251-8683; cafesydney.com), que possui um bar e um cardápio rico em peixes e frutos do mar, incluindo peixe-espada grelhado com lula, panzanella e tapenada (37 dólares australianos). Aos domingos, há jazz ao vivo ou música clássica do Cafe Sydney Sunday, um bom acompanhamento para as vistas da ópera de Sydney e dos navios de cruzeiro ancorados no Porto de Sydney.

 

O básico


Um dos hotéis melhor situados e mais repletos de celebridades o Park Hyatt Sydney Hotel (7 Hickson Road, Rocks; 61-2-9241-1234; sydney.park.hyatt.com). O hotel com 158 quartos abraça um trecho com belas vistas de Rocks, em frente ópera de Sydney. Quartos duplos a partir de 695 dólares australianos, cerca de US$ 650.

Uma nova opção barata é o Vibe Hotel Sydney (111 Goulburn Street; 61-2-8272-3300; vibehotels.com.au), às margens de Chinatown. O hotel com 191 quartos tem decoração retrô-moderna, um bar popular e dirias a partir de 165 dólares australianos.

Tradução: George El Khouri Andolfato

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo