Palm Beach em 36 horas: uma cidade em que 'mais' nunca é suficiente

GERALDINE FABRIKANT

New York Times Syndicate

  • Robert Caplin/The New York Times

    The Breakers é um hotel deslumbrante de 550 quartos diretamente na praia, originalmente construído em 1896

    The Breakers é um hotel deslumbrante de 550 quartos diretamente na praia, originalmente construído em 1896

Os moradores de Palm Beach podem ter apertado seus cintos Gucci após o escândalo Bernard Madoff. A pirâmide financeira limpou algumas contas bancárias locais e a recessão reduziu o anseio por Limoges e outros itens semelhantes. Ainda assim, a julgar pelas cercas vivas perfeitamente aparadas que envolvem as mansões bem cuidadas, os moradores podem estar se virando com menos, mas não com muito menos. A minúscula ilha, ao norte de Fort Lauderdale, na costa leste da Flórida, ainda conta com algumas das propriedades mais incríveis do país, onde seus empregados vivem melhor do que muitos americanos, suéteres de cashmere nos característicos tons pastéis de verde e rosa custam US$ 800 e Rolls-Royces aparecem nos supermercados Publix com regularidade, em uma cidade em que mais nunca é suficiente.

 

Sexta-feira

16h – Boquiaberto
Muito dinheiro significa grandes casas, então alugue um bom conversível e olhe. Para vistas de induzir inveja desses palácios de inverno, siga na direção sul pela South Ocean Boulevard por cerca de dez quilômetros, começando pela Barton Avenue. Mesmo aqueles com obsessão por privacidade desfrutam de suas vistas do oceano (para que pagar milhões por uma casa em frente da praia se não puder desfrutá-la?), o que significa que os portões e cercas ao longo dessas mansões são ligeiramente mais baixos do que em outros lugares na cidade. É possível ter um vislumbre do Mar-a-Lago Club, a antiga residência de Donald Trump, atualmente um clube privado de sua propriedade.

18h30 - Grande hotel
Para um drinque ao entardecer, entre no hotel The Breakers (1 South County Road; 561-655-6611; thebreakers.com), originalmente construído em 1896. Sua localização é tão central que o hotel já foi reconstruído duas vezes após ser destruído por incêndios. O Seafood Bar conta com vistas agradáveis do mar. Se você preferir opulência revestida, vá ao Tapestry Bar com suas duas tapeçarias flamengas e um grande bar construído a partir do consolo da lareira do Caxton Hall, em Londres.

20h30 - Clube de jantar
Os jantares em Palm Beach variam de supremamente pretensiosos a casualmente simples. Muitos restaurantes sobrevivem por décadas e, como Palm Beach é uma cidade pequena em que a mesma clientela aparece com frequência, eles têm o ar de clubes privados. O Palm Beach Grill (340 Royal Poinciana Way; 561-835-1077; palmbeachgrill.com) é um espaço social à meia-luz, revestido de madeiras escuras, que é o favorito do autor James Patterson e de quase todo mundo. Se o salão de jantar aglomerado é para a velha guarda da ilha, o bar parece atrair os recém-chegados: pessoas fugindo do inverno pensando em se mudarem para o sul, tipos urbanos ansiando por uma vida mais tranquila e mais glamourosa e moradores locais que querem se divertir. Não perca os clássicos americanos como entrecosto de porco e taças de sorvete sundae. Jantar para dois, a partir de US$ 80. Faça reserva antes de viajar.

 

Sábado

8h - Praias vazias
Estacione na South Ocean Boulevard e dê uma longa e relaxante caminhada pela praia. As praias aqui são planas, largas, limpas e maravilhosas ao amanhecer, quando não há muitas pessoas ao redor.

  • Robert Caplin/The New York Times

    Faça um longo passeio ou corra pela praia de manhã cedo, quando não há muitas pessoas ao redor

9h - Aves matutinas
Esta pode ser uma cidade festeira, mas ela acorda cedo. Um punhado de restaurantes ao longo da Royal Poinciana Way fica movimentado às 8h30, com os clientes ocupando assentos do lado de fora para desfrutar o sol e o café da manhã. O Testa's Palm Beach Restaurant (221 Royal Poinciana Way; 561-832-0992; testasrestaurants.com), um espaço amplo e descontraído, serve panquecas de mirtilo, noz-pecã e farelo (US$ 6,25). Dobrando a esquina fica a Green's Pharmacy (151 North County Road; 561-832-4443), que serve o café da manhã em um balcão à moda antiga. Depois, compre candy buttons e outras guloseimas há muito esquecidas.

10h30 - Aula de história
Para uma ideia autêntica de como Palm Beach era em seus primórdios, visite o Flagler Museum (1 Whitehall Way; 561-655-2833; flaglermuseum.us). Este já foi o lar de Henry Morrison Flagler, um dos fundadores da Standard Oil e o homem que trouxe a estrada de ferro ao sul da Flórida. Ele gastou milhões em 1902 para construir a casa de 55 quartos que se tornou um hotel e depois um museu. Ingresso, US$ 18.

12h - Caminhada pelo varejo
Na Worth Avenue, onde toda marca que você vê na "Vogue" tem uma loja própria, a verdadeira diversão é o público: mulheres em suéteres de cashmere verdes passeando com cachorros com roupas combinando; cavalheiros idosos de blazer e gravata borboleta. Mas as verdadeiras gemas – fora as da Cartier – estão em lojas menores, menos conhecidas, que sobreviveram graças à inteligência e originalidade. A Maryanna Suzanna (313 Worth Avenue; 561-833-0204) oferece joias coloridas da Monies e da designer italiana Angela Caputi –alguns brincos custam menos de US$ 50. Do outro lado da rua, a Sherry Frankel's Melangerie (256 Worth Avenue; 561-655-1996) vende relógios de plástico divertidos por US$ 68. E perto dali fica a Il Sandalo (240 Worth Avenue; 561-805-8674; ilsandalo.com), onde o sapateiro Hernan Garcia faz sandálias sob medida a partir de US$ 195. Para almoçar, vá ao Ta-boo (221 Worth Avenue, 561-835-3500; taboorestaurant.com), com sua decoração colonial britânica, onde mulheres envoltas em linho branco e enormes chapéus de palha mordiscam delicadamente a salada picada do chef (US$ 15,95).

15h30 - Viagem dourada
É um desafio mobiliar aquelas propriedades imensas, mas há exércitos de antiquários dispostos a tentar. Os entusiastas por antiguidades podem começar pelo elegante vendedor francês Cedric Dupont (820 South Dixie Highway; 561-835-1319; cedricdupontantiques.com) e seguir na direção sul, na Southern Boulevard, até a Elephant's Foot (3800 South Dixie Highway; 561-832-0170; theelephantsfoot.com), que conta com uma variedade de antiguidades inglesas, francesas e orientais com preços diversos. Ou para um achado, experimente a Circa Who (531 Northwood Road; 561-655-5224; circawho.com), com móveis elegantes em falso bambu, retrô e da Velha Flórida.

20h - Sabor mediterrâneo
Para um jantar informal no coração da cidade, vá ao Cucina Dell'Arte (257 Royal Poinciana Way; 561-655-0770; cucinadellarte.com), que é popular entre o público mais jovem e fica aberto até as três horas da manhã. Ele é decorado em tons de terra e mostardas e pêssegos típicos do Mediterrâneo, assim como parece estar movimentado o dia todo com famílias, casais e grupos de amigos. Você pode comer ao ar livre e observar a movimentação das pessoas na rua. Experimente o pollo cacciatore (US$ 25).

  • Robert Caplin/The New York Times

    O Seafood Bar conta com vistas agradáveis do mar

22h30 - Hora da festa
Há muitas joias grandes em Palm Beach, mas elas geralmente são usadas em festas privadas. A vida noturna para os visitantes é casual. Pare para um drinque no muito bonito Brazilian Court Hotel (301 Australian Avenue; 561-655-7740; thebraziliancourt.com), onde o chef Daniel Boulud dirige o restaurante. Peça um Bikini Martini, com cachaça Sagatiba e purê de maracujá. Aos sábados, uma pequena banda ou D.J. toca no lobby até a uma hora da manhã, atraindo um público de estudantes. Ou atravesse a ponte até o Blue Martini (City Place; 561-835-8601; bluemartinilounge.com), em um shopping center badalado, onde é possível beber um martini e ouvir a música saindo do B.B. King's Blues Club vizinho.

 

 

Domingo

10h - Siga a trilha
Uma trilha plana e fácil para bicicletas abraça o Canal Intracosteiro que envolve o lado oeste de Palm Beach e oferece vistas fantásticas da marina em West Palm Beach. Alugue uma bicicleta na Palm Beach Bicycle Trail Shop (223 Sunrise Avenue; 561-659-4583; palmbeachbicycle.com), que conta com bicicletas de múltiplas marchas a partir de US$ 15 por hora. Se você não curtir bicicletas, você pode correr pela rota.

13h - Novo ponto badalado
O Four Seasons, o Ritz-Carlton e outros reivindicaram a orla marítima ao longo da South Ocean Boulevard. O novo ponto badalado pertence à chef Michelle Bernstein de Miami, que abriu recentemente dois restaurantes no Omphoy Ocean Resort (2842 South Ocean Boulevard, 561-540-6450; omphoy.com). Os espaços elegantes possuem acabamento em madeiras escuras e vistas para o mar. Mesmo em dias frios e nublados durante o inverno, o almoço no restaurante MB Terrace atrai uma clientela diversa. Experimente o ceviche de frutos do mar (US$ 14). Afinal, esta é Palm Beach, onde uma refeição na praia é obrigatória.

 

O básico


Alugar um carro é recomendado para circular.

The Breakers (1 South County Road; 561-655-6611; thebreakers.com) é um hotel deslumbrante de 550 quartos diretamente na praia, com piscinas, quadras de tênis e campo de golfe. Ele também possui vários restaurantes, assim como um spa. Quartos a partir de US$ 499, com um crédito de US$ 100 para as atividades no hotel.

O Chesterfield (363 Cocoanut Row; 561-659-5800; www.chesterfieldpb.com) é um hotel butique com 52 quartos a uma distância de caminhada da Worth Avenue. Os quartos são elegantemente decorados, alguns com estofamento e papel de parede florido, e o Leopard Lounge, com seu carpete de leopardo, é popular à noite. Quartos a partir de US$ 319.

O Marriott West Palm Beach (1001 Okeechobee Boulevard; 561-833-1234; marriott.com) é uma escolha segura se você quiser ficar próximo de Palm Beach, com quartos a partir de US$ 229.

Tradutor: George El Khouri Andolfato

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos