Viagem

Cerca de 12 mil peregrinos visitam o túmulo de João Paulo II

Da ANSA

CIDADE DO VATICANO, 2 ABR (ANSA) - O túmulo do papa João Paulo II, que faleceu no dia 2 de abril de 2005 aos 84 anos, recebe todos os dias cerca de 12 mil pessoas, informaram hoje fontes da Basílica de São Pedro.

Desde o ano em que Karol Wojtyla faleceu, as Grutas Vaticanas, localizadas sob a Basílica de São Pedro e onde são tradicionalmente enterrados os papas, estão entre os pontos mais visitados por turistas e peregrinos que viajam a Roma, de acordo com a agência católica Zenit.

Com a sua morte "tivemos que sistematizar tudo de forma diferente devido a quantidade de peregrinos que vêm diariamente de todo o mundo [visitá-lo]. Não há um dia em que não haja uma multidão", explicou a fonte citada pela agência.

Muitos depositam flores, rosários, medalhas e outros objetos em frente à lápide do pontífice. Ao longo do percurso, as pessoas têm ainda acesso aos túmulos de Calisto III, Bonifácio VIII, Nicolau III, Inocêncio VII, Nicolau V, Paulo II, Paulo VI, Marcelo II, João Paulo I, Inocêncio IX, entre outros.

Wojtyla, nome de batismo de João Paulo II, foi o primeiro papa polonês da história do Vaticano. Nos últimos anos de sua vida, o seu estado de saúde, agravado pelo Mal de Parkinson, se deteriorou bastante. À Igreja Católica, ele deixou o dinamismo que marcou a sua administração e o diferenciou de seus antecessores.

Na última semana, ao recordar o quinto aniversário da morte de João Paulo II, Bento XVI afirmou que a vida de seu antecessor foi marcada pela "caridade, pela capacidade de se doar de forma generosa, sem reservas".

João Paulo II "sabia que o Senhor o tinha segurado pela mão, e isso lhe permitiu exercer um ministério muito fecundo, pelo qual, mais uma vez, agradecemos calorosamente a Deus", afirmou o atual Papa na ocasião.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo