Viagem

Consulado dos EUA faz alerta a norte-americanos que pretendem viajar pelo México

Da ANSA

01/04/2010 10h21

CIDADE DO MÉXICO, 1 ABR (ANSA) - O Consulado dos Estados Unidos na cidade mexicana de Monterrey emitiu uma advertência a seus cidadãos em relação ao clima de violência associado ao narcotráfico e que toma conta da região da fronteira.

Na mensagem, a representação diplomática disse que na véspera da Semana Santa -- que começa hoje e vai até o Domingo de Páscoa -- os norte-americanos devem lembrar "que os incidentes de violência seguem se produzindo nos estados nortistas de Nuevo León [onde fica Monterrey], Coahuila e Durango".

Por isso, informou o consulado, quem visitar estas regiões deve tomar precauções, sobretudo se planeja viajar de carro do município mexicano até o estado do Texas, do outro lado da fronteira.

O comunicado citou o tiroteio registrado em 19 de março entre traficantes de drogas e militares nas imediações de um centro educacional da cidade, no qual dois estudantes resultaram mortos.

"Transeuntes inocentes também foram feridos e morreram em enfrentamentos entre delinquentes e as autoridades mexicanas em finais de março no bairro de San Jerónimo e na cidade de Santa Catarina, um subúrbio de Monterrey", continuou o texto, de acordo com a imprensa local.

O consulado retomou o ocorrido no último domingo, quando dez jovens com idades entre oito e 21 anos perderam a vida nas mãos de um comando armado, em uma barreira instalada próxima a Pueblo Nuevo, em Durango.

"Elementos criminais também bloqueiam as principais autoestradas e rodovias em Monterrey e outras comunidades, causando graves interrupções ao tráfego. Em muitos casos, tomaram-se várias horas para limpar as obstruções e reabrir ruas e estradas", ressaltou a nota.

Esta foi a segunda advertência lançada pelo consulado durante o mês de março. Além disso, o Departamento de Estado norte-americano já havia difundido um alerta de viagens há alguns dias.

Os comunicados reiteram que ocorreram tiroteios nas localidades periféricas do estado e ataques nos quais foram lançadas granadas contra quarteis policiais, além de lembrar que o número de roubos de automóveis cresceu na região.

No mês passado, três pessoas ligadas a um consulado norte-americano no México foram mortas. Os crimes ocorreram em Ciudad Juárez, município localizado na fronteira bilateral e considerado o mais violento do mundo. O caso trouxe indignação à Casa Branca e agentes do FBI foram enviados para ajudar nas investigações.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo