Viagem

Veneza enfrenta 'água alta' de 1,4 metro às vésperas do Ano Novo

Da Ansa

30/12/2009 16h02

VENEZIA, 30 DEZ (ANSA) - O Centro de Previsão de Marés de Veneza aumentou de 1,15 metro para 1,2 metro a expectativa do pico da maré alta que atingirá a cidade nesta quinta-feira pela manhã. O maior índice ocorrerá às 9h40 locais (6h40 no horário de Brasília) e se repetirá nas primeiras horas de 1º de janeiro.

De acordo com especialistas, a "água alta" vem da intensificação de um fenômeno causado por uma onda cíclica que se forma no mar Adriático. Essa onda sofre um defluxo para o sul e 22 horas mais tarde retorna aos canais.

Nas últimas semanas, a Itália, bem como toda a Europa, vem sendo alvo de uma temporada de mau tempo que trouxe neve, chuvas intensas, ventos e inundações. A região mais atingida no país é a norte, onde está localizada Veneza.

No dia 22, as autoridades previam que a maré subiria para até 1,4 metro, uma das maiores desde que o índice passou a ser contabilizado. A "água alta" era classificada como "excepcional", sexto nível de uma escala de seis valores. Cerca de 54% da superfície da cidade seria afetada.

Ainda de acordo com as informações do Centro para os próximos dias, a maré permanecerá em 1,1 metro pouco antes da meia-noite de amanhã. O número é suficiente para alagar a Praça São Marco -- a comemoração de Ano Novo prevista para ocorrer no local, porém, está confirmada.

Hoje, a maré alcançou 1,13 metro acima do nível do mar às 9h45, o que fez soar as sirenes do Centro de Previsão para alertar a população. Com este nível, a "água alta" alaga entre 15% e 16% do centro de Veneza.

Neste caso, o fenômeno foi consequência de uma nova redução na pressão atmosférica causada pelas constantes chuvas que se abatem sobre a região.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo