Socorro oferece atividades de esportes de aventura adaptadas para deficientes

DÉBORA COSTA E SILVA

UOL Viagem

Se um turista que tem algum tipo de deficiência física ou mobilidade reduzida já encontra dificuldades de se locomover em cidades tradicionais e centros urbanos, imagine em um destino de ecoturismo, repleto de cachoeiras e montanhas. Praticar esportes de aventura, então, nem pensar, certo? Errado. Apesar de parecer impossível conciliar as duas realidades, o município de Socorro, localizado a 132 km de São Paulo, já investe na adaptação de suas atrações turísticas e tem se destacado como uma das cidades que mais se preocupam com a acessibilidade.
  • Divulgação

    Turista portador de necessidades especiais faz arvorismo com o auxílio de um monitor

Em Socorro, a prática de esportes como rafting, tirolesa, arvorismo, rapel, cicloturismo, cavalgada e até vôo de asa-delta e parapente são realizadas em parques privados e a maioria já está preparada para receber deficientes físicos. De acordo com o tipo de deficiência e a modalidade esportiva escolhida, são determinadas algumas necessidades básicas, como acompanhamento de monitores e equipamentos adaptados. (Descubra quais esportes podem ser praticados na tabela abaixo)

Socorro Acessível

Em parceria com a ONG Aventura Especial, a prefeitura da cidade deu início ao projeto "Aventureiros Especiais" há cerca de dois anos, com o objetivo de se tornar o primeiro destino turístico do país adaptado para pessoas com deficiências.

Segundo o diretor de Turismo e Cultura de Socorro, Carlos Tavares, a cidade tem potencial para se tornar modelo de acessibilidade justamente pelos obstáculos que surgiram na concepção do projeto, como, por exemplo, como lidar com o relevo bem acidentado de Socorro. "Se o projeto deu certo aqui, pode dar certo em qualquer lugar que tenha condições geográficas mais favoráveis", teoriza.

Foi a partir dessa idéia que se evidenciou a necessidade de adequar toda a cidade para receber turistas com mobilidade reduzida e criou-se o projeto "Socorro Acessível". "O visitante precisa dormir, comer, ir à farmácia e percebemos que a cidade não estava pronta para receber deficientes", conta.

Transformação

Em 2008, o município recebeu mais de R$ 1 milhão do Ministério do Turismo para investir nesse e em outros projetos e obras de adequação de passeios e edifícios públicos e de sinalização turística. Além da construção de rampas de acesso e rebaixamento de calçadas, a rede hoteleira, restaurantes, farmácias e o comércio local também estão se adequando a essa nova realidade. "Hoje temos sorveterias, restaurantes e farmácias adaptados. Tem até um hotel que criou um canil para os cães-guias terem onde dormir", comemora Tavares.

Tão importante quanto ter uma estrutura adequada para receber portadores de necessidades especiais é ter profissionais habilitados para orientá-los e monitorá-los nas diversas atividades esportivas. De acordo com o diretor de Turismo, 250 pessoas receberam treinamento da AVAPE (Associação para Valorização de Pessoas com Deficiência) e da ONG Aventura Especial.

As mudanças já surtiram efeito positivo: um crescimento de 30% em um ano da procura por Socorro como opção de destino em feriados e finais de semana, segundo Tavares. "Muitos turistas que não são deficientes também procuram Socorro, pois sabem que se até um portador de necessidades especiais tem segurança ao praticar esportes aqui, todos podem ter", explica.

Onde praticar


Parque dos Sonhos
Tel: (19) 3955-0184 ou 3955-2870
www.parquedossonhos.com.br

Hotel Fazenda Campo dos Sonhos
Tel: (19) 3955-0184 ou (19) 3855-2833 (para deficientes auditivos)
www.campodossonhos.com.br

Mirante da Pedra Bela Vista
Tel: (19) 3855-7999
www.pedrabelavista.com.br

Parque do Monjolinho
Tel: (19) 3895-7346
www.parquedomonjolinho.com.br

Rios de Aventura
Tel: (19) 3895-6255
www.riosdeaventura.com.br
  • Divulgação

    A emoção do rafting começa quando o bote desce pelas corredeiras do Rio de Aventuras

Mais informações


Portal de Socorro
www.socorro.tur.br

Estância de Socorro
http://www.estanciadesocorro.com.br/

ONG Aventura Especial
http://www.aventuraespecial.org.br/

ATIVIDADES PARA DEFICIENTES NOS PARQUES DE SOCORRO (SP)

Paraplégico1 - Acqua-ride, arvorismo, cavalgada, escalada, pêndulo e tombonágua
2 - Bóia-cross e canoagem
3 - Tirolesa, caminhada de curta duração, passeio de charrete, quadriciclo, rafting, fora de estrada e rapel
Tetraplégico1 - Acqua-ride, arvorismo, cavalgada, escalada, pêndulo e tombonágua, quadriciclo, canoagem e bóia-cross
3 - Caminhada de curta duração, passeio de charrete, rafting, fora de estrada, rapel e tirolesa
Def. Visual2 - Acqua-ride, arvorismo, bóia-cross, canoagem, cavalgada, escalada, pêndulo, tirolesa, caminhada de curta duração, passeio de charrete, quadriciclo, rafting, fora de estrada, tombonágua e rapel
Def. Auditivo2 - Acqua-ride, arvorismo, bóia-cross, canoagem, cavalgada, escalada, pêndulo, tirolesa, caminhada de curta duração, passeio de charrete, quadriciclo, rafting, fora de estrada, tombonágua e rapel
Def. Mental2 - Acqua-ride, arvorismo, bóia-cross, canoagem, cavalgada, escalada, pêndulo, tirolesa, caminhada de curta duração, passeio de charrete, quadriciclo, rafting, fora de estrada, tombonágua e rapel
Def. Múltiplo1 - Escalada
2 - Acqua-ride, arvorismo, bóia-cross, canoagem, escalada, pêndulo, tirolesa, caminhada de curta duração, passeio de charrete, quadriciclo, fora de estrada, tombonágua e rapel
3 - Cavalgada e rafting
Legenda da tabela
1 - Atividade que não apresenta condições de ser praticada com segurança para este tipo de deficiência
2 - Atividade que pode ser praticada normalmente, com adaptação mínima e monitores
3 - Atividade que pode ser praticada, mas requer uso de equipamentos adaptados

Fonte: Prefeitura de Socorro

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos