Viagem

Para todo orçamento: um guia para economizar ou esbanjar em Istambul

SETH SHERWOOD

New York Times Syndicate

Como experimentar o melhor de Istambul em um orçamento de US$ 250 ou US$ 1.000. A série 'Economizando ou Esbanjando' sugere locais de preços altos e baixos de dez cidades em cada uma destas categorias: Dormir, Comer, Comprar e Festejar, com listagens separadas sobre como gastar ou economizar ainda mais.

Com US$ 250 por dia


Dormir: Com suas ruínas romanas, igrejas da era bizantina e mesquitas medievais otomanas, o distrito célebre de Sultanahmet de Istambul é um fóssil devorado por traças de um passado que desapareceu há muito tempo.

A propósito, os muitos hotéis baratos caindo aos pedaços da área também se enquadram nessa descrição. Aberto em 2008 e a poucos passos do Grande Bazar, o Hotel Kupeli (Eminsinan Mahallesi Gedikpasa Hamam Caddesi 4; 90-212-458-5650; www.hotelkupeli.com) é um acréscimo necessário a um bairro repleto de camas afundadas e tapetes puídos.

Os quartos são novos e limpos, apesar de nada espetaculares - superfícies de madeira planas, vagamente escandinavas, e pouca decoração - os confortos são impressionantes, como TVs de tela plana com cabo, Wi-Fi de graça e café da manhã gratuito no terraço da cobertura. O melhor é que se você fizer reserva para três ou quatro noites, o hotel pega você no aeroporto. Cinco ou mais noites e o hotel também leva você ao aeroporto. Quartos duplos a partir de US$ 50 na baixa temporada.

Comer: Eles ainda estão festejando como se fosse 1888 no Haci Abdullah (Atif Yilmaz Caddesi 9A; 90-212-293-8561; www.haciabdullah.com.tr), que foi inaugurado naquele ano com uma licença fornecida pelo sultão Abdul Hamid 2º.

Os imperadores otomanos podem ser coisa do passado, mas esse alegre restaurante retrô ainda serve alguns dos melhores pratos da era otomana em Istambul. Entre os inúmeros aperitivos frios estão berinjelas ultrassuaves cozidas lentamente, cobertas com cebolas caramelizadas e embebidas em azeite de oliva, enquanto um prato principal favorito contava com uma suculenta perna de cordeiro coberta com fatias de berinjela cozida. Um pudim de arroz e suco de romã oferecem uma excelente arremate. Álcool não é servido. Custo: uma refeição com três pratos para dois sai por cerca de 80 liras turcas, ou cerca de US$ 53, com o dólar cotado a 1,51 lira.

Comprar: Se você não tem tempo para o hammam (banho turco), é possível levar o hammam para casa por cortesia da Dervis (Halicilar Caddesi 51; 90-212-528-7883; www.dervis.com). Inserida no meio das milhares de lojas do Grande Bazar, esta loja minúscula está abarrotada do piso ao teto de bacias de metal martelado (25 liras), luvas ásperas de linho para esfoliação (10 liras) e outros itens do banho turco. Melhor são as cordas com discos de sabão pendurados (20 liras) - laranja, rosa, lavanda - e medalhões circulares azuis e brancos nazar boncugu, mais conhecido como olho místico, que protege contra mau-olhado. Custo de todos os três: 55 liras.
  • Reprodução/Dervis

    Itens étnicos também estão à venda na Dervis


Festejar: Um recém-chegado ao distrito de vida noturna em rápido crescimento de Asmalimescit, o Otto (Seyhbender Sokak 15; 90-212-292-7015; www.ottoistanbul.com), um lounge de coquetéis, conta com baixa luminosidade e interiores neoindustriais que são tão ardentes quanto uma garota de harém e tão elegantemente sofisticado quanto qualquer coisa que possa encontrar em South Beach. Sob batidas de antigos discos de vinil tocados por um DJ no canto, os rapazes elegantes vestidos de preto e as garotas chiques de relações públicas bebem drinques de uma lista criativa que abrange de tudo, de mojitos de gengibre e manjericão a caipiroskas de amora. Custo de cada: 20 liras.

Economizando: A melhor relação lira por lazer de Istambul pode ser encontrada a bordo das balsas que partem diariamente em múltiplos horários do píer em Kabatas (90-212-444-4436; www.ido.com.tr/en/index.cfm). Por meras 2,80 liras, você pode fazer um cruzeiro pelo Estreito de Bósforo, passando pelos monumentos mais famosos de Istambul - incluindo a Torre Gálata, a Catedral Hagia Sofia e a Mesquita Azul - e ingressando no cintilante Mar de Mármara e chegando a um pequeno arquipélago próximo conhecido com Ilhas dos Príncipes. Noventa minutos e algumas poucas paradas depois, as balsas chegam a Buyukada, a última e maior das ilhas.

Cheia de viajantes de classe média curtindo refeições baratas de peixes e frutos do mar nas barracas à beira-mar, as ruas movimentadas sem carros sugerem uma resposta turca a Martha's Vineyard. Espere por uma das balsas noturnas para voltar para Istambul. O panorama dos domos iluminados das mesquitas e das colinas reluzentes ficará gravado em sua memória por muito tempo após sua estadia. Custo: 2,80 liras.

Custo total: 157,80 liras (US$ 104,50), mais US$ 50, ou US$ 154,50.

Com US$ 1.000 por dia


Dormir: Combine o grupo mais badalado de design de interiores da Turquia (Autoban) com o mais bacana distrito boêmio (Cihangir) e o resultado é, talvez, o novo hotel mais elegante da cidade, o Witt Istanbul Suites (Defterdar Yokusu 26, Cihangir; 90-212-393-7900; www.wittistanbul.com) com 15 quartos. Se puder, desembolse o dinheiro por uma das suítes com vista para o mar. Ocupando cerca de 55 metros quadrados, eles combinam a decoração orgânica e suave do Autoban com as vistas deslumbrantes do Estreito de Bósforo.

A cena parecerá ainda mais bonita após você usar os produtos de banho Molton Brown, servir-se com um café da máquina Nespresso e escolher sua trilha sonora favorita usando a base para iPod. Custo da suíte: 259 euros, ou cerca de US$ 367, com o euro cotado a US$ 1,47.
  • Reprodução/Witt Istanbul Suites

    Combine o grupo de design de interiores Autoban com o distrito boêmio Cihangir: esse é o Witt Istanbul Suites


Comer: Apesar de mal terem entrado na faixa dos 30 anos, os chefs Esra Muslu e Coskun Uysal criaram algo realmente especial no Moreish (Tepebasi Mesrutiyet Caddesi 67, Boyoglu; 90-212-245-9146; www.moreishrestaurant.com), que foi aberto no final de 2007 (ele está fechado para o verão, mas reabrirá no outono). Contando com um interior branco arejado e pinturas abstratas contemporâneas, o espaço intimista mais parece a sala de jantar de um amigo colecionador de arte descolado do que um restaurante, mas é seu inventivo cardápio egeu-fusion que realmente brilha. Sopa de berinjela e chouriço com ovo de codorna poché? Cordeiro com homus tahini e purê de ameixa e conhaque? Risoto de aspargo e satsuma? Estão todos aqui, acompanhados de sobremesas como bala de azeitona preta e sorvete de café turco. Custo: uma refeição com três pratos para dois, sem vinho, sai por cerca de 150 liras, ou cerca de US$100, com o dólar cotado a 1,51 lira.

Comprar: O Império Otomano contra-ataca na butique de Asli Tunca (Nuru Ziya Sokak 34-20, Galatasaray; 90-212-251-7057; www.aslitunca.com). Antes uma das principais estilistas de moda da Turquia, Tunca agora cria "alta costura dos móveis", como ela coloca: peças únicas artesanais inspiradas em antiguidades com trabalhos elaborados da aristocracia otomana. Apesar de não ser prático encher sua mala com itens como mesas incrustadas de madre-pérola, há abundância de itens mais portáteis. Uma almofada tubular vermelha felpuda - coberta com veludo bordado anatoliano do século 19 - transforma instantaneamente qualquer sala de estar em um salão de sultão. Custo: 190 euros.

Festejar: Apenas um tapete voador poderia propiciar uma cena mais embasbacadora da cidade que o Ulus 29 (A. Adnan Saygun Caddesi 71, Ulus Parki; 90-212-358-2929; www.club29.com), um clube-bar-restaurante cujas vistas deslumbrantes já atraíram o príncipe Albert de Mônaco, Kate Moss, Michael Douglas e muitas outras personalidades das páginas de revistas. A pré-festa começa no bacana lounge preto, onde socialites endinheiradas bebem vinho prosecco, casais de seis dígitos alimentam um ao outro com sushi em pauzinhos e tipos metidos de negócios fumam charutos cubanos. Depois da meia-noite, a área do clube começa a bombar com R&B, funk, hip hop e pop turco, transformando a pista de dança em um mar de dervixes modernos alcoolizados. Custo daquela taça de prosecco: 30 liras.

Esbanjando: Como os verdadeiros gastrônomos sabem, a culinária turca vai muito além de apenas kebabs. Cortesia do vasto território do Império Otomano, a culinária nacional é um cadinho de sabores e aromas dos Bálcãs, Mediterrâneo, Ásia Central, Oriente Médio e Norte da África. E não há melhor forma de dominar isso do que com um instrutor pessoal do Instituto de Culinária de Istambul (Mesrutiyet Caddesi 59, Beyoglu; 90-212-251-2214; www.istanbulculinary.com). Uma aula particular de três horas com um de seus chefs doutrinará você em tudo, de cozido de vitela com melaço de uva e maças até halva com pinhão. Contate o diretor, Banu Ozden, com pelo menos uma semana de antecedência. Custo: US$ 250 por pessoa.

Custo total: 180 liras (US$ 119), mais 499 euros (US$ 734) e mais US$ 250, ou US$ 1.103.

Tradução: George El Khouri Andolfato

Bob Paulino
Budapeste - Sugestões para curtir a cidade com US$ 250 ou US$ 1.000


Arnaldo Comin/UOL
Berlim - Economizar ou esbanjar na capital da Alemanha


EFE/Yoan Valat
Paris - Aproveitando a Cidade Luz com muito ou pouco dinheiro


Heloísa Dall'Antonia/UOL
Roma - Dormir, comer, comprar e festejar na Cidade Eterna


Margarete Magalhães/Folha Imagem
Dublin - Esbanje ou economize no reino dos pubs


Divulgação
Lisboa - Capital de Portugal pode ser aproveitada gastando pouco ou muito



ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo