Turistas visitam cidade italiana para ver destruição causada por terremoto

Da ANSA

L'AQUILA, 19 AGO (ANSA) - Turistas italianos e estrangeiros passaram a visitar L'Aquila, epicentro do terremoto que atingiu o centro da Itália no mês de abril, para ver de perto a destruição causada na cidade. Um fenômeno que já foi apelidado de 'sismo-tour'.

A representante dos hoteleiros da cidade italiana localizada na região de Abruzzo, Mara Quaianni, informou que os donos de bares, restaurantes e hotéis estão registrando um aumento dos curiosos que querem visitar, entre outros locais, o centro histórico, já reaberto, para tocar nas obras e nos prédios históricos destruídos.

Segundo Quaianni, "quando o tumulto diminuir e voltarmos à normalidade com a abertura dos primeiros monumentos restaurados, este tipo de turismo pós-terremoto vai acabar. Isto deve ocorrer em maio".

"Não se trata de uma coisa estranha, é um fenômeno que já foi visto em outras regiões atingidas por tragédias", continuou a representante que explicou que "não dá para reconstruir tudo em poucos meses, precisamos estar prontos (para receber as visitas, ndr.)".

No dia 6 de abril, um abalo sísmico de 5,8 graus na escala Richter atingiu a cidade de L'Aquila e outras cidades da região, deixando 297 mortos, cerca de 50 mil desabrigados e grande parte das construções destruídas.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos