Viagem

Descubra Doha, a pérola do Golfo Pérsico, em 36 horas

SETH SHERWOOD

New York Times Syndicate

05/08/2009 14h27

Há poucos anos, era quase possível ouvir os amarantos sendo soprados por esta cidade, a capital do Qatar. Atualmente, quaisquer amarantos restantes estão colidindo contra os arranha-céus gigantes e amplos megaprojetos que estão brotando das areias. Ainda forrada de petrodólares apesar da continuidade da montanha-russa econômica, o lar da rede de TV Al Jazeera continua gastando em hotéis de luxo, vilas spa de classe mundial, super shopping centers do tamanho de Las Vegas, espaços culturais projetados por renomados arquitetos e ilhas artificiais que visam expulsar da água a rival e vizinha Dubai.


  • Jenny Rollo/SXC Photos

    Em Doha os arranha-céus gigantes e amplos megaprojetos brotam das areias quentes


Sexta-feira


18h - Tratamento real

Você provavelmente enfrentou um longo voo até Doha, então uma ida no fim da tarde ao Six Senses Resorts & Spas, no amplo e ao estilo mouro Sharq Village and Spa (Ras Abu Aboud Street; 974-425-6999; www.sixsenses.com), é uma coisa óbvia. Esfoliação com açúcar e hidratante? Massagem com pedra quente do deserto? Terapia de banho marroquino? O menu internacional está repleto de tratamentos que você poderia encontrar nos Hamptons - e outros que certamente não. Massagens e tratamentos que duram uma hora geralmente custam entre 500 e 700 riais (US$ 135 a US$ 189, com o dólar contado a 3,7 riais). Para aqueles que procuram por aquele relaxamento pós jantar, o spa, que faz parte de uma rede com propriedades em 16 países, fica aberto todo dia até as 23h.

20h - Do mar para a mesa

No interior iluminado por velas do restaurante Al Dana (974-425-6227; www.sharqvillage.com), na Sharq Village, os animados garçons servem especialidades fusion globais com uma ênfase em peixes e frutos do mar: ostras no molho chili com limão; mexilhões em curry tailandês e leite de coco; lagosta de Omã com arroz jasmim. O camarão tigre do Golfo grelhado, tão carnudo quanto filés de peixe, recebe um toque excelente do curry vermelho ao estilo Goa, enquanto o crème brûlée de capim cidreira com compota de abacaxi dá um toque tailandês ao clássico gaulês. Um jantar para dois, sem vinho, custa cerca de 400 riais.

21h30 - Um tipo especial de barato

Com sua música de lounge de DJ, superfícies brilhantes, sofás baixos felpudos e vistas deslumbrantes - cortesia de uma localização no 15º andar do elegante hotel La Cigale - o Sky View Bar - (60 Suhaim Bin Hamad Street; 974-428-8204; www.lacigalehotel.com) ao ar livre não poderia emanar mais sex appeal se misturassem feromônios nas bebidas. A clientela é repleta de financistas britânicos engravatados, socialites libanesas que beijam sem se tocar e diferentes tipos inescrupulosos internacionais que compõem a robusta comunidade estrangeira da cidade. Peça um coquetel So High in the Sky (Martini Rosso, gim Tanqueray e Campari; 70 riais), volte sua atenção para o lado de fora e desfrute do horizonte sempre em mutação de Doha. É recomendado fazer reservas.



Sábado


10h30 - As artes árabes

Nenhum prédio anuncia mais ousadamente a ascensão de Doha do que o novo Museu de Arte Islâmica (Corniche; 974-422-4444; www.mia.org.qa), que teve sua inauguração de gala em novembro de 2008. Projetado por I.M. Pei, esta mistura de retângulos e cubos brancos está repleta de criações primorosamente trabalhadas - móveis, livros, azulejos, tecidos, instrumentos científicos - cobrindo mais de um milênio e um território do Marrocos até a China. Entre algumas das peças mais impressionantes estão cerâmicas medievais centro-asiáticas e complexos astrolábios mouros do século 14, cujas engrenagens, alavancas e mostradores dourados rivalizam o trabalho dos melhores relojoeiros suíços. Entrada franca.

14h - Uma pausa persa

Iemenitas, turcos, iraquianos, marroquinos: as opções culinárias ao longo da rua principal do imenso Souq Waqif de Doha - um mercado do início do século 20 que recebeu uma elegante reforma em 2006 - oferece um curso intensivo de culinária árabe e do Oriente Médio. Explore o seu xeque interior e sente-se em um canto almofadado do Isfahan Gardens (rua principal, Souq Waqif; 974-528-7521). Este restaurante iraniano exibe uma decoração impressionantemente colorida que combina mosaicos intricados, candelabros ornamentados e milhares de espelhos minúsculos. Após o gratuito pão chato quente com sementes de gergelim, experimente o suculento jojeh kababmasti (frango marinado em coalhada com repolho vermelho) ou um dos ensopados que mudam diariamente. Uma refeição com três pratos para dois custa cerca de 250 riais. Sem álcool.

15h30 - Pechinchas de beduíno

É difícil encontrar um falcão de caça decente atualmente. Felizmente, o Souq também é lar do Birds Center (Bird Souq, Souq Waqif; 974-468-4366 ou 974-468-7029). Mesmo que você não tenha milhares de riais para gastar em um amigo emplumado, os falcões e acessórios da loja (poleiros, sistemas eletrônicos de guia) oferecem uma janela divertida para este passatempo qatariano. Você encontra uma espécie de liquidação de beduíno no Al Rumailah (rua principal, Souq Waqif; 974-672-4152), que está repleto de adagas, jóias, cobertores listrados e outros itens colecionáveis. Dentro da Zubair Shop (rua principal, Souq Waqif; 974-657-2004), auto-harpas árabes, ouds de 12 cordas e o instrumento de percussão darbuka o colocam no caminho de uma jam session do Oriente Médio. Em cada loja, pechinchar é essencial.

19h - Caminhada ao crepúsculo

O entardecer é um momento ideal para uma caminhada pelo Corniche, ao longo da curva em forma de lua crescente da Baía de Doha. A temperatura refresca. As luzes brilham na água. Casais de todas as nacionalidades saem para caminhar. Por uma jornada pela evolução de Doha, comece no leste da baía e trace um arco na direção oeste. Gradualmente, elementos do passado de Doha - Souq Waqif, minaretes de mesquitas, os pequenos barcos a vela árabes atracados - dão espaço a altos arranha-céus de aço e vidro, torres de hotel de luxo e ao ostentoso shopping City Center. A vista noturna do oeste da baía para o leste, que pega o brilho branco do Museu de Arte Islâmica e a torre em espiral do Centro Cultural Islâmico do Qatar, pode ser a melhor da cidade.

21h - Bocados de Beirute

Não é possível passar por Doha sem ir a um restaurante libanês. Os fãs da cozinha árabe mais célebre devem seguir o Al Mourjan (edifício Balhambar, Corniche; 974-483-4423; www.almourjanrest.com). Aberto no ano passado, o restaurante à beira da baía já está conquistando o público mais chique da cidade com seu interior branco elegante, vistas maravilhosas da baía e ótimos pratos levantinos. O babaganuche está no ponto ideal entre empelotado e cremoso, enquanto as linguiças sojok são muito bem temperadas e servidas com um saboroso molho de tomate. Não há bebida alcoólica, mas os sucos de fruta espessos, café árabe e fumar em um narguilé são acompanhamentos satisfatórios. Uma refeição completa para duas pessoas custa cerca de 300 riais.

Meia-noite - Caindo no agito

Passando as lamborghinis estacionadas, o vistoso Pearl Lounge Club (Doha Marriott Hotel, Ras Abu Aboud Street; 974-429-8444) é tanto uma experiência antropológica intrigante quanto um ótimo lugar para se livrar de dinheiro indesejado. O seu interior é tão escuro que seria possível revelar filme lá dentro. A trilha sonora de house music e pop árabe é tão alta que mal dá para ouvir os porteiros exigindo o couvert de 150 riais. Mas a mistura de negociadores internacionais endinheirados, garotos de clube globais, mulheres vestidas impecavelmente e bebida alcoólica correndo solta demolirá qualquer noção de que "vida noturna no mundo islâmico" é um paradoxo. Adicione alguns drinques White Pearls (gim e Cointreau; 45 riais), e o Pearl lança um encanto inegável.


  • Jason Lessard/SXC Photos

    Vendedor divide espaço com cidadãos no Souq Waqif de Doha, um mercado do início do século 20 que vende adagas, jóias e itens colecionáveis


Domingo


11h - Veneza ao estilo Las Vegas

Se alguma vez você se perguntou como escrever "Krispy Kreme" em caligrafia árabe, a resposta se encontra dentro do bombástico Villaggio Mall (Al Waab Street), ao estilo Las Vegas. É uma fascinante mistura de culturas e um dos melhores lugares da cidade para observas as pessoas - e exibe uma semelhança notável com o Venetian de Las Vegas. Sob um vasto céu em trompe l'oeil, remadores filipinos dão as boas-vindas às famílias para passeios de gôndola (15 riais) ao longo de um canal margeado por butiques. Não há esqui indoor, como em Dubai, mas entusiastas de esportes de inverno podem visitar um rink de patinação (30 riais), bem protegido de temperaturas que passam facilmente dos 40ºC. Então junte-se aos estrangeiros ocidentais e mulheres locais trajando véus pretos na Virgin Megastore, para CDs de pop libanês e belos livros de mesa sobre o Qatar. Ou apenas compre um donut de baunilha (5 riais) naquele Krispy Kreme. Você sentirá quase em casa.

O básico

Após a inauguração neste ano, o W Doha Hotel and Residences (West Bay; 973-453-5353; www.starwoodhotels.com/whotels), que conta com 445 quartos, um spa Bliss, bar Crystal Lounge e o restaurante Spice Market de Jean-Georges Vongerichten, é o endereço badalado do momento. Os quartos duplos custam a partir de 1.700 riais (cerca de US$ 460, com o dólar cotado a 3,7 riais), taxas inclusas, com bônus como dois drinques gratuitos no Crystal Lounge e um passeio por Souq Waqif.

O Hotel Souq Waqif (margem norte de Souq Waqif, perto da Al Souq Street; 974-443-3030; www.hotelsouqwaqif.com.qa), que abriu no final de 2008, se gaba de ser o primeiro hotel butique de Doha. Os 13 quartos e suítes possuem uma decoração árabe chique. Os quartos simples custam a partir de 980 riais.

Roger Federer, Andrea Bocelli e outros VIPs já se hospedaram no luxuoso La Cigale (60 Suhaim Bin Hamad Street, 974-428-8888; www.lacigalehotel.com), que também foi inaugurado em 2008. Além do bar Sky View, o hotel de 227 quartos é popular por seu Madison Piano Bar e seu Cigar Lounge. Quartos duplos na baixa temporada custam a partir de 1.500 riais.

Tradução: George El Khouri Andolfato

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo