Viagem

Em Foz do Iguaçu, Parque das Aves abriga e exibe animais do tráfico

CRIS GUTKOSKI

Colaboração para UOL Viagem

18/04/2009 07h27

O Parque das Aves, em Foz do Iguaçu, abriga 130 espécies de animais. Centenas de aves formam a maior parte do acervo, na companhia de sagüis, répteis como jacarés e cobras e as borboletas do viveiro dos beija-flores. Um festival permanente de sons e cores, com visitação diária, localizado nas proximidades do Parque Nacional do Iguaçu.

Os 16 hectares do parque comportam vários tipos de cenários, gaiolas e viveiros: mata atlântica, pantanal, savana africana. Com alguns bichos, o contato é direto: os tucanos recepcionam os turistas nas passarelas, enquanto araras vermelhas e azuis dão voos rasantes sobre as cabeças dos que se aventuram a entrar no grande viveiro coberto por telas. As celas da sucuri e da jibóia têm a proteção de vidros.
  • Fabiano Cerchiari/UOL

    As ararajubas, aves com penas amarelas e verdes, no Parque das Aves

A reserva é propriedade privada e foi inaugurada em 1994 por um casal de alemães, Dennis e Anna Croukamp. Com o tempo, eles foram comprando ou recebendo doações de animais de várias partes do mundo, aves da África e da Ásia, da América do Norte, dos vizinhos latinos e do norte do Brasil. Alguns ameaçados de extinção, como o mutum-de-penacho, o mutum-do-sudeste, o macuco, ave da costa brasileira, e a hárpia, ave carnívora.

Segundo a gerente do parque, Kárin Wolf, atualmente a principal fonte de novos animais são as apreensões realizadas pela polícia ambiental junto aos traficantes em vários Estados, não apenas no Paraná. De uma grande apreensão do Ibama, por exemplo, surgiu o recanto das ararajubas, aves de pequeno porte que lembram a bandeira brasileira nas cores amarelo e verde. Elas ganharam um viveiro enorme que tenta reproduzir o habitat natural por trás das telas, com troncos de árvores e áreas ocas para incentivar a reprodução.

É um lugar para visitar com calma em Foz do Iguaçu, com tempo para refazer as trilhas, sentar nos bancos sob as árvores e prestar atenção nos movimentos da fauna. Os filhotes de tartaruga se arrastam sobre as bandejas de comida, cheias de cenoura e grãos. Os tucanos, com um bico daquele tamanho, escolhem as porções de frutas com cuidado. As araras avançam sobre as uvas, seguram os grãos com as garras e os levam até o bico. A gerente Kárin sublinha que a alimentação tem produção orgânica e que a ricota servida é do tipo magra. O que não impede as aves de fazerem o maior alarido quando encontram um salgadinho caído no chão.

SERVIÇO
Parque das Aves - Foz Tropicana
Rodovia das Cataratas, km 11, Foz do Iguaçu
Tel: (45) 3529-8282
Aberto todos os dias, das 8h30 às 17h30
Ingresso: R$ 16
www.parquedasaves.com.br

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo