Viagem

36 Horas em Vail, Colorado: Aproveite a neve e a vida noturna dessa estação de esqui norte-americana

Divulgação/Vail.com
Imagem: Divulgação/Vail.com

ELAINE GLUSAC

New York Times Syndicate

23/02/2009 07h00

Vail não tem o charme de Telluride. Nem emana o glamour de Aspen. Mesmo Breckenridge apresenta supostamente uma vida noturna melhor. Mas uma coisa que Vail tem é ótima neve: cerca de 2.150 hectares esquiáveis com uma encosta de montanha de 11 quilômetros de extensão, 193 trilhas e não apenas uma, mas sete áreas de esqui. Isso não impediu Vail, o maior resort de esqui do país em área, de aprimorar seus vilarejos na base. Como parte das melhorias, muitas das fachadas quadradonas ao estilo anos 70 e cenários urbanos ultrapassados de Vail foram melhorados com um toque bávaro moderno. Neste inverno (no hemisfério Norte), os esquiadores estão se hospedando nos novos hotéis-butique com valets de esqui, recebendo massagens com aroma de pinho em spas zen e se aquecendo nas fogueiras ao ar livre.



Sexta-feira


15h30 - Nórdico ao anoitecer

Você não precisa estar nas encostas para apreciar as Rochosas do Sul, picos com mais de três mil metros de altitude à beira do estreito Vale de Vail, cortado pelos rios transparentes da montanha que correm apesar do frio congelante. Enquanto o dia ainda está claro, explore esta maravilha de inverno praticando esqui cross-country. O Vail Nordic Center (1778 Vail Valley Drive; 970-476-8366; www.vailnordiccenter.com) aluga equipamento por US$ 17; os passes para as trilhas custam US$ 8. As trilhas passam por pontes de madeira cobertas de neve, matas de pinheiros e campos de golfe bem cuidados.

17h30 - Chique ocidental

Como os chalés na encosta da montanha que compartilham um aspecto rústico moderno -tetos com vigas, janelas de catedral, decks de pedra- o mesmo ocorre com a moda local, que poderia ser descrita como caubói fino. Entre no espírito na Gorsuch (263 East Gore Creek Drive; 970-476-2294; www.gorsuch.com), uma loja de luxo com aparência van Trapp-em-Vail para ela (chapéus de cashmere cheios de cristais por US$ 268), ele (jaquetas de camurça Johann Gottfried por US$ 2.300) e para casa (taças de vinho de cristal lapidado de Megève por US$ 248). Perto dela fica o Axel's (201 Gore Creek Drive; 970-476-7625; www.axelsltd.com), que vende casacos esporte de tweed britânico, casacos de lã de carneiro e cintos de fivela gravados. Para aquele toque rústico de caubói, vá ao Kemo Sabe (230 Bridge Street; 970-479-7474; www.kemosabe.com), uma loja conhecida por suas botas de caubói Lucchese artesanais que custam entre US$ 495 e US$ 4.000.

19h - Cozinha do Colorado

Com os preços das entradas pairando em torno de US$ 40, comer em Vail não é barato. Mas isso não impede os gourmets de lotarem o Restaurant Kelly Liken (12 Vail Road; 970-479-0175; www.kellyliken.com), o ponto mais badalado desta temporada. Liken prepara pratos regionais inovadores, que recentemente incluíam um rico carpaccio de alce com aioli de mostarda, costelas assadas de cordeiro com pudim de pão de cogumelo e perca criada localmente com kumquat cristalizado. Desde sua abertura em 2004, o restaurante repleto de janelas e arte ascendeu ao topo do cenário culinário. O jantar para dois custa cerca de US$ 100, presumindo que você não peça o Burgundy de US$ 10 mil (um Domaine de la Romanée-Conti Grand Cru 2005).



Kevin Moloney/THE NEW YORK TIMES
O bar e restaurante Red Lion tem vida noturna agitada


21h - Agito noturno

A festa começa cedo em Vail, com os coquetéis pós-esqui a partir das 16h, o que pode explicar porque a cidade parece fechar após o jantar. Uma exceção é o Red Lion (304 Bridge Street; 970-476-7676; www.theredlion.com), um bar lotado de mesas altas. Nos últimos 22 anos, o guitarrista Phil Long agita o público com covers de Bob Dylan, piadas bregas e cantando junto músicas de Elton John. Se você ainda estiver agitado, desça a rua até o Samana Lounge (228 Bridge Street, 970-476-3433; www.samanalounge.com) à luz de velas, onde jovens snowboarders e operadores de teleféricos sul-americanos dançam ao ritmo dos DJs visitantes.



Sábado


7h30 - Início saudável

Esquiar em Vail exige muitas calorias, então não deixe de tomar o café da manhã. Para um início civilizado, vá ao Terra Bistro (352 East Meadow Drive; 970-476-6836; www.vailmountainlodge.com), um restaurante estilizado, estilo loft, no Vail Mountain Spa and Lodge, que serve um delicioso café da manhã orgânico. Experimente o cereal quente com sete grãos (US$ 7,25) ou o ovo caipira mexido com batatas, couve, alho e queijo de leite de cabra sobre uma espécie de pão indiano naan (US$ 10,25). Se o seu objetivo é começar cedo, não busque um assento perto das janelas do bistrô, onde a vista da rua coberta de neve convida a um tomar demorado das xícaras de café torrado localmente.



Kevin Moloney/THE NEW YORK TIMES
Grupo organiza o passeio antes de subir nas montanhas geladas de Vail


8h30 - Escolha uma área de esqui

Esquiar nas lendárias áreas de esqui de Vail exige planejamento, não apenas por causa do tempo de viagem, que pode ultrapassar 30 minutos sem trânsito, mas para evitar o movimento matinal. Busque pegar um dos primeiros teleféricos, que começam a funcionar às 8h30, para chegar ao topo da montanha antes de todo mundo. Esquiadores experientes podem buscar o terreno extremo do Sun Down Bowl, uma das várias encostas com face sul que compõem a chamado lado traseiro do Monte Vail. Experimente o vizinho Sun Up Bowl para uma neve mais suave a esta hora do dia. Apesar das áreas traseiras serem apenas para esquiadores experientes, esquiadores intermediários são bem-vindos no China Bowl, um trecho mais amplo e mais gentil com vistas panorâmicas. Permanecendo à frente da multidão, vá ao Blue Sky Basin, um cume no sul. Chegue ao efervescente Champagne Glade antes de todo mundo.

12h - Desabotoe e recarregue

Reviva as conquistas matinais no Two Elk Restaurant (970-479-4560), o famoso restaurante de Vail no topo da China Bowl. Durante o almoço, os esquiadores de ambos os lados da montanha se encontram aqui para soltar suas botas e cintos. Apesar do restaurante contar com 1.200 lugares, todos ao lado de imensas janelas com vista para as Rochosas do Colorado, planeje chegar antes das 12h15 (ou após às 13h30), ou terá que esperar em pé. O serviço pode ser ao estilo de café, mas os pratos são finos. Opções recentes incluíam sopa posole com frango (US$ 8,50), chili de búfalo (US$ 9,70) e sanduíches de cogumelo (US$ 10,25).

13h30 - Percurso de longa distância

Continue conquistando a montanha do modo contrário, esquiando onde não estão as massas. Agora que as áreas traseiras estão lotadas, aponte seus esquis para o lado frontal de Vail, repleta de muitas trilhas que testam a resistência. No meio da tarde, chegue à trilha de Riva Ridge, com 6,5 quilômetros, a mais longa do resort.

16h30 - Descansando os músculos

Quando o sol começar a se pôr e seus músculos começarem a cansar, vá à base Lionshead, uma das três de Vail, e faça o check-in no RockResorts Spa no Arrabelle at Vail Square (675 Lionshead Place; 970-754-7754; www.arrabelle.rockresorts.com). O novo spa de 920 metros quadrados possui lounges separados para homens e mulheres, cada um com sala de vapor, sauna e banheiras de hidromassagem. Os tratamentos possuem tema de montanha, incluindo massagens com óleos com pinho e loções com essências de flores silvestres. As massagens de 50 minutos custam US$ 145; as massagens faciais de 50 minutos custam US$ 140. Os terapeutas até mesmo tratam dores musculares sérias com bolsas de gelo com neve da montanha por US$ 35.

19h30 - De cima a baixo

Ainda deseja mais mimo? Permaneça no Arrabelle para o jantar no Centre V (970-754-7700), um restaurante com mesas com toalhas brancas que lembra uma aconchegante brasserie de Lyon com tetos abobadados, um bar em zinco e estação de ostras frescas. Seja indulgente em clássicos franceses como filé com fritas (de US$ 28 a US$ 38) e confit de pato (US$ 24). É recomendado fazer reserva. Mas se tiver interesse por mais ação e o lado mais desalinhado, menos estéril, de Vail, dirija 13 quilômetros até o Minturn Saloon (146 Main Street; 970-827-5954; www.minturnsaloon.com). O saloon de nó de pinho adornado com chifres atrai esquiadores como Chris Anthony (um astro dos filmes de esqui de Warren Miller) e serve pratos texanos-mexicanos como burritos de frango (US$ 14,95), assim como favoritos de caçadores como codorniz grelhada (US$ 22,95).



Domingo


9h30 - Uma caminhada na mata

Em uma cidade de esqui que vive e respira esporte, atletas de calibre olímpico são as verdadeiras celebridades. Assim, se você estiver planejando uma caminhada na neve, não há melhor guia do que Ellen Miller, a primeira mulher norte-americana a chegar ao cume do Monte Everest tanto pela face norte quanto pela sul. Atualmente com 49 anos, Miller dá um curso de 90 minutos no Vail Athletic Club (352 East Meadow Drive; 970-476-7960; www.vailmountainlodge.com), que leva triatletas e corredores de trilhas para uma caminhada pelo vale em meio a florestas de álamos imensos, passando por rios repletos de trutas e galhos de pinheiros cheios de neve. O uso do clube e aula custa US$ 35, e agendamentos privados estão sempre disponíveis por US$ 100. Diferente de esquiar, caminhar pela neve não exige talento especial. Novatos, finalmente, bem-vindos.



Kevin Moloney/THE NEW YORK TIMES
Acompanhe o movimento dos esquiadores pelas linhas da neve na paisagem de Vail


O básico



Durante a temporada de esqui, a American e a Continental Airlines possuem voos sem escala de Nova York para o Vail/Eagle County Airport. Uma recente pesquisa pela Internet encontrou um voo da American com partida do Aeroporto Kennedy por US$ 219 para viagem em fevereiro. O centro de Vail fica a uma viagem de carro de 56 quilômetros pela I-70. É recomendado alugar um carro, apesar da Colorado Mountain Express (970-926-9800; www.cmex.com) oferecer translado entre Vail e o aeroporto por US$ 49.

O Arrabelle at Vail Square (675 Lionshead Place; 970-754-7777; www.arrabelle.rockresorts.com), que foi inaugurado em 2008 na base do bondinho Eagle Bahn, conta com 36 quartos com lareira e banheiros espaçosos. Quartos a partir de US$ 295.

O Westin Riverfront Resort & Spa (126 Riverfront Lane; 866-949-1616; www.westin.com/riverfrontavon), na cidade vizinha de Avon, foi inaugurado em setembro de 2008 e possui 210 quartos, com um novo bondinho que leva os hóspedes para Beaver Creek. Ele também possui uma piscina aquecida ao ar livre, um spa com mais de 2.100 metros quadrados e um restaurante. Quartos a partir de US$ 249.

O Lodge at Vail (174 East Gore Creek Drive; 970-476-5011; www.lodgeatvail.rockresorts.com) tem localização central e recentemente abriu um spa com 11 salas de tratamento. Os melhores dos 165 quartos, e uma nova piscina aquecida ao ar livre, dão vista para as pistas de esqui. Quartos a partir de US$ 229.

Tradução: George El Khouri Andolfato

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Viagem

Topo