Las Vegas, a melhor aposta para quem procura pechinchas

MATT GROSS

New York Times Syndicate

  • Divulgação/Las Vegas News Bureau/LVCVA

Há cinco anos, um bom dia para Meital Grantz era assim: vender US$ 10 mil em roupas femininas ostentosas (Chloé, Stella, Missoni) em sua butique na Las Vegas Strip, Talulah G. Então, um jantar com amigos no Le Cirque ou Circo, ambos no Bellagio cinco estrelas, seguido por um agito no Light (com seu serviço estilo europeu para consumo de bebida), com todos no final terminando na casa de um amigo para mais folia.

"Dinheiro não era um problema", disse Grantz, 34 anos, soando um pouco incrédula diante da extravagância do passado.

Mas os tempos mudaram. Nenhuma outra cidade nos Estados Unidos foi mais duramente atingida pela crise econômica quanto Las Vegas, onde mais de duas décadas de boom exagerado se transformaram em um grande colapso. O desemprego atingiu 7,9% em novembro, e a taxa de execução hipotecária em Clark County é uma das maiores do país.

A sorte da Cidade do Pecado, ao que parece, acabou.

Mas para viajantes frugais, Las Vegas é, repentinamente, uma aposta garantida. A cidade agora conta com cerca de 141 mil quartos de hotel e as taxas de ocupação caíram 15%, segundo o dr. R. Keith Schwer, diretor do Centro para Pesquisa Econômica e Negócios da Universidade de Nevada, em Las Vegas. Assim, hotéis de todas as faixas de preço estão oferecendo ofertas espantosas.

Divulgação/Las Vegas News Bureau/LVCVA
Para viajantes frugais, Las Vegas é uma aposta garantida
FOTOS DO GUIA DE DESTINOS: VÍNICOLAS DA CALIFÓRNIA
VEJA FOTOS DO GUIA DE DESTINOS: LOS ANGELES



"Agora você pode ficar no Trump, que acabou de ser construído, por US$ 99", disse Anthony Curtis, fundador do LasVegasAdvisor.com, um site de reservas que rastreia as ofertas (e oferece descontos adicionais para seus membros, que pagam US$ 37 por ano). "Você pode ficar no Wynn Las Vegas por menos de US$ 200."

Hotéis cinco estrelas semelhantes em Nova York ou Los Angeles, ele acrescentou, poderiam custar quatro vezes isso.

Na faixa mais barata, ele disse, estão os hotéis do centro como o recém-reformado El Cortez, onde as diárias dos quartos saem por apenas US$ 14. Até locadoras de automóveis estão entrando no espírito, ele disse, com alguns carros saindo por US$ 8,95 por dia na Hotwire.com.

As pechinchas de cair o queixo também se estendem aos restaurantes, com pontos badalados da culinária como L'Atelier de Joël Robuchon e Craftsteak servindo cardápios de degustação com vários pratos (lagostim frito, vieiras) por US$ 75.

No happy hour, o Red Square, no Mandalay Bay, está oferecendo uma onça (28 gramas) gratuita de caviar com dois martinis. Apesar dos drinques custarem de US$ 13 a US$ 14 por dose - o que daria para comprar dois jantares com filé e cerveja por US$ 6,99 no Ellis Island Casino e Brewery- com que frequência lhe dão caviar de graça?

Precisa de um show para acompanhar o jantar? O Cirque du Soleil está oferecendo pela primeira vez ingressos com desconto, segundo Jack Kenn, vice-presidente e gerente geral dos shows da trupe em Las Vegas.

"Ao nos aprofundarmos nesta situação difícil, nós estamos descobrindo que temos que oferecer mais lugares." O que significa um desconto de 50% em extravagâncias como Kà, caso faça um pacote de reserve pela Travelzoo.com.

Estas reduções de preços frenéticas, por mais bem-vindas que possam parecer, também podem ser preocupantes. Afinal, uma Vegas meio vazia, pela metade do preço, sem sorte, ainda é divertida?

Não se preocupe, disse Abby Tegnelia, uma ex-editora-chefe da "944 Vegas", uma revista de festas.

"A última grande festa em que fui claramente reduziu um pouco sua escala", disse Tegnelia, se referindo a uma recente ida ao clube noturno Tao. "Definitivamente mais vodca, menos champanhe, porque a vodca dura mais."

"Mas foi a mais divertida em que já estive. É quase como se estivessem compensando - sabe como é, todo mundo estava dançando, um grande grupo de pessoas, todos realmente empolgados, todas as melhores mesas VIP repletas de pessoas curtindo sair de novo."

Mais diversão, menos gente e por menos dinheiro? Soa como se todos ganhassem (só não diga para a banca.).

Tradução: George El Khouri Andolfato

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos