Turista volta ao Japão após viver três meses em aeroporto no México

Da Ansa

CIDADE DO MÉXICO, 13 JAN (ANSA) - O japonês Hiroshi Nohara, que ficou conhecido após passar três meses morando no aeroporto internacional da Cidade do México, voltou nessa segunda-feira para seu país, num voo com escala em San Francisco, nos Estados Unidos.

Nohara, um ex-faxineiro de 40 anos, havia transformado uma mesa na praça de alimentação do aeroporto em sua nova casa, o que surpreendeu a opinião pública e o transformou em celebridade, já que era acompanhado dia-a-dia pela imprensa local.

Sua intenção era fazer uma escala no México e continuar sua viagem ao Brasil, onde encontraria uma antiga namorada, mas acabou perdendo seu passaporte.

Apesar de a embaixada japonesa ter regularizado sua documentação, Nohara continuou vivendo no aeroporto, onde se sentia "seguro e contente".

Nohara chegou ao México com um visto de turista para 180 dias no dia 2 de setembro, em um voo procedente de Los Angeles. Saiu apenas no dia 31 de dezembro, hospedando-se na casa de uma mulher identificada como Oyuki, mas voltou ao aeroporto.

As autoridades mexicanas indicaram que o regulamento do terminal aéreo não estipula o tempo máximo de permanência para um turista.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos