Assembléia de trabalhadores causa cancelamentos em aeroporto de Roma

Da Ansa

FIUMICINO, 22 DEZ (ANSA) - O aeroporto internacional de Fiumicino, em Roma, teve 14 vôos cancelados até às 12h30 locais desta segunda-feira, devido a uma assembléia dos trabalhadores da Alitalia Airport, empresa que cuida dos serviços de transporte das bagagens para a Alitalia.

Os passageiros, que formam uma longa fila de espera para os vôos internacionais, dizem-se furiosos e com medo de serem prejudicados nas férias de Natal.

Além dos cancelamentos, muitas pessoas que chegam de viagem ao aeroporto romano reclamam de terem esperado mais de meia hora para conseguir pegar suas malas.

Um dos passageiros que deveria embarcar para São Petersburgo disse que as bagagens já estavam a bordo quando anunciaram que o vôo seria cancelado por causa de uma assembléia.

"A gente espera o ano todo pelas férias, e agora chega aqui e ainda encontra problemas com a Alitalia", disse. "Cancelaram o vôo de improviso, não entendemos o porquê", disseram outros passageiros de um vôo para Malta.

Com a paralisação de hoje, a Alitalia Airport faz eco às reclamações dos sindicatos autônomos que representam os pilotos, assistentes de vôo e equipe que trabalha em terra da Alitalia, que não aprovam a compra da empresa pelo consórcio de empresários Companhia Aérea Italiana (CAI).

Após fechar um acordo de 1,5 bilhões de euros pela companhia de bandeira, a CAI assumiu em 1º de dezembro as operações da 'Nova Alitalia'. Em seu plano de resgate da empresa, está previsto um corte de 3.250 funcionários e a não renovação de cerca de dois mil contratos temporários.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos