Resort australiano lança 'mês do sexo livre' para enfrentar crise

Da Ansa

SYDNEY, 14 NOV (ANSA) - Uma colônia de nudismo no noroeste da Austrália decidiu retomar suas festas e eventos voltados para os adeptos do sexo livre, anunciando para março um "mês do hedonismo", para combater a crise do turismo.

O White Cockatoo Resort, próximo de Port Douglas e junto à Grande Barreira de Corais, conhecido no passado como um local de encontro para o sexo livre, nos últimos três anos havia imposto um regime mais restritivo, após alguns hóspedes denunciarem que foram induzidos a fazer sexo contra a própria vontade, causando o fechamento temporário do estabelecimento.

"Os tempos duros impõem medidas radicais", disse o proprietário do resort, Tony Fox, ao jornal Courier Mail.

Logo após o anúncio de Fox veio a condenação do bispo católico de Cairns, James Fley, que disse: "É preciso se perguntar que tipo de pessoas virão e por que. Onde está o código moral de comportamento e como irão parar as invejas e as rixas?".

O prefeito de Cairns, Val Schier, afirmou não se opõe à nova medida, contanto que ela não viole a lei.

"Nossa população é muito criativa, é uma oportunidade de negócio que não faz mal a ninguém", disse.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos