Acordo poderá liberar circulação de turistas no Mercosul sem passaporte

MYLENA FIORI

Da Agência Brasil

Turistas chilenos, peruanos, bolivianos, colombianos, equatorianos e venezuelanos poderão circular livremente pelos países do Mercosul apenas com a carteira de identidade, e vice-versa. Acordo nesse sentido será submetido ao Conselho do Mercado Comum, na próxima segunda-feira (30), para anúncio na 35ª Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul e dos Estados Associados, que ocorre no dia seguinte na cidade argentina de San Miguel de Tucumán.

A dispensa de passaporte já valia para a circulação de turistas entre os países do bloco -Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. A região também conta com acordos de residência entre Brasil e Argentina e Brasil e Uruguai, facilitando a permanência de pessoas que entraram nesses países como turistas. Tais normas, porém, não serão estendidas aos países associados do Mercosul.

De acordo com o diretor do Departamento do Mercosul do Ministério das Relações Exteriores, ministro Bruno Bath, a implementação do acordo não depende de aprovação pelo Congresso. Bastam procedimentos burocráticos junto às autoridades de imigração de cada país.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos