Viagem

36 Horas em Viena, a cidade da boa música reinventa cardápios e festivais

Herwig Prammer/NYT
Imagem: Herwig Prammer/NYT

SARAH WILDMAN

New York Times Syndicate

25/06/2008 20h46

Há uma nova energia nas belas ruas majestosas de Viena. Onde beleza digna de museu antes parecia intocável, há um senso palpável de uma cidade se soltando. Ela está viva na reinvenção do gasthauser -restaurantes baratos austríacos presentes em cada esquina- agora tomados pelos cardápios revigorantes dos jovens chefs e na vida noturna, que varia dos lounges despojados aos com alto design. Sem contar nos festivais como o ImpulsTanz (www.impulstanz.com), com a extravagância de dança moderna que encanta a cidade a cada verão, e o que fará de novo neste ano, de 10 de julho a 10 de agosto.



Sexta-feira


16h30 - Caminhada urbana
Evite a movimentada Kärntner Strasse e se perca nas ruas sinuosas do Primeiro Distrito enquanto o sol do fim de tarde reflete nos prédios dos séculos 17 e 18. Perambule por Dorotheergasse e ao redor da Spanische Hofreitschule, passando pelo esplendor do Palácio Imperial Hofburg, tomando a Staatsoper e a Albertina, subindo a Bräunerstrasse, fazendo uma pausa para se maravilhar com belos doces da Zum Schwarzen Kameel (Bognergasse, 7; 43-1-533-81-25; www.kameel.at). Então caminhe relaxadamente pela pretensiosa Tuchlaben, terminando na Judenplatz, no memorial de Rachel Whiteread à comunidade judaica destruída da cidade.

18h30 - Prazeres terrenos
Antes de se sentar para uma taça de vinho prosecco no Meinl (Am Graben, 19; 43-1-532-33-34-6100), o bar no andar de baixo na meca gastronômica que é o Julius Meinl em Graben, não deixe de circular pelos corredores deste paraíso para os fãs de comida.

19h30 - Estrela negra à noite
Inserido atrás da Igreja Am Hof no piso térreo de um prédio do século 17, o Zum Finsteren Stern -ou Para a Estrela Negra, traduzido para o português- (Schulhof, 8; 43-1-535-2100) é um drama epicurista com tetos abobadados e uma parede arqueada de madeira entalhada com minúsculas estrelas. O cardápio do Finsteren Stern muda toda noite; recentemente, uma entrada de fritada de aspargos com creme e ervas (9,10 euros, ou cerca de US$ 14,50 com o euro cotado a US$ 1,59), e um pargo grelhado com manteiga de azeitona (18,20 euros) estava suculento. Para sobremesa, experimente o topfentarte com ruibarbo, uma versão levemente picante do tradicional cheesecake austríaco.

Meia-noite - Bar verde
Pegue um drinque no Palmenhaus (Burggarten, 1; 43-1-533-10-33; www.palmenhaus.at), a estufa imperial com uma exibição impressionante de verde sob seu alto átrio de vidro. Depois das 20h30, um D.J. se apresenta.



Sábado


10h - Comendo e pechinchando
Vá cedo ao Naschmarkt para tudo, de ravióli fresco a temperos e aspargos; de Karlsplatz a Kettenbrückengasse, este paraíso da culinária se torna lotado de gente ao meio-dia. Aos sábados, comece em Kettenbrückengasse, um mercado de pulgas repleto de cristal tcheco, memorabília da época da guerra e bonecas de porcelana antigas. Após pechinchar, pare no badalado Do-An (Naschmarkt Stand 412; 43-1585-82-53), onde menos de 10 euros compram um omelete ao estilo turco, pão chato e um melange (café com leite). Ou atravesse a rua para um café da manhã por 9,90 euros no Cafe Drechsler (Linke Wienzeile, 22, e Girardigasse, 1; 43-1-581-20-44; www.cafedrechsler.at).

13h - Mesas e marcas
A Viena moderna está em exibição na loja de móveis Wohnzeile4 (Linke Wienzeile, 4; 43-1-587-80-80; www.wohnzeile4.at), onde é possível comprar papéis de parede de vinil da Very Sticky por 72 euros, ou poltronas de feltro de 5 mil euros. Então siga a Girardigasse até a elegante Nachbarin (Gumpendorferstrasse, 17; 43-1-587-21-69; www.nachbarin.co.at), cheia de novos estilistas de moda europeus. Ao lado, a Lichterloh (Gumpendorferstrasse, 15-17; 43-1-586-05-20; www.lichterloh.com) oferece os maiores nomes em móveis de meados do século 20 (Noguchi, Eames) e designs de louças vintage.



Herwig Prammer/NYT
Homens vendem ingressos em frente ao Staatsoper, um dos locais onde é possível apreciar boa música em Viena
VEJA MAIS ATRAÇÕES DAS 36 HORAS EM VIENA, NA ÁUSTRIA


15h - Cidade museu
Em 2001, os antigos estábulos imperiais e escola de equitação se transformaram no MuseumsQuartier (quarteirão dos museus), surpreendentemente fora da rota dos turistas. Além do Museu Leopold (www.leopoldmuseum.at), das exposições rotativas do Kunsthalle (www.kunsthallewien.at), do Museum Moderner Kunst (www.mumok.at) e do Zoom Kinder Museum (www.kindermuseum.at), há lojas, restaurantes, lugares para beber e dançar.

O Tanzquartier (43-1-581-35-91; www.tqw.at) fica no MuseumsQuartier, e as apresentações freqüentemente custam menos de 25 euros. Para lanches e bebidas, o romântico Café Restaurant Halle (43-1-523-70-01) e o aconchegante Kantine (43-1-523-82-39) são os favoritos, mas é difícil não amar o teto de telhas turcas do milo (43-523-65-66). Comece pelo Leopold, com a controversa coleção de Egon Schiele; há alegações de que várias obras adquiridas por Rudolf Leopold após a Segunda Guerra Mundial foram saqueadas na era nazista.

20h - Momento de fazer uma aposta
Para um jantar fino é difícil superar o Vestibül (Dr.-Karl-Lueger-Ring 2; 43-1-532-49-99; www.vestibuel.at), o espaço modernista recortado do esplendor imperial que conta com pratos igualmente luxuosos, como patê de fígado de ganso e carne com couve rábano (cardápio de degustação custa 47 euros).

Ou experimente um gasthauser reformado, o Zum Roten Elefanten (Gumpendorferstrasse, 3; 43-1-966-80-08; www.zumrotenelefanten.at; cardápio de degustação a 22 euros), que conta com um interior renovado da metade do século com candelabros e papel de parede que não combinam. A sopa de açafrão, erva-doce e aspargo tinha um porção satisfatória; um filé de truta veio com molho de berinjela e hortelã.

0h30 - Caindo na dança
Tome um táxi até o Rio Danúbio e entre na fila para o Badeschiff Wien (no rio, entre Schwedenplatz e Urania; 43-676-69-69-009; www.badeschiff.at), um navio ancorado que foi convertido em clube, que está sempre lotado de vienenses e com slides projetados nas paredes. As cervejas custam 7,50 euros para dois. No verão, a piscina no convés superior é popular para nadar à noite. Ou experimente o elegante bar no alto do DO&CO Hotel (Stephansplatz, 12; 43-1-535-39-69; www.doco.com), que conta com uma vista espetacular.



Domingo


10h - Mais café
Na cena de cafés de Viena, nenhum casa o kitsch levado a sério com sensibilidade modernista tão bem quanto o Café Prückel (Stubenring, 24; 43-512-61-15; www.prueckel.at). Peça um grande espresso e tome um sol no pátio externo ou passe o tempo na manhã nas banquetas de veludo de algodão marrom.

11h30 - Luzes e sombras
Do outro lado da rua, o MAK (Stubenring, 5; 43-1-711-36-0; www.mak.at), um museu de artes aplicadas, oferece exposições excelentes, incluindo a peça de luz e sombra de Barbara Bloom e a instalação de Jenny Holzer usando móveis Biedermeier sólidos do início do século 19.

13h - Hapsburgs em desfile
Os Bruegels no Museu Kunsthistorisches (Maria Theresien-Platz; 43-1-525-24-0; www.khm.at) faziam parte da coleção pessoal dos Hapsburgs; o prédio em si é uma mistura impressionante de murais, mármore e excesso real.

Então caminhe até o Unteres (inferior) e Oberes (superior) Belevedere, dois palácios barrocos de frente um ao outro cercados por jardins e lar de uma seleção de Klimts (Oberes, Prinz-Eugen-Strasse, 27 / Unteres, Rennweg, 6; 43-1-79-557-0; www.belvedere.at).

19h30 - Música para as massas
O relacionamento de Viena com a música é lendário, e apresentações podem ser encontradas do acusticamente maravilhoso Musikverein do século 19 (Bösendorferstrasse, 12; 43-1-505-81-90; www.musikverein.at) ao Staatsoper (Opernring, 2; 43-1-51444-2250; www.staatsoper.at). Mas considere algumas das opções menos conhecidas: como o Weiner Konzerthaus (Lothringerstrasse, 20; 43-1-242-002; www.konzerthaus.at), que destaca música que vai da Orquestra Sinfônica de Viena à cantora popular israelense Chava Alberstein.

Ou fique até altas horas da madrugada no Porgy & Bess, a casa de jazz de Viena (Riemergasse, 11; 43-1-503-70-09; www.porgy.at).

Tradução:: George El Khouri Andolfato

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo