Viagem

36 horas em Nápoles - Terno impecável, muita pizza e cappuccino antes das 10h da manhã

Chris Warde-Jones/NYT
Imagem: Chris Warde-Jones/NYT

JILL SANTOPIETRO

New York Times Sindicate

06/05/2008 19h13

A cidade portuária italiana de Nápoles pode estar com lixo até a altura do joelho (saiba mais). E, certamente, isso provocou sua cota de noticiário negativo, das sangrentas guerras da Máfia à corrupção política. Mas há uma vibração real, e até uma certa beleza, em todo este caos. As piazzas monumentais adicionam um toque aristocrático aos mercados barulhentos e ruas repletas de Vespas. O Monte Vesúvio se avulta perto dali, um lembrete de que esta cidade volátil pode entrar em erupção a qualquer momento. E há a pizza. Aquela massa saborosa que chama esta cidade ancestral de lar é motivo suficiente para visitá-la.



Sexta-feira


16h - Entre no ritmo da cidade
O café expresso pode não ter sido inventado em Nápoles, mas a cidade leva sua cafeína muito a sério. Entre no ritmo da cidade com uma xícara fumegante de expresso fragrante no Gran Caffe Gambrinus (Via Chiaia, 1-2; 39-081-41-75-82; www.caffegambrinus.com), um café revestido em mármore do final do século 19 que já recebeu ricos e famosos, incluindo Oscar Wilde. Sente do lado de fora para ver a Piazza del Plebiscito, uma das praças mais impressionantes na Itália, assim como o desfile de napolitanos bem-vestidos seguindo sua rotina diária.

17h30 - Vista-se para a festa
Agora que você está se sentido mal-vestida(o), vá ao minúsculo ateliê no segundo andar de Anna Mattuozo (Viale Gramsci, 26; 39-081-66-38-74; www.annamatuozzo.it) para o que alguns chamam de as melhores camisas no mundo. Escolha entre uma série de tecidos distintos e, com algumas poucas medições, ela ajustará a camisa impecavelmente à sua forma. Então vá ao estúdio de Antonio Panico (Via Carducci, 29; 39-081-41-58-04; www.sartoriapanico.it) para um terno feito sob medida. Seu aspecto napolitano custará caro (a partir de 300 euros, ou US$ 483, com o euro cotado a US$ 1,61, para uma camisa Mattuozo e 1.800 euros para um terno Panico). Mas, assim que você vesti-los, você entenderá o motivo. Ajustes são necessários, assim como marcar hora.

20h30 - Pizza pizza
Nápoles é sinônimo de pizza e todo morador tem sua favorita. Muitos recomendam a lendária Da Michele (Via Sersale, 1; 39-081-55-39-204; www.damichele.net), alegando que sua massa elástica facilita a digestão das pizzas (apenas margherita e marinara, por cerca de 4 euros). Outros são leais à L'Europeo dei Mattozzi (Via Marchese Campodisola, 4; 39-081-55-21-323; www.europeomattozzi.it), onde Alfonso Mattozzi impressiona os clientes com fatias coloridas cobertas com mussarela sedosa e tomates bem vermelhos (cerca de 12 euros com um refrigerante). Mas para uma pizza realmente inesquecível, pegue o funicular (bonde) até o platô histórico de Vomero e então uma curta viagem de táxi até a Pizzeria La Notizia (Via Michelangelo da Caravaggio, 53/55; 39-081-71-42-155). As multidões não vêm pela decoração modesta; elas vêm por causa da pizza, que é crocante, leve e com uma mistura perfeita de molho e queijo (6 euros pela margherita). O segredo? "Nós não usamos muitos ingredientes, mas os poucos que usamos são da mais alta qualidade", disse o proprietário, Enzo Coccia. Outro segredo: a massa cresce por 10 horas.



Chris Warde-Jones/NYT
Pizzeria La Notizia lota por causa da mistura perfeita de queijo e molho

23h - Nuovo Orleans
A cidade não é conhecida por sua vida noturna, mas vários locais oferecem bom jazz ao vivo. Um em particular, o Noir (Vico Acitillo, 58; 39-347-05-12-211; www.noirnapoli.com) em Vomero, apresenta artistas de ponta estabelecidos como o Billy Hart Quartet e o Ed Simon Trio. Ou vá ao Bourbon Street (Via Bellini, 52/53; 39-334-38-18-158; www.bourbonstreetjazzclub.com), um clube animado na Piazza Bellini margeada por cafés. Como seu nome sugere, esta endereço bem-conhecido soa e parece mais a Louisiana do que Campania.



Sábado


11h - Nápoles antiga
Pompéia certamente merece ser visitada, mas, para se ter a sensação real de como esta cidade perdida se parecia, vá ao Museo Archeologico Nazionale (Piazza Museo, 19; 39-081-44-22-149; www.marketplace.it/museo.nazionale). Uma réplica gigante desta cidade antes gloriosa dá vida à civilização enterrada, juntamente com uma série de artefatos como escalpelos médicos, moedas e dados entalhados em chifres. Há até uma sala dedicada à pornografia de Pompéia, com afrescos obscenos e esculturas fálicas. (É proibida a entrada de crianças menores de 11 anos.)

14h - Lanches de rua
Os moradores locais gostam de sua comida de rua e gostam dela frita. Para pedaços irresistíveis de pizza fritta (massa frita recheada com queijo e presunto), arancini (bolinho de arroz frito recheado com carne e queijo) e croquete de batata, vá ao Centro Storico, o centro histórico da cidade, onde você os encontrará por cerca de 1 euro cada. Alguns dos mais saborosos são servidos pelo Di Matteo (Via dei Tribunali, 94; 39-081-45-52-62) ou seu arquiinimigo, Il Pizzaiolo del Presidente (Via dei Tribunali, 120/121; 39-081-21-09-03; www.ilpizzaiolodelpresidente.it), dirigido por um parente rival. Sentindo culpa? Visite uma das muitas igrejas no bairro para confessar seus pecados da gula.

16h30 - Adequado para uma rainha
Se você acha que coral só serve para tanques de peixes e bijuterias, vá ao Ascione (Piazzetta Matilde Serao, 19; 39-081-42-11-11; www.ascione.it), uma joalheria de luxo no segundo andar da Galleria Umberto, em frente ao Teatro San Carlo. Seus anéis brilhantes, braceletes perolados e outras peças são todos feitos de coral, na cidade próxima de Torre del Greco. Ligue antes para marcar hora. Grupos pequenos também podem visitar seu museu ao lado, cheio de camafeus e outras jóias de corais de 1805 até o presente.

20h30 - Jantar com Dora
Para os frutos do mar mais frescos da cidade, reserve uma mesa no Dora (Via Ferdinando Palasciano, 30; 39-081-68-05-19). Situado em uma rua deserta, o Dora parece outra trattoria comum, com sua iluminação brilhante, antigas pinturas e azulejos xadrez azul e branco. Mas este restaurante despretensioso está sempre lotado com fãs de peixe locais. Experimento o pescado do dia (22 euros por quilo), gentilmente grelhado com azeite de oliva, sal e limão e servido com batatas. O spaghetti alle vongole (19 euros) oferece um contraste delicioso de moluscos tenros e massa al dente. Case seus frutos do mar com um enérgico falanghina. Os preços (cerca de 70 euros pelo jantar) são tão decentes quanto os peixes.

23h - Castelo de Ovo
Siga os descolados locais ao Castel dell'Ovo, empoleirado em uma minúscula ilha onde Nápoles teria sido fundada há cerca de 2.500 anos. A ilha se agita à noite com bares e restaurantes animados, apesar de muitos serem voltados aos turistas. Para fechar bem a noite, parecendo um segredo de um morador local, desça uma escadaria estreita até o Caffe al Barcadero (Banchina S. Lucia, 2), uma gema boêmia situada sob uma ponte, onde uma clientela de 20 e poucos anos se reúne para fumar sem parar, beber negronis e flertar.



Domingo


11h - Pães doces
Não é café da manhã em Nápoles a menos que seja doce, o que significa muito sfogliatelle. A massa em forma de concha vem em duas variedades: riccia e frolla. O riccia é mais conhecido pelos americanos -uma concha de massa folheada com recheio de ricota adoçada. O frolla tem uma concha lisa. E como os sfogliatelle não são criados iguais, faça um esforço para encontrar o Attanasio (Vico Ferrovia, 1-2-3-4), uma pequena padaria que serve um sfoglia riccia celestial ainda quente do forno.

13h - A Passeggiata
Os napolitanos adoram suas tradições e rituais: as lojas fecham para uma pausa ao meio-dia, cappuccinos não são bebidos após as 10h da manhã e queijo ralado nunca é colocado sobre massas de frutos do mar. E, nos fins de semana, os moradores saem às ruas para sua passeggiata diária, ou caminhada. Se o tempo permite, todos caminham até o Golfo de Nápoles, ao longo do parque Villa Comunale. É uma espécie de desfile em passarela: crianças lambem seus gelatos, as mulheres passeiam de braços dados em suas melhores roupas dominicais e os homens discutem o que os homens sempre discutem na Itália: política. É uma verdadeira amostra de Nápoles.



Informações básicas


Como Nápoles é uma ótima cidade para caminhar, o melhor é ficar no centro da cidade. Para grande luxo, faça reserva no Excelsior (Via Partenope, 48; 39-081-76-40-111; www.excelsior.it). Com preços especiais, um quarto duplo pode custar apenas 206 euros (US$ 331,66 com o euro cotado a US$ 1,61).

Para menos glamour e mais charme, reserve um dos 13 quartos ou 6 suítes junior do Costantinopoli 104 (Via S. Maria di Costantinopoli, 104; 39-081-55-71-035; www.costantinopoli104.com). A maioria dos quartos, com diária a partir de 220 euros, tem vista para a piscina e jardim, o que facilita para os hóspedes esquecerem que estão bem no meio da cidade.

Ou experimente o menos caro e apropriadamente batizado Chiaja Hotel de Charme (Via Chiaia, 216; 39-081-41-55-55; www.hotelchiaia.it). O hotel de 27 quartos, que antes já abrigou um bordel, fica no centro da cidade e oferece quartos duplos a partir de 99,80 euros.

Tradução: George El Khouri Andolfato

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Viagem

Topo