Viagem

36 Horas em Dubai, a cidade da moda do Oriente Médio

DANIELLE PERGAMENT

New York Times Syndicate

20/04/2008 14h00

Daryl Visscher/NYT
Bar no topo do Hotel Raffles, em Dubai
CLUBES SURGEM NO DESERTO
MAIS SOBRE DUBAI

Cite o que quiser, Dubai tem. E caso ainda não tenha, a cidade da moda deve estar construindo. E se não estiver construindo, provavelmente já está preparando uma ilha para colocar nela isso em que você pensou. O mais agitado dos sete Emirados Árabes Unidos está crescendo tão rapidamente que seus novos empreendimentos só podem ser medidos em batidas de asas de beija-flor. Pisque e você perderá o mais recente superlativo. O prédio mais alto do mundo. A maior fábrica de alumínio do mundo. Em breve, a ponte mais longa do mundo. Ah, e também o maior shopping center do mundo --que a qualquer momento perderá o trono para um ainda maior.



Sexta-feira


16h - Pegue suas asas
A única forma de conceber a simples escala de Dubai é do céu. Pegue um táxi até Jebel Ali (cerca de 45 minutos do centro), o ponto de partida da empresa de hidroaviões Seawings (971-4-883-3532; www.seawings.ae). Por 795 dirhans (cerca de US$ 212, com o dólar cotado a 3,75 dirhans), você terá um passeio de 30 minutos pela cidade a 460 metros de altura: o marcante perfil de vela do Burj Al Arab, o impossivelmente alto edifício Burj Dubai e os arquipélagos artificiais criados na forma de palmeiras e continentes. Independentemente do que pensar a respeito deles --fascinantes, bobos, ecologicamente catastróficos-- você não se esquecerá de sua primeira ilha "Antártica" tropical.

20h - Quente e frio
Por qual motivo os clientes precisam ser escoltados por atendentes de luvas brancas do lobby do novo Raffles Hotel, em forma de pirâmide, até o elevador, ainda não se sabe. Mas quando você chegar ao Fire & Ice Restaurant (Sheikh Rashid Road, Wafi; 971-4-324-8888; www.dubai.raffles.com), o lugar só poderá ser descrito como caloroso e convidativo: paredes de tijolos aparentes, cadeiras de couro e iluminação que valoriza o ambiente. Mas ele tem seus truques. A cozinha ao ar livre é cercada por fogo, os pratos "tartar de gelo" são injetados com nitrogênio líquido para que emitam um vapor branco leitoso. O cardápio é vasto (ele se considera "trans-étnico") e a dica é sempre pedir o cardápio de degustação. O meu começou com bolos de siri e salada de maçã, seguida por perca grelhada e terminou com uma torta de chocolate. O jantar, incluindo os vinhos de acompanhamento, custa cerca de 700 dirhans.

23h - Bar com vista
Esta é uma cidade determinada a ir às alturas. Se já passou pela sua cabeça que drinques de tequila e um posto de observação eram o que faltava às grandes pirâmides do Egito, o China Moon Champagne Bar é o lugar certo para você. Abrigado dentro do ápice de vidro do Raffles Hotel, ele é um dos mais badalados --e mais altos-- novos bares de Dubai. Mas o que o torna realmente memorável não é a cabeça gigante de faraó protegendo a escadaria, ou os 130 dirhans que você desembolsará por uma taça de Veuve Clicquot. É a vista: 360 graus de extensão cintilante até o deserto árabe.



Sábado


10h - Mudança de direção
Um hotel de Dubai não é um hotel de Dubai se não tiver um spa, e um dos maiores (e mais novos) está no InterContinental Dubai Festival City (Festival City; www.intercontinental.com/dubai; 971-4-701-1111). O spa evoca outro mundo, com filamentos livres de néon que lembram algas marinhas pendurados no teto. Deite-se em uma cama branca de veludo, veja o Dubai Creek brilhando do lado de fora e deixe que seu rosto receba uma quantidade generosa de cremes deliciosos que cheiram a mel e camomila. O tratamento Just Pure Facial (puramente facial), de uma hora e 20 minutos, custa 550 dirhans.

13h - Experimentando a tradição
Dubai é cheio de novidades, mas em algum momento você sentirá falta de experiências autenticamente árabes. Vá a um dos restaurantes mais históricos da cidade, o curiosamente batizado Special Ostadi Restaurant (Al Mussalla Road, Bur Dubai; 971-4-397-1469). O pequeno estabelecimento tem 41 anos --ancestral segundo os padrões de Dubai-- e é dirigido por um iraniano ruidoso chamado Muhammad Ali Ansari. Há apenas um punhado de mesas, todas cobertas com meio século de memorabilia e ocupadas por empresários locais vestindo os turbantes tradicionais ou ternos italianos reluzentes. Os moradores locais vêm à procura de uma coisa: os kebabs de cabrito grelhado em um molho amargo de iogurte e servido com pão árabe, cebolas, pepino, rúcula, tomate e fatias de lima. Peça um prato de tâmaras e uma xícara de chá para finalizar. A refeição inteira sai por 20 dirhans.

14h - Fora do habitual
Em uma cidade de shopping centers, uma butique peculiar é uma coisa rara e bela, mesmo se estiver tecnicamente ligada a um shopping. A Sauce (The Village, Jumeirah Beach Road; 971-4-344-7270; www.shopatsauce.com), que recentemente dobrou de tamanho, oferece uma mistura eclética: vestidos da moda, tops pequenos, camisetas irônicas, diários de viagem, velas, brincos, sapatos de salto alto, travesseiros de brim e abajures feitos de pinos de boliche de néon. A Sauce tem uma queda por estilistas pouco conhecidos como Tata-Naka, Mira e Third Millennium. Ela passa a você a sensação de estar caminhando por um closet realmente grande --isso se o seu closet for de autoria de Stella McCartney, Anna Sui e uma dúzia de participantes do Project Runway.



Daryl Visscher/NYT
A galeria de design Traffic é a resposta do Oriente Médio à Moss, de Nova York

16h - Museu ou loja?
A galeria de design Traffic (Al Barsha; 971-4-341-8494; www.viatraffic.org) é a resposta do Oriente Médio à Moss em Nova York, o que significa que é mais chamativa, mais cara e mais exclusiva. A galeria de 645 metros quadrados no centro de Dubai conta com cadeiras, mesas, bancos e ornamentos de designers de ponta, únicos, com qualidade de museu --móveis tão de vanguarda que poderiam ser considerados "peças". Recentemente esteve exposto um baú com gavetas intitulado "Você Não Pode Descansar sua Memória" de autoria do grupo de design holandês Droog, por 85.100 dirhans --uma das poucas obras do grupo fora de um museu tradicional.

20h - Vistas tailandesas
O cenário de restaurantes da cidade gira em torno dos hotéis (talvez por serem os únicos lugares que servem bebidas alcoólicas), e o local mais badalado atualmente é o Thiptara Royal Thai, no The Palace, um novo hotel Sofitel (Old Town; 971-4-428-7888; www.sofitel.com). Thiptara é tão notável por seus pratos tailandeses condimentados quanto por sua localização --a alguns passos daquele que em breve será o prédio mais alto do mundo: o Burj Dubai (a construção deverá ser concluída em breve, eles juram!). O restaurante conta com ricos ornamentos em madeira, vistas do lago e pratos maravilhosos, como salada de mamão verde picante (80 dirhans) e o frango frito com caju, cogumelos e abacaxi (120 dirhans). Depois, tome seu drinque pós-jantar na piscina ao ar livre do hotel para ver como se parece um prédio de 610 metros visto de baixo para cima.

Meia-noite - Clube underground
O mais próximo de "cultura local" em Dubai está na vida noturna. Vá ao Club Submarine no Dhow Palace Hotel (Bur Dubai; 971-4-359-9992; www.dhowpalacedubai.com). Como o nome sugere, há um tema náutico, pontuado por paredes curvas e vigias com vista para nada. Independentemente de você vir para curtir a banda da casa (chamada Samba), o estilo techno de um DJ local ou para uma das noites em que decidem abrir o teto retrátil, o Submarine sempre estará cheio. Se prepare para uma noite de bebida, dança e contato com estranhos e outras indulgências puníveis com prisão a poucas centenas de quilômetros de distância, na Arábia Saudita. Quando chegar a hora de partir, siga os descolados até o Zataar W Zeit (Sheikh Zayed Road; 971-4-343-1259) para um queijo derretido e uma bebida de iogurte resfriado (31 dirhans).



Domingo


Daryl Visscher/NYT
O Els Club, em Dubai, tem um impressionante campo de golfe

Leve na esportiva
O Els Club é o que você tem quando junta 7.500 jardas de gramado verde suave, um golfista campeão insistente e possivelmente o maior banco de areia do mundo. Previsto para abrir em breve para não-membros, o campo de 18 buracos (www.elsclubdubai.com) foi projetado por Ernie Els como um compêndio de seus elementos favoritos de todas as partes do mundo. O preço para não-membros será de 695 dirhans. Mesmo se você não souber diferenciar os tacos, vale a pena fazer uma visita. O clube fica no meio da Dubai Sports City (971-4-425-1111; www.dubaisportscity.ae), uma verdadeira Nações Unidas dos esportes, com 4,5 milhões de metros quadrados. Atualmente estão em construção quatro estádios (incluindo para críquete e hóquei de grama), uma academia de tênis, uma pista de atletismo, uma escola do futebol do Manchester United, um ginásio, milhares de residências particulares e --a menos que você tenha esquecido onde está-- um shopping center esportivo.

Informações básicas
Alguns viajantes com carimbos israelenses em seus passaportes relataram dificuldades para entrar, mas Dubai não conta com proibição oficial de turistas que também tenham estado em Israel, como acontece em alguns outros países do Oriente Médio, como a Síria e a Líbia.

Esta é a cidade que reivindicou como seu o primeiro hotel sete estrelas do mundo, então se prepare para gastar. O Park Hyatt Dubai (Dubai Creek Golf and Yacht Club; 971-4-602-1234; www.dubai.park.hyatt.com) fica na área mais tranqüila de Deira e conta com belas vistas da cidade. Ele possui um ótimo spa próprio e um relaxante bar ao ar livre com vista para o porto. Diárias a partir de 1.750 dirhans, cerca de US$ 467 com o dólar cotado a 3,75 dirhans.

Se desejar uma maior proximidade da ação, o novo Raffles em Wafi City (Sheikh Rashid Road; 971-4-324-8888; www.dubai.raffles.com) é uma boa aposta. As áreas comuns são vastas e intimidam, mas os quartos são espaçosos e confortáveis. Diárias a partir de 1.750 dirhans.

O XVA Gallery, com oito quartos no bairro artístico Bastakiya (971-4-353-5383; www.xvagallery.com) e que lembra uma feira ao ar livre do Norte da África, pode ser o único hotel butique de Dubai. Diárias a partir de 500 dirhans.

Tradução: George El Khouri Andolfato

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo