Brasil Melhor - Impressões do sexto dia

Por Fabio Cunha

Participante da expedição

  • Anderson Estavski (Poio)

Dando continuidade à 2ª Expedição Brasil Melhor, saímos ao raiar do sol da Chapada dos Guimarães rumo a Rio Verde. Pegamos um caminho alternativo passando por vilarejos de difícil acesso como Pirizal e Manduvi. Fizemos esse trecho como alternativa para o trecho original que previa balsa por Porto Jofre e 500 km a menos.

Pelo meio do Pantanal matogrossense assistimos ao abandono dos brasileiros moradores do interior do país. Pequenos vilarejos com casas de adobe, um tipo de tijolo feito de barro batido e folha seca, predominam na região. Uma técnica vista em toda a América Latina que proporciona grande conforto térmico dentro das habitações.

A Expedição Brasil Melhor mudou a forma de atuação de sua ação social e agiu em duas frentes. Uma se dirigiu por estrada e fez doações em Rio Verde à tarde, e outra encheu os carros com mantimentos que foram distribuidos pelos aventureiros nas cidades encrustadas na árida região, recortadas por estradas de areia fofa.

Nesses caminhos conhecemos a parte menos visitada do Pantanal, a área pertencente ao Estado do Mato Grosso. O diretor de prova Luiz Anchieta, arquiteto, que fez o levantamento do trecho comentou: "É incrível a constante mudança nas paisagens, a cada quilômetro, parece que estamos em outro Estado do Brasil".

Sorte nossa que tivemos um início de dia lindo e entramos relaxados na BR-364, estrada federal que liga Cuiabá a Rondonópolis e tem trânsito insano. Caminhões aos milhares, com excesso de peso, fazem manobras arriscadas. Sem um bom alfalto, sem sinalização e fiscalização mostram o porquê da carência da população que vive nessas afastadas regiões. A falta de infra-estrutura transparece a cada quilômetro.

Chegamos a Rio Verde já bem tarde para o jantar com uma calorosa recepção na praça principal, saudados por uma queima de fogos e quase três mil pessoas, beneficiadas pela ação social ocorrida à tarde. A recepção dos moradores e o encontro com o prefeito revitalizaram os exploradores, que logo se recolheram para mais uma saída bem cedo rumo ao coração do pantanal, em busca de novas paisagens e dos animais exóticos habitantes da área.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos