Viagem

Saiba como votar no site oficial das sete novas maravilhas

Da Redação

06/07/2007 15h54

O interessado em participar da eleição da Fundação "New 7 Wonders of the World" (Novas Sete Maravilhas do Mundo) precisa acessar o site oficial do concurso e clicar em sete das 20 opções disponíveis. Não é possível votar na 21ª candidata, as pirâmides de Gizé, considerada pela organização "maravilha honorária", porque já fazia parte das sete maravilhas do Mundo Antigo.

Além de votar pelo site oficial, há as opções de votar por telefone e por mensagem de texto pelo celular. Todas as opções são pagas, segundo o regulamento oficial.

As sete novas maravilhas do mundo, posto ao qual o Cristo Redentor concorre com outras 19 localidades, serão anunciadas no sábado, às 19h30 (horário de Lisboa), em um processo que mobilizou mais de 70 milhões de pessoas. A contagem de votos definitiva começa às 21h desta sexta-feira (horário de Brasília).

A Fundação New Seven Wonders divulgou no dia 7 de junho deste ano a lista dos dez mais votados, que incluem, por ordem alfabética, a Acrópole, Chichen Itzá, o Coliseu, o Cristo Redentor, as Estátuas da Ilha de Páscoa, a Grande Muralha da China, Machu Picchu, a cidade de Petra (Jordânia), o Taj Mahal e a Torre Eiffel.

A cerimônia será apresentada por sete personalidades do mundo do cinema, da política e do esporte, como o astronauta Neil Armstrong, primeiro homem a pisar na Lua, e o jogador português Cristiano Ronaldo, além dos atores Hilary Swank e Ben Kingsley.

Polêmica

As 21 localidades foram selecionadas em janeiro de 2006 entre 77 sítios por um júri integrado por arquitetos famosos e pelo ex-diretor-geral da Unesco Federico Mayor.

A campanha para designar as sete maravilhas do mundo moderno foi organizada pelo viajante e cineasta suíço Bernard Weber, que disse ter sido motivado a defender a preservação do patrimônio histórico após a destruição dos Budas gigantes de Bamiyan pelos talibãs, em 2001.

Em junho, a Unesco tratou de se desvincular da campanha para escolher novas sete maravilhas.

"Diante do risco de que se produza uma confusão prejudicial, a Unesco deseja reafirmar que não existe qualquer relação entre o programa dedicado a proteger o patrimônio mundial e a atual campanha relativa às 'Sete Novas Maravilhas do Mundo'", declarou a agência em comunicado, enfatizando que, "apesar de ter sido convidada a apoiar essa iniciativa em reiteradas ocasiões desde seu lançamento, a Unesco decidiu não colaborar com o sr. Weber neste projeto".

Esta iniciativa, que quer recriar a popularidade das Sete Maravilhas da Antiguidade, também tem seus detratores.

"Esta campanha não é nem democrática nem científica", denunciou Nicole Bolomey, uma especialista da Unesco que trabalha na Índia.

Segundo ela, a atenção se centrou em um pequeno número de monumentos já muito célebres, o que desviou a atenção de locais que estão em perigo, o que é uma atitude oposta ao que serve de guia para Unesco definir o patrimônio da humanidade.

"O Taj Mahal não corre o perigo de ser derrubado amanhã, enquanto muitos locais na Índia estão em perigo", explicou.

Em maio, a Academia Chinesa da Grande Muralha pediu aos chineses que votassem em massa pelo monumento nacional. No Brasil, a campanha em favor do Cristo Redentor é intensa e ocupa amplo espaço nos meios de comunicação.

Já no Camboja, as pessoas ligadas ao meio cultural duvidam que os templos de Angkor estejam entre os vencedores. Poucos cambojanos têm acesso a internet e mesmo que todo o povo cambojano votasse, isto não seria suficiente, afirma.

O diretor do departamento de antigüidades egípcias, Zahi Hawass, qualificou o concurso de "operação publicitária". As pirâmides egípcias de Gizé - a única das maravilhas antigas que resistiu ao tempo - foram declaradas "fora de concurso" --já haviam sido nomeadas "maravilha do mundo de forma honorária" pelos organizadores.

Veja a lista dos 21 monumentos pré-selecionados:

1. Acrópoles, em Atenas, na Grécia

2. Alhambra, em Granada, na Espanha

3. Templo de Angkor, no Camboja

4. Ruínas de Chichen Itza, em Yucatán, no México

5. Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, Brasil

6. Coliseu, em Roma

7. Moais da ilha de Páscoa, no Chile

8. Torre Eiffel, em Paris, na França

9. Grande Muralha da China

10. Igreja de Santa Sophia, em Istambul, na Turquia

11. Templo de Kyomizu, em Kyoto, no Japão

12. Kremlin, em Moscou, na Rússia

13. Ruínas de Machu Picchu, em Cuzco, no Peru

14. Castelo de Neuschwanstein, em Füssen, na Alemanha

15. Ruínas de Petra, na Jordânia

16. Pirâmides de Gizé, no Egito

17. Estátua da Liberdade, em Nova York, nos EUA

18. Stonehenge, em Amesbury, na Inglaterra

19. Ópera de Sydney, na Austrália

20. Taj Mahal, em Agra, na Índia

21. Timbuktu, em Mali

Com informações da AFP, Reuters e EFE
Mais
Unesco critica concurso das 'Novas Sete Maravilhas'
Quais devem ser as sete "novas" maravilhas do mundo?

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo