Viagem

Idoso viajando sozinho? Agências para terceira idade têm pacotes especiais

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

28/11/2016 20h33

Viajantes com mais de 60 anos são um importante público para o turismo. Prova disso é que, em setembro deste ano, o Ministério do Turismo lançou uma cartilha com informações e orientações para melhorar as experiências de viagem dos idosos. O guia é voltado aos profissionais e empreendimentos do setor, que precisam estar preparados para receber bem essas pessoas.

Já existem, inclusive, agências especializadas em viagens para a terceira idade. O UOL entrevistou representantes de duas delas: Maurício Pastore, diretor da Pastore Turismo, e Bruno Meirelles Grinberg, sócio da Bonami.

De acordo com eles, há muitos casais de idosos que viajam, mas a maioria dos passageiros que compõe as excursões vai sozinha. "Desses, 90% são mulheres. Muitas são viúvas, mas há também as casadas que viajam sozinhas porque o marido não gosta de sair", diz Pastore. Fazer a viagem em uma excursão é uma oportunidade para conhecer outras pessoas com perfil semelhante e fazer amizades que, muitas vezes, são mantidas após o desembarque.

Conheça, a seguir, os diferenciais que os pacotes voltados a idosos oferecem.

  • Guias têm treinamento especial

    Pessoas acima de 60 anos não são crianças, por isso, não devem receber tratamento infantilizado. O guia turístico que vai acompanhá-las precisa saber disso e também ter outras qualidades, como paciência, bom humor, saber ouvir e conversar.

    No dia a dia, é ele quem vai levar os passageiros a locais acessíveis a todos: atrações turísticas em que os idosos consigam chegar sem muito esforço físico, restaurantes com rampas e banheiros com barras horizontais de apoio. Ele também vai garantir que os idosos não andem demais e que o ônibus faça mais paradas, para que todos possam se movimentar de tempos em tempos.

  • Nem sempre é uma viagem mais barata

    A vantagem do idoso aposentado é que ele pode viajar em qualquer época do ano, o que significa conhecer locais na baixa temporada, quando os preços são menores. Também consegue hospedar-se em hotéis durante a semana, com diárias mais baratas.

    Por outro lado, muitas vezes os pacotes de agências exclusivas para esse público saem mais caros, por conta do acompanhamento em tempo integral dos profissionais. As empresas costumam disponibilizar monitores para cuidar dos passageiros 24 horas. É também uma viagem mais lenta, que inclui menos atrações por dia, o que faz com que sejam necessários mais dias para conhecer os locais.

  • É possível contratar acompanhante de viagem

    As agências disponibilizam monitores de viagem, que estarão com o grupo o tempo todo e poderão ser acessados em caso de necessidade, em qualquer horário. Porém, pessoas que precisam de acompanhamento exclusivo, seja por conta de mobilidade ou para cuidar da alimentação e medicações, terão que contratar um profissional à parte. "Nós indicamos, mas é o passageiro quem arca com o custo da diária do acompanhante, além do valor integral do pacote de viagem do profissional", diz Pastore.

  • Seguro saúde é imprescindível

    Para destinos fora do Brasil, é fundamental que o idoso contrate um seguro saúde. Isso porque as agências não estão preparadas para lidar com problemas graves dos passageiros. "A conduta sempre é levar o idoso até um local onde ele possa ser atendido adequadamente", diz Bruno Meirelles Grinberg. Se necessário, a empresa pode conduzir o idoso até um médico particular, pagar pelo atendimento e, depois, pedir o reembolso para o seguro.

  • Detalhe por detalhe

    Para evitar problemas ou confusões no trajeto até um ponto de encontro, as agências podem buscar o passageiro na porta de casa e devolvê-lo no mesmo endereço. Também é comum que elas elaborem uma ficha para cada cliente, com todos os detalhes sobre a saúde, nome e contato dos médicos, tipo de alimentação, além dos telefones de familiares ou amigos próximos.

    Todo o roteiro será elaborado pensando nas condições físicas do grupo, para que ninguém seja excluído de um passeio. Elas também chegam a desaconselhar o idoso a visitar um determinado destino, se perceberem que ele não o aproveitará integralmente. Da mesma forma, cabe às empresas cuidar do check-in e check-out dos passageiros, auxiliar na documentação e até carregar as malas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo