Viagem

Frango ou massa? Veja o que é servido na 1ª classe e executiva dos aviões

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL Viagem

19/06/2017 07h07

Comer na classe econômica de grande parte das companhias aéreas está longe de ser uma atividade prazerosa: além do aperto entre os assentos, onde mal se pode levantar os braços sem esbarrar no passageiro vizinho, as receitas mais lembram comida congelada que acaba de sair de um micro-ondas do que pratos feitos com esmero.

Porém, para as pessoas que pagam pequenas fortunas para viajar na primeira classe ou na classe executiva dos aviões, a realidade é outra: lá, são servidas refeições dignas de restaurantes estrelados no guia Michelin, com direito a lagostas, caviar e muito mais.

Abaixo, veja alguns dos pratos refinados servidos nos espaços mais luxuosos dos aviões de sete grandes empresas aéreas do mundo (e prepare-se para ficar com fome).

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    KLM

    Nos voos na classe executiva da companhia KLM entre o Brasil e Amsterdã, os passageiros têm a chance de provar receitas de um dos mais famosos chefs brasileiros da atualidade: Rodrigo Oliveira, que comanda os restaurantes de comida nordestina Mocotó, com origem na zona norte de São Paulo.

    Os pratos de Rodrigo são extremamente sofisticados, mas nunca perdem o toque de informalidade que costuma marcar a culinária do Nordeste. Na executiva da KLM, ele é responsável por combinações como nhoque de aipim, molho de tomate e queijo curado (na foto); gratinado de mandioca com carne seca, abóbora em cubos assadas, brócolis e tomate cereja; e peixe chapeado com arroz de coco, purê de abóbora e castanha de caju.

    Na sobremesa, os viajantes podem curtir um pudim de chocolate, calda de laranja e nibs de cacau e, no café da manhã, chega às suas mesas um suculento pedaço de bolo de mandioca com banana cozida e melaço de cana.

    Uma viagem de ida e volta entre Guarulhos e Amsterdã na executiva da KLM pode custar mais de R$ 10 mil.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Delta

    A classe mais luxuosa das aeronaves da Delta Air Lines que operam entre o Brasil e os Estados Unidos é chamada de ?Delta One?. Neste espaço, também disponível em voos da empresa por outros lugares do mundo, os passageiros têm à sua disposição um menu que mistura receitas sofisticadas.

    A comida é servida em louças do designer italiano Alessi e os vinhos (que incluem o tinto espanhol Faustino V Rioja Reserva e o branco francês Baron du Puget Côtes de Provence, são selecionados pela renomada sommelier Andrea Robinson. Outras bebidas alcoólicas incluem o refinado uísque Jack Daniel's Single Barrel Select e cervejas artesanais norte-americanas.

    Entre as receitas que costumam ser servidas na Delta One estão filé grelhado de carne servido com molho demi glace, purê de batatas wasabi e ervilhas; massa strozzapreti com berinjela e molho de tomate cereja; e prato frio de filé mignon, tomates recheados com mousse de ovos e salada de jicama. Pratos com graúdos pedaços de salmão (como visto à esquerda na foto) também entram periodicamente no cardápio.

    Uma passagem de ida e volta na Delta One entre Guarulhos e o aeroporto que serve Atlanta, nos Estados Unidos, pode custar cerca de R$ 20 mil.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Cathay Pacific

    A Cathay Pacific é, sem dúvida, uma das melhores companhias aéreas da Ásia, e sua primeira classe oferece refeições dignas de restaurantes de altíssima gastronomia. No espaço, os passageiros podem pedir suas refeições a qualquer momento do voo e, no menu, um dos aperitivos mais sofisticados costuma ser caviar acompanhado com champanhe.

    Como prato principal há opções como salada com carne de pato servida com raspas de trufas negras, camarões graúdos temperados com manteiga e limão, além de um suculento bife angus acompanhado por batatas assadas e molho de vinho tinto. Diferentes tipos de queijos franceses mantêm os hóspedes satisfeitos entre uma refeição e outra, assim como várias opções de vinho, champanhe, uísque e conhaque.

    A Cathay não opera voos desde o Brasil. Mas, se você quiser fazer um voo com a empresa por outro lugar do mundo, saiba que o preço pode ficar salgado. Uma viagem de ida e volta na primeira classe da companhia entre Frankfurt e Hong Kong, por exemplo, custa mais de R$ 20 mil.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Emirates

    A companhia aérea Emirates tem uma das primeiras classes mais luxuosas e caras do mundo - e as refeições servidas neste espaço são extremamente refinadas. Na rota entre Dubai e São Paulo, os passageiros podem abrir o apetite com um spritzer de maçã (suco de maçã e soda, guarnecido com hortelã) ou com uma dose do caríssimo uísque Chivas Regal Royal Salute, de 21 anos e lançado para comemorar a coroação da rainha Elizabeth 2ª. Queijo chancliche costuma acompanhar.

    Caviar é também servido como antepasto e, entre as receitas posteriores, há opções de medalhões de lagosta com ervas, camarão com alho e coentro e ravioli com queijo de cabra. Um macio bife temperado com óleo de gergelim e aspargos grelhados (na foto) faz parte do menu deste mês de junho (o cardápio da empresa costuma alternar receitas no decorrer do ano). Outros seis tipos de queijos (como o alemão cambozola grand noir e o francês merlemont) estão à disposição dos viajantes, assim como vinhos finos.

    Uma passagem de ida e volta na primeira classe da Emirates entre São Paulo e Dubai chega a custar, atualmente, mais de R$ 60 mil.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Alitalia

    A companhia aérea italiana Alitalia tem uma classe executiva com algumas das melhores refeições do mercado da aviação (a empresa já ganhou alguns prêmios de ?Melhor Culinária de Companhia Aérea? dados pela publicação Global Traveler). A cada mês, o cardápio deste espaço se dedica a uma região específica do país da bota, com comidas que sempre são harmonizadas com vinhos e espumantes de renome escolhidos por um sommelier contratado pela empresa.

    Neste mês de junho, por exemplo, os passageiros da executiva da Alitalia têm à sua disposição um menu de comidas com receitas da região do Piemonte, no noroeste italiano (e onde fica a cidade de Turim). Destacam-se aí o ?Agnolotti del Plin al ragù di carne bianca? (uma massa parecida com o ravioli com molho de carne branca e que é acompanhada por vinho Villa M Barbera d'Asti) e lombo de cordeiro envolto em crosta de avelã (servido com o finíssimo vinho tinto Niccolò V Colli di Luni Rosso Doc). Queijos finos e espumantes da marca Ferrari são servidos entre um prato e outro, e doces com frutas frescas vêm como sobremesa (na foto).

    Na Alitalia, uma passagem de ida e volta na classe executiva entre São Paulo e Roma chega a custar mais de R$ 10 mil.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Air France

    Ao embarcar na ?La Prémiere? (como é chamada a primeira classe da Air France), espere encontrar toda a sofisticação da culinária francesa a bordo. Os pratos deste luxuoso espaço são elaborados por profissionais estrelados pelo guia Michelin, sob a supervisão de Joël Robuchon, um dos mais renomados chefs do mundo.

    Na primeira classe das aeronaves que atualmente fazem rotas entre o Brasil e Paris, os viajantes podem provar receitas do chef Guy Martin, do restaurante parisiense de alta gastronomia Le Grand Véfour. Entre os principais destaques do menu estão pratos como bacalhau frito com tempero de pimentão, feijão fava e erva-doce e um suculento filé mignon frito disposto em uma fatia de abacate e berinjela, com suco de tomate. Também já fez parte do cardápio um confit de pato desfiado com entrada de lagosta assada (na foto).

    Já outras entradas incluem foie gras com raspas de limão, acompanhado de quenelle de tâmara ou lagosta em uma cama de coentro fresco, salada crocante, nozes pecan e raízes jovens de espinafre. A carta de vinhos, por sua vez, foi montada por Paolo Basso, nomeado o melhor sommelier do mundo em 2013 pela ASI (Associação Internacional de Sommeliers).

    Uma viagem de ida e volta entre São Paulo e Paris na ?La Prémiere? chega a custar quase R$ 30 mil.

  • Imagem: Divulgação
    Divulgação
    Imagem: Divulgação

    Ethiopian

    A Ethiopian Airlines opera um voo entre o aeroporto de Guarulhos e a cidade de Adis Abeba com uma das aeronaves mais confortáveis e modernas do mundo: o Boeing Dreamliner 787. Na classe executiva do jato, batizada de Cloud Nine, os passageiros têm a chance de provar o mais tradicional dos pratos etíopes, preparado sob a supervisão de renomados chefs do país africano.

    Trata-se da injera com wot, uma receita que mistura a injera (uma espécie de pão achatado feito com um grão etíope chamado ?teff?) e uma série de molhos e ensopados de sabor marcante (e às vezes extremamente apimentados). Entre eles há o ?tibs wot? (feito com carne vermelha e especiarias) e o ?doro wot? (preparado com frango e ingredientes como páprica e gengibre), tudo em estilo gourmetizado.

    O prato pode ser acompanhado pela deliciosa cerveja etíope Habesha e por vinhos finos. Receitas ocidentais, com carnes vermelhas nobres e peixes, também são servidos na Cloud Nine.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo