Viagem

Viajar com os sogros não precisa ser cilada: veja como fazer tudo dar certo

Getty Images
"Essa família é muito unida..." Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

05/08/2016 07h00

Longe da desagradável personalidade que o imaginário popular faz das sogras, viajar com o seu parceiro e os pais dele pode ser uma experiência divertida, além de ajudar a fortalecer os vínculos entre os familiares.

Para quem tem crianças, a possibilidade de deixá-las curtir mais os avós é um ganho extra. No entanto, a experiência também exige uma certa dose de preparação mental e de planejamento. É isso o que sugerimos a seguir.

Fontes: Gabriela Malzyner, psicanalista pelo Instituto Sedes Sapientiae; Gessimara Sciaca, psicanalista de crianças, adolescentes e adultos, e Carlos Pimentel, professor do curso de graduação em Psicologia da Universidade Federal da Paraíba.

  • Bom pra eles, melhor pra mim

    Se os seus sogros querem tudo do bom e do melhor, nem pense em levá-los a um lugar onde existam apenas pousadas rústicas ou campings. Melhor escolher resorts ou pensar em um cruzeiro. O estilo de viagem também deve ser considerado. Será que eles topariam um passeio em que é necessário ficar muitas horas dentro de um carro para o deslocamento? Antes de marcar algo, é bom conversarem bastante sobre tudo isso.

  • Quartos separados, sempre!

    Ainda que a turma toda alugue uma casa, procure por aquelas que tenham quartos e banheiros privativos. Se dividir pode ser complicado até para cônjuges, quem dirá para parentes que têm menos intimidade entre si. Já imaginou você se estressar porque eles demoram muito no banho ou eles reclamarem por você ter deixado cabelos na pia? Melhor evitar.

  • Todo mundo está feliz?

    Há uma regra que funciona muito bem para relacionamentos próximos em geral: se o outro está bem, você também está. Funciona assim: eles adoram comer? Deixe que escolham o restaurante do almoço ou jantar. Há um local que eles fazem questão de visitar? Coloque na programação. E não se esqueça de tirar muitas fotos com os seus sogros, para não ser cobrado por isso mais tarde. Lembre que você ainda fará muitas outras viagens sem eles e poderá decidir tudo, sem intervenções.

  • Nada de grude

    Você não precisa agir como o cuidador dos seus sogros - pode e deve deixá-los sozinhos em alguns momentos. Se tiver filhos, dá para contar com eles para conseguir um jantar a sós com o par ou até para encarar uma balada adulta. Você pode, inclusive, sair sem o parceiro. Seus sogros vão adorar passar um tempo sozinhos com o próprio filho ou filha.

  • Abuse da gentileza

    Por outro lado, se a sogra se oferecer para passar um tempo com as crianças, deixe que faça as coisas do jeito dela. Não queira dizer exatamente o que devem comer ou a que horas precisam ir dormir, por exemplo. Já se o sogro resolveu comandar o fogão e o resultado não foi tão bom, coma sem reclamar. Não é momento de ser crítico.

  • Relaxe!

    Tenha em mente algo importante: é só por alguns dias, não para sempre. Se possível, tire proveito disso. A sogra é controladora? Deixe ela encarregada das compras e do cardápio do dia. O sogro adora pilotar a churrasqueira? Ótimo, se ofereça para ajudar no que for necessário, mas deixe que ele faça como quiser. Já se eles têm mania de limpeza enquanto você não se importa de dormir com a pia cheia de louça, esforce-se para deixar a cozinha em ordem após a refeição.

  • Divida as contas

    Dessa forma, não haverá mal-estar e nem sentimentos do tipo "vou fazer isso, mesmo sem querer, porque eles estão bancando a viagem". Pagar algo para eles ou receber um jantar de graça é algo completamente viável, assim como deixar que eles financiem um passeio diferente para as crianças. Contudo, no geral, melhor que cada um cuide de suas contas. Acredite: esse simples cuidado colabora para deixar a família unida e não o contrário.

  • Aguente firme

    Até com um grande amor, a convivência intensa pode ser difícil. Por isso, prepare-se para engolir alguns sapos e treine o "pense antes de falar". Você não vai mudar seus sogros em uma viagem e, certamente, haverá situações irritantes. Releve. Se perceber que está prestes a dizer ou a fazer algo de que vá se arrepender depois, saia para dar uma volta, esfrie a cabeça e retorne apenas quando conseguir se controlar.

  • Não encare como férias

    Prefira chamar de viagem com a família. Assim, fica mais fácil preparar a mente para a experiência. O passeio pode até ser encarado como um aquecimento para as férias de verdade, mas não mais do que isso. Nada substitui aquela viagem que você vai desfrutar de forma mais relaxada, sem precisar se preocupar em como agir ou com o que dizer.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Viagem

Topo