Thinkstock
Fachada do Palácio Legislativo de Montevidéu, no Uruguai Thinkstock

Cidade plana, Montevidéu é um convite à caminhada

A cidade de Montevidéu é um convite às caminhadas. As largas avenidas permitem uma visão ampla da paisagem urbana e garantem o recuo necessário para apreciar a arquitetura local, que mescla edifícios históricos muito bem conservados (alguns datados do século 18) com exemplares de linhas bem contemporâneas, caso da Torre das Comunicações.

O clima ameno da capital mais meridional do continente — a temperatura média no Uruguai é de 17º — e o fato de ser praticamente plana, faz com que, mesmo no verão, percorrer a cidade a pé seja uma boa alternativa para conhecê-la a fundo. Entre os bairros centrais, vários possuem ruas "peatonales", nas quais é proibido o trânsito de carros.

Nos acessos à avenida 18 de Julho, os plátanos fazem das vias verdadeiros túneis verdes. E nesta região é possível topar em alguma esquina com um show de tango ao ar livre.

Para quem quiser entrar no clima local, a dica é comprar um conjunto para tomar chimarrão - cuia, bomba, garrafa térmica e erva - e aderir ao costume nativo de matear enquanto se caminha pela Rambla, o calçadão com mais de 20 km à beira do Rio da Prata, que banha esta capital.

No centro, inclusive à noite, se percebe um movimento grande de pedestres pelas principais avenidas, saindo de cinemas e teatros e em busca de cafés e bares para esticar a conversa ou o namoro.

Caminhar, aliás, é bom também para gastar calorias, porque, em Montevidéu, é difícil não ingeri-las em quantidades muito maiores do que o recomendado. Os rebanhos de raças europeias garantem carnes marmorizadas, muito macias, no almoço e no jantar. Nas vitrines das confeitarias, tortas, bombas, medialunas e muito doce de leite são um convite para um café. E mesmo em quiosques nas ruas pode-se saborear um legítimo “churros”, uma massinha frita coberta com açúcar cristal.

Mas, preguiçosos não precisam se preocupar. Andar de táxi também é uma ótima opção já que na capital do Uruguai as corridas são baratas e os motoristas, em geral, honestos. A frota de ônibus, apesar de velha, se divide em linhas e rotas que permitem ao turista paciente passear por toda a orla e pelos bairros centrais a um preço ainda mais módico. É possível comprar uma passagem por 18 pesos ou então, pagar o passe de duas horas, que dá direito a utilizar livremente o sistema de transporte coletivo durante este tempo por 25 pesos.

Guias e roteiros

Atrações em destaque

Dicas de quem já foi

Cursos Online
UOL Cursos Online

Calendário de eventos

Semana Crioula

Equivalente à semana santa no Brasil.

jan

Carnaval

Dura 40 dias.

UOL Cursos Online

Todos os cursos