Viagem

Roteiros culturais

Mais do que praias lindas: cruzeiro pelo Caribe pode ser aula de história

Denise de Almeida

Do UOL, no Caribe*

04/03/2016 23h00

Praias deslumbrantes e águas com muitos tons de azul encantam qualquer turista que visite o Caribe. Mas, entre os séculos 16 e 18, eram outros motivos que atraíam a atenção por ali. Como estava na rota dos navios que levariam ouro, prata e pedras preciosas do Novo Mundo para a Europa, rapidamente bandos de piratas tomaram a região.

Barbanegra, Francis Drake e Calico Jack - este último, o inventor da hoje conhecida bandeira pirata, com a caveira e duas espadas cruzadas - foram alguns dos mais famosos responsáveis por saquear embarcações e cidades, além de provocar mortes e batalhas sangrentas.

Muitas muralhas e fortalezas construídas para proteger as riquezas contra os bandidos dos mares ainda estão lá, como herança deste passado de conflitos. Conhecer esses verdadeiros tesouros arquitetônicos é como assistir a uma boa aula de história - com a vantagem de ter paisagens incríveis a sua volta. Para visitar vários destes cenários, uma boa opção é fazer um cruzeiro que percorra destinos caribenhos. Assim, em uma semana você consegue conhecer atrações de até cinco países diferentes, por exemplo, seguindo uma programação pelo chamado Caribe Sul

Denise de Almeida/UOL
O Castelo San Felipe de Barajas protegia a cidade de Cartagena, na Colômbia Imagem: Denise de Almeida/UOL

Tesouros históricos em Cartagena
Em Cartagena das Índias, na Colômbia, visitar a cidade amuralhada é a primeira tarefa do turista. Finalizada em 1796, após quase dois séculos em construção, a muralha cerca o centro histórico por 11km, intercalando imponentes muros de pedra, fortalezas e baluartes. Essa região da cidade foi declarada Patrimônio da Humanidade, pela Unesco, em 1984.

Descoberta pelos espanhóis em 1533, Cartagena tem outra importante construção histórica que vale muito a visita: o castelo San Felipe de Barajas, maior construção militar feita pelos espanhóis nas Américas. A obra, erguida sobre o morro de San Lázaro, ficou pronta em 1657 e protegia a cidade de invasões. Era o único acesso que a cidade tinha pelo continente.

Nesse passeio, os turistas descobrem os truques que a fortaleza tinha para que os soldados pudessem ver os invasores antes de serem notados. Um dos segredos é uma escada estrategicamente inclinada e de teto baixo, além de corredores confusos, que mais parecem um labirinto. A vista panorâmica da cidade lá do alto compensa os degraus e ladeiras do caminho.

Denise de Almeida/UOL
Ruínas da mina de Bushiribana, em Aruba, que processava e escondia ouro Imagem: Denise de Almeida/UOL

Ouro escondido em Aruba
O pequeno país, que ostenta o slogan "Uma Ilha Feliz", tem mar verde-azulado e praias de areia grossa, formada pelo desgaste de corais. Graças a isso, a areia nunca fica quente demais: mesmo sob o forte sol, dá para pisar nela descalço, sem medo de ser feliz.

No norte de Aruba, onde o mar é mais bravo e tem ondas fortes, ficam as ruínas da mina de ouro Bushiribana, que processou o minério durante a corrida pelo ouro. Descoberto na ilha em 1824, o ouro e sua indústria produziram cerca de 1.500 toneladas, no período. Do lado de fora, Bushiribana aparenta ser um forte - e isso era uma estratégia para despistar os piratas que passavam por ali perto.

Próximo às ruínas, estão também algumas pontes naturais: falésias calcárias que foram esculpidas pela força das águas e do vento por milhares de anos. A mais famosa e maior delas, Natural Bridge, ruiu em 2005, mas seus restos ainda são atração. Pontes menores estão intactas e também valem a visita.

Denise de Almeida/UOL
Curaçao tem águas translúcidas e de cores deslumbrantes Imagem: Denise de Almeida/UOL

As praias mais lindas
A charmosa Curaçao tem pontes, casinhas coloridas e arquitetura que remetem a Amsterdã. Não por acaso, foram os holandeses os colonizadores do país (e também de Aruba). O idioma local, herança dos africanos trazidos como escravos séculos atrás, chama-se papiamento e soa um tanto familiar a quem fala português.

A herança dos tempos de piratas pode ser conferida no Forte Amsterdam, construído em 1635 em Punda, no lado leste da ilha. Era a mais importante fortaleza das oito que o país teve e hoje é Patrimônio Mundial da Unesco. Em um de seus muros está encravada uma bala de canhão atirada pelas tropas do Capitão Bligh.

As praias de Curaçao ocupam qualquer ranking de mais belas do Caribe. Suas águas translúcidas e de cores deslumbrantes definitivamente conquistam o coração dos viajantes que passam por ali. Entre eles, celebridades internacionais, que possuem imóveis ou hospedam-se por lá durante as férias. Guias de viagem locais garantiram à reportagem do UOL que Mark Anthony e Jennifer Lopez, quando casados, eram donos de uma mansão por lá.

Uma das mais famosas atrações de Curaçao é nadar e interagir com golfinhos no aquário local. A fábrica do famoso licor Curaçao Blue também tem visitas guiadas, onde é possível conhecer a história da bebida. Mas, se a parada do seu cruzeiro no país for de apenas poucas horas, pode ser mais interessante aproveitar o tempo apenas relaxando em qualquer uma das paradisíacas praias.

* A jornalista viajou a convite da Pullmantur 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Roteiros culturais

Topo