Viagem

Roteiros internacionais

7 atrações imperdíveis do parque aquático Volcano Bay, em Orlando

Thamires Andrade*

Do UOL

19/06/2017 04h00

Inaugurado no fim de maio, o parque aquático Volcano Bay, da Universal, nos Estados Unidos, chama atenção de quem passa pela rodovia Interstate 4, que cruza várias cidades da Flórida, dentre elas Orlando. Tudo por conta do vulcão Krakatau, com mais de 60 metros de altura, que fica localizado no centro do parque. É quase uma miragem ver um vulcão em meio a uma paisagem tão urbana.

Dale Mason, diretor de arte da Universal Creative, conta que o parque foi construído baseado na história do povo waturi que navegaram por muitos anos em suas canoas procurando por um lar. "A lenda dizia que eles só iriam encontrá-lo com a ajuda de um peixe dourado, chamado Kunuku. E eles procuraram por todo Pacífico. Visitaram todas as ilhas Polinésia, Bali e Taiti", afirma. Até encontrar o Volcano Bay. 

Thamires Andrade/UOL
Imagem: Thamires Andrade/UOL

Ao chegar no parque, o visitante recebe uma "taputapu", pulseira à prova d’água que serve para esperar virtualmente nas filas das atrações que quer experimentar, além de servir até como cartão de crédito na hora de pagar pela refeição, tudo para não precisar carregar bolsas para lá e para cá.

Para agendar seu horário na fila, é preciso ir até a frente da atração desejada, encostar o acessório no totem e ele dirá em quantos minutos você deverá retornar. Alguns minutos antes, a pulseira vibra e avisa que é hora de retornar para brincar.

O UOL conheceu o parque em primeira mão e selecionou as 7 atrações mais imperdíveis. Confira.

1) Ko’okiri Body Plonge
Divulgação
Imagem: Divulgação

Quase no topo do vulcão Krakatau, há três toboáguas, dentre eles o Ko’okiri Body Plonge, o brinquedo mais radical do parque. É uma queda vertical de quase 40 metros, passando por um tubo transparente que fica no meio do vulcão. Primeiro que para chegar lá no topo já é uma epopeia, quase 160 degraus, ou seja, no caminho a gente fica pensando se vai desistir ou encarar a descida.

Esse toboágua é um daqueles no qual é preciso entrar em uma cápsula com as pernas e braços cruzados, escutar a contagem regressiva e, então, o chão “some” dos seus pés.

Emocionante e rápida, a queda ao todo dura de seis a oito segundos. Mas ainda assim eletrizante. Como o tubo é transparente, fiz o maior esforço para manter os olhos abertos, mas é muita água no rosto e a primeira reação é fechá-los. Acho que é uma boa para quem não tem medo da aventura é ir para o Ko’okiri Body Plonge com óculos de natação, assim dá para acompanhar tudo.

2) Kala & Tai Nui Serpentine Body Slides

Divulgação
Imagem: Divulgação

Esses dois toboáguas também ficam no Krakatau e o funcionamento é bem parecido. A diferença do Kala & Tai Nui Serpentine Body Slides para o Ko’okiri Body Plonge é que eles têm mais curvas e o tempo de queda dura mais.

A cápsula do Kala fica de frente para o do Tai Nui e, por isso, muita gente aproveita para ir junto na brincadeira e acompanhar o "desespero" do outro na hora da queda. A diferença entre os toboáguas é que um é mais devagar e longo, enquanto o outro é mais rápido e termina antes.

O engraçado é que enquanto você espera a sua vez, só escuta os gritinhos coordenados de quem resolve ir na atração em duplas.

3) Krakatau Aqua Coaster
Octavian Cantilli/Divulgação
Imagem: Octavian Cantilli/Divulgação

Se você não tem coragem de ir nos toboáguas, mas ainda assim queria ficar pertinho do vulcão, a Krakatau Acqua Coaster é uma boa pedida. Ela é a primeira montanha-russa aquática e leva esse nome porque não é um simples tobogã. Uma tecnologia de indução faz com que a canoa suba e ganhe velocidade para nas quedas.

A atração é daquelas que diverte e dá um leve friozinho na barriga ao mesmo tempo, ótimo para quem não é muito fã de brinquedos radicais, mas prioriza a diversão. 

4) Waturi Beach
Octavian Cantilli/Divulgação
Imagem: Octavian Cantilli/Divulgação

Logo que você entra no parque dá de cara com essa praia artificial na frente do vulcão. Com areia branquinha, ela é a única piscina de ondas do Volcano Bay. Assim como em todas as atrações do parque, a água da piscina tem temperatura amena –média de 28ºC— e quem quiser nadar até mais perto do Krakatau poderá se deliciar em uma "cachoeira".

A praia também é repleta de cadeiras para relaxar e tomar sol. Enquanto as tradicionais podem ser usadas à vontade, as “premium seats” (assentos premium, em livre tradução do inglês) são pagas. O preço varia de acordo com a temporada, mas fica entre US$ 29,99 e US$ 69,99 (aproximadamente R$ 98,70 e R$ 230,34). Essas cadeiras especiais contam com dois assentos com uma cobertura removível, um armário acoplado, e ainda permite pedir comidas e bebidas direto para o garçom, sem sair do conforto.

5) Kopiko Wai Winding River
Divulgação
Imagem: Divulgação

Essa atração é outra para quem se apaixonou pelo Krakatau e quer ficar pertinho do vulcão mais uma vez. Esse rio relaxante que corta o parque, sem qualquer onda, é ideal para ficar boiando e o legal é que passa dentro do vulcão, como se você estivesse entrando em uma caverna.

Ainda que a atração não estivesse aberta na nossa visita, vários visitantes já postaram vídeos no YouTube mostrando o interior do vulcão.

Se você prefere velocidade, o parque também dispõe de um outro rio, o TeAwa The Fearless River, que é repleto de ondas radicais, mas não traz essa experiência de passar por dentro do Krakatau. 

6) Comidas e bebidas típicas do Pacífico
Divulgação
Imagem: Divulgação

Outra atração à parte é o cardápio disponível no Vulcano Bay. Ele foi desenvolvido pelo chef Steven Hayson e agrada todos os gostos. Desde os que querem se aventurar na culinária do pacífico, até os que preferem seguir com a pizza e o hambúrguer típico dos americanos. Além dos poke poke, os destaques são o sanduíche de carne de porco desfiado com manga (foto), tacos de carne, frango e camarão, pizza havaina, além de um sanduíche de quinoa e edamame.

De sobremesa, dá para apostar no Lava Cake, uma espécie de petit gateau, e no pudim de tapioca com goiabada.

Para beber o cardápio do Volcano Bay também é variado. Além de vários drinks especiais, como o Guavaruma, feito de rum, licor de maracujá, suco de goiaba e abacaxi, o parque também tem seu próprio chopp, o Volcano Blossom, que é pilsen e tem sabor frutado.

7) Cabanas
Willie J. Allen Jr./Divulgação
Imagem: Willie J. Allen Jr./Divulgação

Se você quer curtir o dia no parque da forma mais VIP que há, uma opção é alugar uma cabana, que cabe até seis pessoas. Assim, você terá uma série de benefícios, dentre eles: toalhas à vontade [no parque, o aluguel de toalhas custa US$ 4,56 por pessoa (aproximadamente R$ 15)], um concierge para atender suas solicitações, frigobar com duas garrafas de água por pessoa, ventilador, um menu diferenciado e ainda uma cesta de boas-vindas com alguns salgadinhos.

O preço para o luxo, no entanto, é um pouco salgadinho, mas varia de acordo com a temporada. A média é de US$ 199,99 e US$ 549,99 (aproximadamente R$ 658,37 e R$ 1.810,57).

* A jornalista viajou a convite da Universal Orlando

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Roteiros internacionais

Topo