Viagem

Roteiros culturais

Chocolate, bordel e vila-fantasma: Ilhéus tem passeio para todos os gostos

Denise de Almeida

Do UOL, em Ilhéus (BA)*

26/10/2016 23h43

Conhecida como cenário de "Gabriela, Cravo e Canela" e visitada por cruzeiros durante o verão, Ilhéus vai muito além das suas praias e das histórias de Jorge Amado. Maior produtora de cacau do País, a cidade viveu seu auge durante os anos 1920 e 1930, quando os coronéis do cacau enriqueceram com a exportação da principal matéria-prima do chocolate.

Mas, a partir dos anos 1980, as plantações foram afetadas por uma praga chamada vassoura-de-bruxa - o que acabou levando a produção à decadência. Depois de anos de pesquisas agrícolas, foram criados clones de cacau resistentes ao fungo, que hoje são enxertados em árvores afetadas e conseguem diminuir o estrago causado pela praga.

Algumas fazendas investiram em turismo rural e recebem visitantes, que podem ver de perto como funciona a lavoura cacaueira, conhecer as diferenças entre o cacau nativo e o clonado, provar a fruta e ouvir a história de como a vassoura-de-bruxa impactou a cidade.

Na Fazenda Yrerê, por exemplo, é Gerson Marques, o dono do lugar, quem recebe os turistas e conduz muitas das visitas. Durante a trilha até a plantação, ele vai mostrando os pormenores por entre a mata - detalhes que passariam despercebidos à maioria. Gerson abre, com seu facão, alguns cacaus na hora e você ainda pode provar a polpa da fruta, que tem sabor doce, mas em nada lembra o gosto do chocolate, já que o produto é feito com as sementes (ou amêndoas) do cacau.

Depois da caminhada na mata, a visita parte para a casa da fazenda, onde um suco refrescante de cacau aguarda os turistas. Com decoração colorida, graciosa e cheia de artesanato, o lugar tem cara de "lar da vovó" e é ideal para passar uma tarde curtindo o sossego em meio à natureza. 

Denise de Almeida/UOL
O Bataclan de Ilhéus tem restaurante e um pequeno museu Imagem: Denise de Almeida/UOL

Já no centro histórico de Ilhéus, uma das mais procuradas atrações é o Bataclan, antigo bordel comandado por Maria Machadão, retratado também em "Gabriela". Após anos de abandono, o lugar foi restaurado em 2004 e hoje é um centro cultural. A casa abriga um restaurante no térreo, com palco inspirado na antiga função do local, e um pequeno museu no segundo andar, com fotos antigas da cidade e a reprodução do quarto da famosa cafetina de Ilhéus.  

Ali pertinho estão pontos famosos de Ilhéus que valem uma rápida visita: a casa onde viveu Jorge Amado e que hoje é museu; o Bar Vesúvio, que também aparece em “Gabriela”, como o bar do “Seu Nacib”; e a Catedral de São Sebastião, principal igreja da cidade.

Vila-fantasma
É no distrito de Rio do Braço que mora a maior surpresa da região. Uma vila abandonada faz parecer que você acaba de desembarcar em um mundo pós-apocalíptico, como se fosse o único sobrevivente do fim do mundo. Casarões e uma igreja em ruínas lembram ao visitante que o declínio da economia cacaueira levou embora o dinheiro, os empregos e muitos moradores dali. 

Denise de Almeida/UOL
Ruínas do Distrito de Rio do Braço, em Ilhéus Imagem: Denise de Almeida/UOL

Prato cheio para os olhos e principalmente para quem se interessa por História, o vilarejo já foi cenário para a novela global “Renascer”, exibida em 1993. Hoje, funciona ali apenas um restaurante, chamado Estação Rio do Braço, que nasceu recentemente das ruínas da antiga estação de trem que era responsável por escoar a produção de cacau em seus tempos áureos. Comandado pelo empresário Lucas Kruschewsky, o local tem comida regional sem muita invencionice, decoração rústica, playground para crianças e um palco para animados shows de forró.

Não procure sinal de celular por ali. Aproveite para relaxar e viver por algumas horas admirando que a vida parece não ter pressa por lá.

SERVIÇO
Fazenda Yrerê
Quando: Recebe visitas diariamente, das 9h às 16h, mediante agendamento pelo telefone.
Quanto: R$ 30 a visita guiada (preço consultado em outubro de 2016).
Onde: Rodovia Ilhéus/Itabuna, km 11, Ilhéus-BA
Mais informações: (73) 3656-5054 e www.facebook.com/FazendaYrere

Bataclan
Quando: De segunda a sábado, das 10h às 17h. Está em reforma atualmente e reabrirá em 03/11/2016.
Onde: Av. 2 de Julho, 77, Centro, Ilhéus-BA
Mais informações: (73) 3633-4701 e 3084-3363 e www.bataclan.com.br

Restaurante Estação Rio do Braço
Quando: Sábados e domingos, das 11h às 18h
Onde: Rodovia Ilhéus/Uruçuca, km 25, Distrito de Rio do Braço, Ilhéus-BA
Mais informações: (73) 99926-6175 e 99924-5739 e www.facebook.com/estacaoriodobraco

* A jornalista viajou a convite do 8º Festival Internacional do Chocolate e Cacau da Bahia

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Roteiros culturais

Topo