Viagem

Roteiros em família

Vômito e sangue? Veja bastidores das Noites do Terror de parque em Orlando

Juliana Bianchi

Colaboração para o UOL, em Orlado (EUA)*

21/10/2016 22h54

Se você pensa que festa de Halloween nos Estados Unidos se resume a doces e traquinagens infantis é porque ainda não se aventurou nas noites temáticas dos parques de diversão de Orlando. No Universal Studios, por exemplo, a festa promete sustos por quase oito horas ininterruptas.

Chamada de “Horror Nights” (“Noites do Terror”, em português), ela começa quase 40 dias antes da noite das bruxas e é recomendada para maiores de 13 anos.

A grande novidade de 2016 é a casa que recria os cenários de "O Exorcista". O maior desafio para a Universal foi transportar as pessoas para dentro do filme de 1973, que virou referência em terror na cultura pop, com direito a ver, ouvir e até mesmo sentir o cheiro sugerido pelas cenas mais icônicas vivenciadas pela personagem Regan MacNeil.

"Transformamos a experiência da tela plana em algo em 360 graus, onde você sente os personagens andando próximos a você e até a Regan vomitando do seu lado”, conta Charles Gray, diretor criativo do evento.

Truques
Para ser realmente assustadora, a festa precisa de bastante realismo. Para isso são usados efeitos especiais da indústria do cinema, maquiagens e truques de cenários e com espelhos.

Na área dedicada ao “O Exorcista”, por exemplo, a fachada da casa foi reproduzida fielmente para que as pessoas se sintam entrando na trama em meio ao nevoeiro da noite. Bonecas idênticas à Regan e atores caracterizados se revezam sobre a cama para confundir visitantes.

Caixas de som estrategicamente posicionadas dão a ideia de outra pessoa caminhando a seu lado por corredores escuros, onde tubos de EVA pendentes do teto lembram corpos invisíveis esbarrando o tempo todo.

E, após ser atordoado com luzes piscantes enquanto a personagem principal levita e gira a cabeça 360 graus, uma combinação de respingos d'água, sons e aroma dão a sensação exata de que o vômito da garota possuída atingiu diretamente você.

Em outras áreas, delicados fios de algodão amarrados no teto fazem o papel de fantasmas vagando no escuro. Espelhos falsos, jogos de luz e sombra, passagens secretas, buracos nas paredes, telas perfuradas e projeções em 3D ajudam a pegar o visitante de surpresa e iludir o olhar. 

Divulgação
Imagem: Divulgação

Na casa que usa referências de diferentes temporadas da série “The Walking Dead”, por exemplo, espelhos estrategicamente posicionados replicam infinitamente a imagem de atores e bonecos caracterizados de zumbis, para dar a impressão de que uma multidão de mortos-vivos caminha em sua direção. Na mesma sala, o chão recoberto por um gel grudento e o aroma de terra molhada fazem a passagem do público parecer interminável e agoniante.

Em cada casa temática, grupos de cerca de 20 atores se revezam em mais de 30 papéis para assustar os visitantes de diferentes formas, dentro e fora das atrações. O que significa que, quando menos se espera, algum mascarado pode aparecer atrás de você com uma serra elétrica cenográfica, exalando gasolina e espirrando sangue falso.

"Pensamos as áreas para atender desde as expectativas de quem gosta mais de histórias sangrentas ou com toques de humor aos que preferem os fantasmas ou o terror meramente psicológico", diz Gray.

Entretanto, o nível do susto dependerá muito mais do grau de distração de cada pessoa dentro do parque do que dos atores em si. É que, uma vez identificado quem mais se assusta em cada grupo de visitantes, o elenco consegue se comunicar rapidamente para que essa pessoa seja a mais abordada até o fim do percurso, contagiando os demais com seu medo.

Mas a verdade é que não importa o quanto você conheça todos os truques e artimanhas usados pela equipe de criação. Você provavelmente vai morrer de medo quando a noite cair e vampiros, zumbis e fantasmas surgirem repentinamente no seu caminho. 

Juliana Bianchi/UOL
Imagem: Juliana Bianchi/UOL

Quer encarar a aventura? Veja algumas dicas para aproveitar as "Horror Nights" ao máximo:

1 - Apesar de começar muito antes do dia das bruxas, a festa não acontece todos os dias. Fique atento às datas da atração no site oficial: www.halloweenhorrornights.com

2 - Se a ideia é aproveitar as atrações do Universal Studios durante o dia e emendar na noite do terror, garanta a compra dos dois ingressos. Antes da festa noturna começar, todos os visitantes devem sair do parque para depois retornar.

3 - Ao contrário do que acontece no Halloween dos parques da Disney, a festa da Universal não aceita a entrada de visitantes fantasiados. Nem adianta tentar: é uma medida de segurança para que atores e público não sejam confundidos.

4 - Assim como acontece nas atrações mais disputadas durante o dia, a espera nas filas nas casas de terror pode passar de uma hora. Ter um “express pass”, tíquete que permite cortar as filas, ajuda a ganhar tempo.

5 - Não tenha vergonha de gritar e sair correndo. Afinal, tudo ali é feito exatamente para que isso aconteça. Só não vale revidar nos atores. Da mesma forma que eles são proibidos de tocar nos visitantes, diz a etiqueta local que uma barreira invisível também deve protegê-los.

6 - Tem uma casa temática de preferência? Programe-se para começar a noite por ela.

7 - Cansou? Sente num cantinho escuro e divirta-se vendo o susto dos outros. Segundo os diretores da Universal, muitas pessoas vão ao evento só para isso.

8 - Se estiver em grupo, marque um ponto para encontro caso alguém se separe da turma. Com a luz reduzida, nevoeiros e muitos motivos para sair correndo na direção oposta quando menos se espera, se perder é algo muito fácil.

* A jornalista viajou a convite do Universal Orlando Resort

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo