Roteiros para descansar

Destino surfista da Califórnia, Huntington Beach tem até praia para cão

Eduardo Vessoni

Do UOL, em Huntington Beach (Estados Unidos)*

Na cidade mais surfista da Califórnia, a vida segue sobre ondas e tem o surfe como inspiração. E nem precisa ter intimidade com o esporte para aproveitar um dos mais despretensiosos endereços do sul californiano, a cerca de 60km de Los Angeles.

Na Surf City, como ficou conhecida Huntington Beach, dá para pedalar em uma ciclovia que beira o Pacífico, visitar museu temático (de surfe, claro), observar baleias, ver um dos finais de tarde mais lindos da região e viver o mais relaxado way of life da costa oeste dos Estados Unidos.

O comércio fecha cedo: nas lojas da Pacific Coast Highway -- uma das estradas mais cenográficas dos Estados Unidos -- os atendentes parecem sempre de olho na próxima série de ondas e a gente nunca sabe quem está a trabalho ou a passeio. Por ali, todo mundo parece de férias.

Visit Huntington Beach's/Divulgação
Vista do píer que é ícone de Huntington Beach Imagem: Visit Huntington Beach's/Divulgação

A vida local gira (em ritmo lento, diga-se de passagem) em torno do Huntington Beach Pier, construção que avança oceano adentro por 500m -- um dos píeres mais longos do mundo. É nesse ícone que fica a Huntington City Beach, o pedaço de areia mais frequentado do destino, sede do US Open of Surfing e de festivais de verão com apresentações de surf music, aos domingos.

No total, são 16km ininterruptos de praia. Para quem quer surfar, há a Bolsa Chica Beach; para nadar ou aprender a se equilibrar sobre uma prancha, a Huntington State Beach; e tem até praia só para cachorros, a Dog Beach.

Para sentir cada uma delas no seu ritmo e na velocidade de Huntington Beach, alugue uma bicicleta e siga pela Ocean Strand, uma pista pavimentada que costeia o mar e avança em direção ao norte da cidade, onde a gente quase parece tocar o sol. Não é por acaso que o local foi eleito uma das 10 melhores trilhas costeiras dos Estados Unidos, segundo a Coastal Living Magazine.

Eduardo Vessoni/UOL
Ocean Strand, pista pavimentada de Huntington Beach, possui 16km de extensão Imagem: Eduardo Vessoni/UOL

Só o final de tarde na praia, ao redor de um dos mais de 500 anéis de fogo, exclusivos para fogueiras na areia, já vale a viagem até a cidade.

Românticos embarcam em gôndolas originais de Veneza para passeios privativos de até duas horas pelos canais de Huntington; enquanto amantes de compras se encontram no Pacific City, um centro comercial e gastronômico de 17 mil m², com bares e restaurantes com vistas para a Pacific Coast Highway.

A vida selvagem da região pode ser observada na vizinha Newport Beach, cidade a menos de 10 km de Huntington. A região é conhecida como um dos poucos lugares do mundo que abrigam baleias durante o ano inteiro, como a cinzenta (durante o inverno e primavera) e as espécies azul e comum (entre o verão e o outono).

Eduardo Vessoni/UOL
Passeio de barco pode ter muitas surpresas Imagem: Eduardo Vessoni/UOL

Durante a excursão de duas horas é possível ver também golfinhos, leões marinhos, baleias jubarte e até orcas.

Pioneirismo
Nos primeiros anos do século passado, os havaianos George Freeth, considerado o primeiro surfista dos Estados Unidos, e Duke Kahanamoku, o “pai do surfe moderno”, surfaram em Huntington Beach.

Desde então, a cidade nunca mais largou a prancha: viu a primeira ser esculpida à mão com madeira de sequoia, criou a primeira roupa de mergulho de borracha e abrigou o primeiro campeonato de surfe dos Estados Unidos, em 1959.

ATRAÇÕES IMPERDÍVEIS DE HUNTINGTON BEACH

Eduardo Vessoni/UOL
Museu reconta a história do surfe através de belo acervo Imagem: Eduardo Vessoni/UOL

International Surfing Museum: Inaugurado em 1987 por Natalie Kotsch, uma canadense que, até chegar em Huntington Beach, nunca tinha visto alguém surfar. É um pequeno museu que reconta a história do esporte com um acervo que possui pranchas de madeira, uma curiosa sala com amostras de areia de diversas praias do mundo (inclusive do Brasil), uma estátua em tamanho natural do Surfista Prateado (de “Quarteto Fántastico”), o busto e a prancha de madeira do “pai do surfe moderno” e, até, recentemente, a primeira guitarra elétrica de Dick Dale, o criador do surf rock. Entrada grátis. www.surfingmuseum.org

Hall da fama: Localizado em plena Pacific Coast Highway, a 30m do Huntington Beach Pier, essa espécie de calçada da fama dedicada ao surfe tem uma estátua de Duke Kahanamoku, rodeada por pegadas e mãos de lendas do esporte.

Surfing' Sundays: Entre junho e setembro, o gramado da Huntington City Beach abriga uma série de shows com músicos californianos que tocam clássicos e versões contemporâneas de surf music. A entrada é gratuita e as apresentações acontecem uma vez por mês, sempre aos domingos.

Big Board: Em junho de 2015, a cidade quebrou o recorde mundial com uma prancha de 12m de comprimento surfada por 66 pessoas ao mesmo tempo, durante 12 segundos. Atualmente, a prancha está em exposição no International Surfing Museum, no mesmo local onde Dick Dale, considerado o criador do surf rock, tocou guitarra.

Mais informações:
Turismo de Huntington Beach
www.surfcityusa.com

Site oficial do turismo da Califórnia
www.visitcalifornia.com

* O jornalista viajou a convite do Visit Califronia e do Visit Huntington Beach

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo