Viagem

Veja sugestões de passeios para curtir o friozinho de Campos do Jordão

Do UOL, em São Paulo

29/04/2016 20h13

Campos do Jordão (SP), que completou 142 anos nesta sexta-feira (29), está localizada no alto da Serra da Mantiqueira, a 1.700m de altitude, e acabou se tornando um destino certeiro para quem gosta de curtir o clima de inverno. No entanto, o município tem muito mais a oferecer do que pousadas e hotéis aconchegantes, além de bares e restaurantes requintados.

Por lá, é possível fazer desde passeios de bonde até conhecer uma cervejaria por dentro e ainda ver de perto o único museu de xilogravura brasileiro. Veja abaixo uma seleção de passeios para curtir a cidade.

Débora Costa e Silva/UOL
Imagem: Débora Costa e Silva/UOL

Parque Capivari
Fica localizado no ponto final da estrada de ferro, onde também está a estação do Teleférico. Tem como outras atrações um lago com pedalinhos, um parque de diversões, trenzinho da alegria e chalés que vendem malhas e produtos artesanais.

A entrada é franca e seu horário de funcionamento é das 9h ás 17h. Mais informações: www.efcj.sp.gov.br.

Reprodução/Youtube
Imagem: Reprodução/Youtube

Bonde Urbano
Um dos principais atrativos do chamado Circuito da Mantiqueira é a quase centenária Estrada de Ferro Campos do Jordão, cuja operação iniciou-se em 1914. Entre os vários roteiros disponíveis, o turista pode, por exemplo, tomar o Bonde Urbano no centro de Capivari, percorrendo a parte mais movimentada de Campos do Jordão.

De lá, a condução chega ao centro de Abernéssia, um dos bairros tradicionais da cidade, que é cheio de histórias para contar sobre o seu desenvolvimento. Depois, o bonde retorna ao Parque de Capivari, em tempo total de (ida e volta) de 30 minutos. Mais informações: www.efcj.sp.gov.br

Débora Costa e Silva/UOL
Imagem: Débora Costa e Silva/UOL

Morro do Elefante e teleférico
Com 1.800m de altitude, o local possui uma das mais belas vistas da região, sendo parada obrigatória para quem visita Campos do Jordão. Além do mirante, existe ali uma pequena feira com produtos locais, como toucas, luvas e malhas, bem como uma exposição sobre elefantes.

O acesso ao morro pode ser feito a pé, por estrada asfaltada ou via teleférico, uma outra atração local. Inaugurado em 1971, o equipamento possui 74 cadeiras, que ajudam o visitante a vencer a distância de 560m em apenas cinco minutos. Os ingressos podem ser adquiridos no local. Mais informações: www.efcj.sp.gov.br

Danielle Toste/Creative Commons
Imagem: Danielle Toste/Creative Commons

Ducha de Prata
Um dos pontos turísticos mais antigos da cidade, era onde, antigamente, banhavam-se os hóspedes da antiga e famosa Pensão Inglesa. Entre os atrativos locais, estão quedas d'água e barraquinhas com produtos artesanais e souvenires, além de restaurantes.

Em plataformas de madeira, os visitantes podem aproveitar um dia quente para se molhar em duchas e cascatas formadas pelo represamento das águas do Ribeirão das Perdizes. Onde: Av. Roberto Simonsen, Vila Inglesa. Entrada gratuita.

João Brito/Folhapress
Imagem: João Brito/Folhapress

Fábrica de Cerveja Baden Baden
Durante o passeio, o visitante pode degustar cervejas especiais, receber dicas sobre harmonização e conhecer os processos de produção artesanal da cerveja Baden Baden, além de ter dicas para a compra, armazenamento e consumo da bebida.

No local, há uma loja com produtos da marca, como tulipas, camisetas e a própria cerveja. As visitas deverão ser agendadas com antecedência pelo telefone (12) 3664-2004 ou e-mail para badenbadentour@brasilkirin.com.br, com nome e telefone para contato. Custa R$ 15 (preço consultado em abril de 2016). Mais informações: www.badenbaden.com.br.

Getty Images
Imagem: Getty Images

Chocolates Araucária
Se você curte um bom chocolatinho, ainda pode visitar essa loja de fábrica. Como o local é envidraçado, dá para observar boa parte da linha de produção. Em um pequeno espaço cultural, ainda dá conhecer a história do chocolate.

A visita é livre e gratuita - é necessário fazer o agendamento prévio apenas para grupos acima de 15 pessoas. Do resto, basta comparecer à loja de fábrica entre 10h e 18h. Mais informações: www.chocolatearaucaria.com.br

Eduardo Lazzarini/Folha Imagem
Imagem: Eduardo Lazzarini/Folha Imagem

Pedra do Baú
Localizada no alto da Serra da Mantiqueira, tem 1.950m de altitude e pode ser vista a partir de quase todos os pontos do município, embora esteja localizada na cidade vizinha de São Bento do Sapucaí. Bastante procurada pelos adeptos do trekking, voo livre e alpinismo, entre outros esportes, a pedra, na realidade, é um complexo formado pelas pedras do Bauzinho, Baú e Ana Chata.

As trilhas para alcançar seu topo duram cerca de duas horas, são difíceis e recomenda-se fazê-las acompanhadas por um guia. Seu acesso pode ser feito pelo km 17 da estrada para São Bento do Sapucaí. Mais informações: www.pedradobau.com.br.

Rancho Santo Antônio/Divulgação
Imagem: Rancho Santo Antônio/Divulgação

Rancho Santo Antônio
Fazenda tradicional de Campos do Jordão e área de proteção ambiental, o local tem como principal atração seus circuitos de arvorismo, que contam com diversos níveis de dificuldade.

Além disso, possui uma tirolesa de 800m, passeios a cavalo, trilhas de mountain bike e jogos de paintball em meio às araucárias, com trincheiras naturais e obstáculos. Mais informações: www.aventuranorancho.com.br

Divulgação
Imagem: Divulgação

Casa da Xilogravura
Se você prefere um passeio mais cultural e busca um pouco de arte e história, a dica é conhecer este museu. Idealizado por Antonio Costella, ele é o único no Brasil dedicado à história da xilogravura.

Conta com obras de Lasar Segall, Lívio Abramo, Oswaldo Goeldi (foto), Maria Bonomi e Regina Katz, entre outros. No local, ainda existe uma sala que mostra a evolução das técnicas gráficas da xilogravura, além de uma biblioteca e um belo jardim no fundo. Mais informações: (12) 3662-1832.

Divulgação/Amantikir
Imagem: Divulgação/Amantikir

Parque Amantikir
Aberto desde agosto de 2007, possui 680 espécies de plantas, divididas em 22 espaços, onde cada um mostra um jardim típico de algum canto do mundo. Do termo indígena que originou a palavra Mantiqueira, o nome do parque significa "Serra que Chora".

Além do visual exótico dos jardins, como o Labirinto de Grama (foto acima), o parque promove eventos culturais como aulas de jardinagem, Tai Chi Chuan, exposição e aulas de artes plásticas. Ingresso com desconto para grupos pré-agendados. Mais informações: www.parqueamantikir.com.br

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Viagem

Topo