menu
Topo

Viagem


Adriane Galisteu ensina a bater perna e pechinchar no mercado árabe de Jerusalém

Raisa Carlos de Andrade

Colaboração para o UOL, do Rio

2015-09-25T19:17:17

25/09/2015 19h17

O mercado árabe foi um dos passeios que mais chamou a atenção da apresentadora Adriane Galisteu quando ela conheceu Jerusalém, em Israel, no segundo semestre de 2014.

"Acho uma boa pedida tirar um dia inteiro para visitar o local com calma, dar uma garimpada. Lá tem muita coisa relacionada a comidas típicas, e eu ainda comprei uns lenços lindos!", conta.

Reprodução/Instagram
Adriane Galisteu indica os lugares que mais gostou de conhecer na Terra Santa. Imagem: Reprodução/Instagram

Em um país no qual as grifes ainda não entraram, Galisteu destaca os produtos locais que, mesmo após anos, ainda vão continuar repletos de memórias. No entanto, aconselha: “Como em qualquer feira, é interessante negociar valores, mesmo que precise da ajuda de um guia local”.

Desde que voltou de Israel, Adriane Galisteu sempre dispara os melhores adjetivos ao falar sobre o país que rompeu seus preconceitos. "Muitas vezes, quando pensamos em ir, ficamos com receio. Eu mesma fui cheia de grilos, mas fiquei encantada”, destaca.

Cosmopolita em muitos aspectos, a região se abriu ao turismo, dando total liberdade a quem a visita. "Ao contrário do que achamos, não é um lugar cheio de tabus, não precisa andar de lenço cobrindo o cabelo e pode usar shorts, ser você. Fui muito bem recebida lá", garante a apresentadora.

O clima surpreendente já começa no desembarque do aeroporto de Tel Aviv, segundo ela: "Tem o maior duty free que eu já vi na vida. É fora do normal, muito bom mesmo." E foi por lá que Galisteu fez a sua primeira aquisição da viagem: um guia local, para facilitar e entender o contexto histórico dos pontos turísticos que visitava.

Com tantos caminhos a percorrer, o cuidado na escolha dos calçados é fundamental para aguentar o roteiro. Por isso, deixe o salto alto em casa e leve um bom tênis, rasteiras ou botas baixas, tudo muito macio e confortável: "Eu saía do hotel 7h30 da manhã e voltava às 22h, andando e conhecendo tudo o dia inteiro."

Melhores locais
De acordo com Adriane Galisteu, Jerusalém é uma cidade capaz de comover, independente da religião de quem a visita. E, após passar uma semana na terra santa, ela indica seus programas favoritos.  "Amei boiar no Mar Morto, fiz a Via Sacra, fui ao Monte das Oliveiras, mas o auge foi visitar o Santo Sepulcro", conta.

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Para ela, a basílica cuja tradição cristã garante que Jesus foi crucificado nela vai além do contexto histórico: "Foi o lugar do qual mais gostei, tanto que voltei duas vezes. É muito especial e lindo, tive a sensação de estar mais perto de Deus."

Para os que não abrem mão da boa gastronomia, a dica é o Machneyuda. A pequena casinha abriga um restaurante intimista, mas é preciso fazer reserva. “O clima é ótimo e me diverti ficando no bar. Quando disse que era brasileira, eles tocaram umas músicas daqui. Foi incrível!"

Com tantas possibilidades, a apresentadora acredita que Israel seja um destino para adultos: "É melhor não fazer essa viagem com criança pequena, pois é preciso ter uma certa idade para entender e conseguir aguentar as caminhadas, todas muito cansativas."

Mesmo abrindo mão da companhia do filho Vittorio, Galisteu já planeja uma nova visita. "Conto de Israel para todo mundo, parece até que estou ganhando para falar de lá!", brinca.

Mais Viagem