Viagem

Roteiros gastronômicos

Capital do vinho, Bento Gonçalves tem até igreja feita com a bebida

Eduardo Vessoni

Do UOL, em Bento Gonçalves

21/04/2015 14h45

Uma viagem pela região de Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, é uma espécie de experiência nostálgica que faz a gente ir longe na história da imigração brasileira e da nossa própria história. E nem poderia ser diferente.

Desde que os primeiros imigrantes chegaram por ali, a partir de 1875, a Serra Gaúcha rende homenagem àquela gente que trouxe outros sotaques, novos sabores e colocou a região do sul do Brasil na rota mundial da produção de vinho.

Declarada capital brasileira da bebida, Bento Gonçalves é porta de entrada para um mundo de experiências inusitadas que têm o vinho como inspiração. Tem museu dedicado a bebida, degustações sensoriais com tons lúdicos, piquenique entre parreirais (com direito a edredom e almofadas espalhadas sob pés de Niágara Rosada), cantoria italiana acompanhada de passeio de trator e até uma igreja construída com... vinho.

A bebida ainda é o produto local mais procurado, mas Bento Gonçalves, destino gaúcho que recebe 1 milhão de visitantes por ano, quer se mostrar para o Brasil com outras opções de atividades. E conseguiu.

Essa cidade a 115 km de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, vai além das tradições italianas e recebe (muito bem, diga-se de passagem) forasteiros apegados a outras atividades como turismo de aventura, roteiros ciclísticos com até quatro dias de duração e (vejam só) cachaça orgânica produzida em uma destilaria artesanal.

Bento, como a cidade é chamada entre os gaúchos, dá acesso a cinco rotas temáticas locais que às vezes confundem quem visita a região. Afinal de contas, comida italiana, construções históricas e vinho são quase uma unanimidade em cada uma delas. A "Rota Rural Encantos de Eulália" é o quinto e mais recente roteiro dessa região que também conta com a rota "Cantinas Históricas", "Vale do Rio das Antas", "Caminhos de Pedra" e "Vale dos Vinhedos".

Veja atrações inusitadas que vão além do clássico passeio de Maria Fumaça e dos almoços regados a comilança italiana e galetos.

Igreja de vinho

Fabiano Mazzotti/Prefeitura Municipal de Bento Gonçalves/Divulgação
Capela Nossa Senhora das Neves foi construída com vinho, no início do século 20 Imagem: Fabiano Mazzotti/Prefeitura Municipal de Bento Gonçalves/Divulgação

Localizada na Linha 6 da Leopoldina, no Vale dos Vinhedos, a Capela Nossa Senhora das Neves é a maior prova de que a região é, definitivamente, movida a vinho. Erguida no início do século 20, quando barro amassado com os pés era usado como cimento, essa igreja simples foi construída com... vinho, durante uma forte estiagem que deixou a região sem água. A bebida foi misturada com palha de trigo, formando uma liga usada para cimentar os tijolos.

Museu do Vinho 

Fabiano Mazzotti/Divulgação
Visitantes no Ecomuseu da Cultura do Vinho, espaço localizado no interior da vinícola Dal Pizzol Imagem: Fabiano Mazzotti/Divulgação

O mais famoso (e cobiçado) produto da região é o protagonista do Ecomuseu da Cultura do Vinho, localizado no interior da vinícola Dal Pizzol, em Faria Lemos, distrito de Bento Gonçalves que faz parte da "Rota Cantinas Históricas". O acervo da coleção particular de Rinaldo Dal Pizzol abriga 235 garrafas históricas de vinhos que o proprietário foi adquirindo, ao longo dos anos.

Com cenografia caprichada, esse pequeno museu expõe peças raras como a garrafa artesanal de um Cabernet Franc de 1937 e o tinto "Velho Capitão" feito em homenagem ao gaúcho Assis Chateaubriand. Rótulos estrangeiros também são o destaque da exposição como os trazidos da Bolívia, China e Argélia. Saiba mais: www.dalpizzol.com.br

Degustação a cegas e Vinhedo do Mundo 

Eduardo Vessoni/UOL
Outra experiência única na vinícola Dal Pizzol é a degustação sensorial de vinhos a cegas Imagem: Eduardo Vessoni/UOL

Outra experiência única na vinícola Dal Pizzol, uma área verde com 8 hectares, é a degustação sensorial a cegas, encabeçada por enólogos que vão orientando os visitantes com atividades lúdicas que estimulam o aprendizado sobre vinhos a partir dos sentidos como tato, olfato, degustação e até a audição. "O turista não quer mais ser um sujeito meramente contemplativo, mas sim o ator de sua própria experiência", descreve o enólogo Dirceu Scottá.

Fundada há 40 anos e com produção anual de 300 mil garrafas, a vinícola surpreende também com um projeto ousado conhecido como "Vinhedo do Mundo", uma área de um hectare que abriga mais de 400 variedades de uvas plantadas de diversos países como Romênia, Afeganistão e Irã, considerada uma das maiores coleções de uvas privadas do planeta. Saiba mais: tel.: (54) 3449-2255 ou pelo site www.dalpizzol.com.br

Edredom no parreiral 

Eduardo Vessoni/UOL
Polenta brustolada e sucos de uva servidos durante o programa "Edredom no Parreiral" da vinícola Cristofoli Imagem: Eduardo Vessoni/UOL

Eis a experiência gastronômica para comer até se render, na "Rota Cantinas Históricas". Em uma área de um hectare com uvas do tipo Niágara Rosada, os visitantes são recebidos com um café da manhã servido entre edredons e almofadas espalhados pelo parreiral da vinícola Cristófoli, em Faria Lemos.

No cardápio de pratos servidos estão incluídos pães caseiros, tábuas de frios, doces, queijos, a obrigatória polenta brustolada, como é conhecida a versão grelhada pela matriarca dos Cristofoli, e, claro, vinhos e espumantes. A experiência pode ser realizada também no almoço e no final do dia, sempre com reserva prévia. Saiba mais: www.vinhoscristofoli.com.br

Turismo de aventura 

Eduardo Vessoni/UOL
O Parque de Aventuras Gasper conta com atividades ao ar livre para viajantes Imagem: Eduardo Vessoni/UOL

Em terras de vinho e comilança italiana, nada melhor do que gastar calorias do lado de fora. Localizado na "Rota Rural Encantos de Eulália", ao redor de uma rocha conhecida como "Paredão da Eulália", o Parque de Aventuras Gasper conta com atividades ao ar livre para viajantes que queiram subir o nível de adrenalina da viagem em atividades como o rapel de 135 metros de altura; um percurso de tirolesa com 750 metros de extensão e a 60 metros de altura; circuitos de arvorismo; e passeios de quadriciclo 4x4 por uma trilha de 2 km com obstáculos naturais. Saiba mais: www.gaspermontanhismo.com.br

Piquenique no parreiral e colheita noturna 

Divulgação
Toalha xadrez, cestas com guloseimas e vinhos fazem parte do piquenique na vinícola Larentis Imagem: Divulgação

Esta é a típica cena de uma experiência em terras viticultoras. Toalha xadrez estendida no chão, cestas com guloseimas da região e taças com vinhos. Muitos vinhos. Mais do que uma visita acompanhada de degustação, a vinícola Larentis, no Vale dos Vinhedos, organiza atividades turísticas durante todo o ano como o "Piquenique nos Vinhedos".

"Um dia de Poda" acontece entre o final de julho e início de agosto, quando a videira está em repouso e a queda das folhas anuncia o início da nova brotação, período em que o visitante participa da poda dos parreirais e são recebidos com café colonial e fogueira. Tem também a imperdível "Colheita Noturna" em que os participantes colhem uvas, equipados com lanternas, aventais e tesouras, a partir das 17h, entre janeiro e meados de março. Saiba mais: www.larentis.com.br

Vinhedos sobre duas rodas 

Divulgação
Roteiros ciclísticos com duração de até quatro dias passam por vinícolas e construções históricas Imagem: Divulgação

Autointitulado "o primeiro bike hotel do Brasil", o Dall'onder Grande Hotel, em Bento Gonçalves, oferece desde novembro um circuito chamada "Que tal de bike", no qual os hóspedes e o público externo podem conhecer a região da Serra Gaúcha, em oito roteiros ciclísticos que variam de três a oito horas de duração e com diferentes graus de dificuldade.

Os passeios guiados e com carro de apoio têm de 10 a 34 km de extensão, e passam por destinos como Bento Gonçalves, Garibaldi, Monte Belo do Sul, Nova Roma do Sul e Pinto Bandeira. Uma das opções para quem não está acostumado a atividades esportivas é o simpático roteiro de 10 km pelos "Caminhos de Pedra".
Para viagens mais longas, a empresa "Caminhos do Sertão" conta com um roteiro de bicicleta com 82 km de extensão, percorridos em quatro dias, e que passa por vinícolas e rotas temáticas da região. Saiba mais: www.dallonder.com.br e www.caminhosdosertao.com.br

Caminhos de Pedra 

Almir Dupont/Prefeitura Municipal de Bento Gonçalves/Divulgação
Declarado Patrimônio Histórico do Rio Grande do Sul, o roteiro "Caminhos de Pedra" tem 12 km de extensão Imagem: Almir Dupont/Prefeitura Municipal de Bento Gonçalves/Divulgação

Embora seja uma das atrações mais populares da região de Bento Gonçalves, esse roteiro de 12 km, declarado Patrimônio Histórico do Rio Grande do Sul, impressiona pela preservação de construções centenárias que foram erguidas pelos imigrantes que começaram a povoar o Vale do Vinhedos, a partir de 1875.

A estrada, cuja visita leva um dia de passeio, abriga 23 pontos de visitação e mais de 40 pontos de observação externa. Destaques para a Casa da Ovelha, localizada em uma construção de madeira de 1917, onde é possível amamentar cordeiros, realizar a tosquia de ovelhas e acompanhar apresentações de pastoreio com cães Border Collie; e a Casa da erva-mate, onde o visitante conhece o processo de produção artesanal histórica com soques movidos à roda d’água; Casa da Tecelagem, em funcionamento em um casarão de 1915, onde são feitos teares artesanais. Saiba mais: www.caminhosdepedra.org.br

Tuk tuk no vinhedo 

Eduardo Vessoni/UOL
Localizada no distrito Tuiuty, a pequena vinícola Cainelli faz parte de um programa chamado "Fascínios do Inverno" Imagem: Eduardo Vessoni/UOL

Saem os famosos triciclos asiáticos e entram os curiosos tratores adaptados para turismo. Localizada no distrito Tuiuty, em Bento Gonçalves, a pequena vinícola Cainelli faz parte de um programa chamado "Fascínios do Inverno" que inclui passeio pela propriedade a bordo de um trator que os donos chamam de tuk tuk, visita ao museu familiar, localizado no casarão do final do século 19 que guarda peças históricas, poda dos parreirais com acompanhamento de um enólogo e de lanche servido ali mesmo.

No período da vindima, entre janeiro e meados de março, a poda é substituída por uma animada colheita e pisa das uvas, acompanhadas de música italiana ao vivo, ali mesmo no vinhedo. Saiba mais: www.vinicolacainelli.com.br

Cachaça na terra do vinho

Eduardo Vessoni/UOL
A maior região viticultora do Brasil também tem espaço para outra mania nacional: a cachaça Imagem: Eduardo Vessoni/UOL

A maior região viticultora do Brasil também tem espaço para outra mania nacional: a cachaça. Localizada no Vale do Rio das Antas, em Bento Gonçalves, a Casa Bucco é uma destilaria artesanal com ares familiares que produz cachaça com cana-de-açúcar orgânica, cuja produção na região é marcada pelo cultivo de montanha e alta concentração de açúcar.

A propriedade é pequena e oferece poucos atrativos no local, mas o passeio vale para acrescentar um novo sabor às (obrigatórias) visitas guiadas com degustação nas vinícolas da região e pela vista panorâmica da bela ponte sobre o rio das Antas, entre Bento Gonçalves e Veranópolis. Saiba mais: www.casabucco.com.br

Site de turismo de Bento Gonçalves
www.turismobento.com.br

Rota Rural Encantos de Eulália
www.encantosdeeulalia.com.br

Rota Cantinas Históricas
www.cantinashistoricas.com.br

Vale do Rio das Antas
www.valedoriodasantas.com.br

Caminhos de Pedra
www.caminhosdepedra.com.br

Vale dos Vinhedos
www.valedosvinhedos.com.br


* O jornalista viajou a convite da Secretaria de Turismo de Bento Gonçalves, Aprovale e Dallonder Grande Hotel

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Roteiros gastronômicos

Topo