Viagem

Ecoturismo

Esqueça a selfie: aventura em Puerto Vallarta tem rapel, tirolesa e tequila

Tatiana Penido*

Do UOL, em Puerto Vallarta (México)*

18/11/2014 18h13

Quem quer experimentar adrenalina sem se preocupar com poses para fotos tem destino certo em Puerto Vallarta, no México. Em um cânion do rio Cuale fica a reserva natural El Jorullo. Lá, esqueça a máquina fotográfica, a menos que você tenha uma para acoplar ao capacete: não é preciso levar nada além da roupa do corpo.

O centro de Puerto Vallarta fica a cinco quilômetros do ponto de partida dos passeios de aventura pelas montanhas, na região sudeste da cidade. A reserva é explorada por algumas agências de aventura, como a Canopy River, que oferece percurso com tirolesas, rapel, caminhadas curtas, flutuação com boias e subida de montanha em mulas.

Além de todas as opções radicais, um dos pacotes da companhia inclui também a degustação gratuita de uma variedade de tequilas no encerramento. Afinal, o estado de Jalisco é conhecido como a terra do destilado.

Antes de aventurar-se na tirolesa, uma pequena prévia é feita a poucos metros do solo, para ganhar segurança. Mais à frente vê-se entre as árvores o grande vão, com 192m de altura, e o cabo de aço de 44m de comprimento.  Ainda é uma oportunidade de ambientação, já que há outros trechos em que se alcança 55 km/h ou percorre-se 650m de comprimento, tudo sob o olhar de monitores, prontos a ajudar os menos confiantes.

Como os grupos reúnem até dez pessoas, pode demorar um pouco entre uma descida e outra, mesmo que os monitores demonstrem certa pressa. O cenário durante o percurso, que totaliza 3.286m em uma cama de gato sobre o rio Cuale, compensa a espera.

A única descida feita por duas pessoas ao mesmo tempo, abraçadas na tirolesa, agrada aos casais e pode culminar em um beijo romântico sobre as corredeiras. Tudo é registrado pelo fotógrafo que acompanha todo o trajeto – e cobra à parte as imagens, entregues em um CD.

Após a última descida, que termina em um mergulho, é a vez de um relaxante deslizar sobre boias pelo rio. Não se preocupe com a subida íngreme: a volta ao ponto de partida é feita no lombo de mulas.

Mais informações
http://canopyriver.com
www.visitpuertovallarta.com

*A jornalista viajou a convite de Oficina de Visitantes y Convenciones de Riviera Nayarit/ Asociación de Hoteles y Moteles de Bahía de Banderas/Puerto Vallarta Tourism Board

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Ecoturismo

Topo